Audiência pública no Senado sobre reforma da Previdência

Sergio Moro recebendo o prêmio Faz Diferença, da Globo

Juiz responsável pelos hackers manda PF entregar arquivos ao STF

Por Redação

02 de agosto de 2019 : 18h44

A medida desmonta o pequeno golpe de Estado que Sergio Moro tentou dar, ao fazer ameaças veladas às principais autoridades do pais, dizendo que só ele, sozinho, teria controle sobre as comunicações de todo mundo.

Agora os 11 ministros do Supremo terão acesso aos arquivos e poderão verificar sua autenticidade, além de confirmarem ou não a existência de informações sobre demais autoridades.

***

Na Agência Brasil

Juiz manda PF enviar ao STF cópia de investigação sobre hackers

Publicado em 02/08/2019 – 18:32 Por André Richter – Repórter da Agência Brasil Brasília

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou hoje (2) que a Polícia Federal (PF) envie para o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes cópia da investigação sobre as invasões aos telefones celulares do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e de outras autoridades.

O magistrado, que preside a investigação, cumpriu decisão proferida por Alexandre de Moraes, relator do inquérito aberto pelo STF para apurar a divulgação de notícias falsas contra integrantes da Corte.

Moraes determinou ontem (1º) que todo material da investigação, incluindo mensagens de celulares, devem ser remetidos ao seu gabinete no prazo de 48 horas.

Ontem, o juiz Ricardo Leite atendeu pedido da PF e decretou a prisão preventiva dos quatro investigados presos na Operação Spoofing, que investiga os ataques de hackers.

Com a decisão, os investigados Danilo Cristiano Marques, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira e Walter Delgatti Neto vão continuar presos, mas por tempo indeterminado. Dessa forma, eles deverão ser transferidos para um presídio no Distrito Federal. De acordo com a PF, os acusados devem ser mantidos na prisão para não atrapalhar as investigações.

Edição: Fábio Massalli

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

cruz

04 de agosto de 2019 às 12h02

As esquerdas ainda falam a linguagem arcaica de tomar as ruas, enquanto bozo e sua quadrilha tomaram as redes sociais em que podem instilar seu ódio e fabricar as mais inverossímeis fake news que têm sempre milhões de pessoas que acreditam. A carruagem já passou há muito tempo e as esquerdas ainda ficam atrelados a ela com essa história de retomar o poder com pobres camponeses famintos empunhando pás e inchadas nas mãos.Modernizem-se, deixem esse romantismo de lado e tentem compreender que essa corja de nazifascistas veio aparelhada para se perpetuar no poder e não ficar nele até as próximas eleições que mesmo se forem despojados, os vencedores não assumirão, tamanho o aparato militar que o bozo montou atrás dele. A palavra chave é desromantizem-se e caiam na real se querem tirar esse insano do poder.

Responder

Alan C

03 de agosto de 2019 às 11h58

Mais um tópico com a pobretada de direita descontrolada.

Q doença

Responder

Admar

03 de agosto de 2019 às 10h07

Melhor filme de comedia que já assisti: “A Lei é Para Todos”!!!😂🤣😂🤣😂🤣😂🤣

Responder

Alexandre Neres

02 de agosto de 2019 às 22h05

Como disse Rodrigo Maia, se um hacker quando vaza deve arcar com as penas da lei, o mesmo ocorre quando um agente público promove vazamentos ilegais, senão seriam dois pesos e duas medidas. Não se deve perder de vista que o vazamento era o modus operandi da força-tarefa, que o justiceiro fez um artigo em 2004 tratando da Operação Mãos Limpas da Itália defendendo os vazamentos e que é muito mais razoável de se esperar que membros do poder judiciário e do ministério público ajam conforme o prescrito em lei do que exigir isso de um hacker.

Pois bem, tantas fez o pato branco, cheio de convicções e desprovido de provas, perseguiu inclusive ministros do STF e familiares, sem qualquer evidência e desrespeitando garantias fundamentais, até mesmo porque a competência para investigar um ministro do supremo é do procurador-geral da PGR, isto é, da Raquel Dodge e não de um procurador de piso, que foi pra panela. A batata dele tá assando. Quanto ao marreco de Maringá, se fosse ele viraria um avestruz. Está numa situação tão precária que tá apelando pra associação dos juristas evangélicos. Ai-jesuis!

Responder

    Marcio

    03 de agosto de 2019 às 07h39

    Agradecemos infinitamente para ter revelado a imundícia que os vermes Lula e Dilma fizeram… brincar com a cara dos brasileiros, com a democracia e a lei…e os tintos os defendendo, só no Brásil mesmo para alguém gostar desses porcos imundos.

    Não consigo nem imaginar as porcarias que esses escrementos fizeram ao longo de 20 anos quando pouco (o que eles queriam) ou nada a gente ficava sabendo, tudo ficava entre 4 paredes e poucas pessoas (bandidos).

    O Brasil Agradeçe.

    Responder

cruz

02 de agosto de 2019 às 21h30

Só ficar falando que não é correto não adianta, a pergunta que não quer calar é por que não investigam a fundo essas denúncias? Por que a mídia agora só fala no crime cometido pelos hakers e não se fala mais no conteúdo das denúncias? As próprias autoridades ficam acusando Moro, Dallagnol et caterva, mas não saem desse chororô, ninguém investiga ou manda investigar nada. Há algo de podre no reino da Dinamarca.

Responder

Marcio

02 de agosto de 2019 às 21h21

É uma impressão minha ou após a PF ter pego os hackers on gansos sinaleiro deram uma sumida…?

Relamente achavam que o Bundão não tava usando material roubado…?

Responder

Paulo

02 de agosto de 2019 às 20h28

Absurdo! A PF ainda nem periciou o material, provavelmente. O que o STF quer são elementos para incriminar Moro e Dallagnol e ver o que consta contra Toffoli, AM e GM. Não se tira material probatório da polícia no curso das investigações. STF atropelando os trâmites jurídicos. Este país virou uma bagunça…

Responder

    Marcio

    03 de agosto de 2019 às 09h11

    Devem ter enviado uma cópia, me parece bastante óbvio.

    Que o STF mande e desmande em qualquer assunto não há dúvida alguma.

    Qualquer assunto até o mais inútil vai parar lá…o papel de um Supremo é esse…?

    Responder

Deixe uma resposta