Audiência no Senado com presidente do Banco Central discute autonomia da instituição

Partidos de esquerda lançam programa para prefeitura do Rio

Por Redação

05 de novembro de 2019 : 15h18

Da Comunicação Fundação João Mangabeira- PSB-RJ:

Frente ampla da esquerda lança Programa para prefeitura do Rio de Janeiro

É notório que o Rio de Janeiro precisa de um novo horizonte. Abandonada, a cidade carece de planejamento, e, sobretudo, do fomento de políticas públicas nas áreas de segurança, saúde e educação. Pensando nisso, as Fundações dos partidos de esquerda (PSB; PCB; PCdoB e PDT) se uniram para lançar o seminário “Um Programa para o Rio – Democracia, Cidade e Desenvolvimento”, que acontece nesta sexta-feira, 8, na sede da Sindipetro-RJ, a partir das 14 horas.

Através deste encontro, o primeiro de muitos que ainda irão acontecer, a esquerda compreende a necessidade de uma ação política conjunta para disputar e vencer a eleição no Rio de Janeiro. O que representa uma prioridade neste momento é a formulação de um projeto comum, que seja capaz de apontar uma mudança para os rumos da administração da Capital.

Na sexta-feira, ao longo do dia, políticos, professores, lideranças e intelectuais irão debater iniciativas e projetos para construção de uma cidade mais justa e igualitária. Ao todo, serão quatro mesas de debate. A primeira, chamada “Mesa Abertura”, começará às duas horas, e terá a presença de lideranças partidárias e dirigentes. O mediador será Raphael de Carvalho, da Fundação João Mangabeira, do PSB.

Em seguida, às 15 horas, o Deputado Federal Alessandro Molon (PSB) estará ao lado da Deputada Estadual Delegada Martha Rocha (PDT) e do ex-Ministro do Trabalho Brizola Neto (PCdoB) para falar sobre “Democracia e Desenvolvimento para o Rio”. As outras mesas, marcadas para 16 e 18 horas, irão abrigar temas como segurança pública e educação, respectivamente. Por lá, nomes importantes como Tainá de Paula, Lia Faria, Eurico de L. Figueiredo, Everton Gomes, e Marcos Andrade.

A esquerda fluminense analisa com otimismo o próximo ciclo eleitoral. Em função da insatisfação popular com a situação do País e do nosso estado, incluindo os altos índices de desemprego, lideranças da oposição miram vitórias em prefeituras estratégicas. O desempenho em 2020 será para os rumos da corrida presidencial em 2022.

Confira a programação completa:

Um Programa Para o Rio – Democracia, Cidade e Desenvolvimento
Data: 08/novembro/2019
Local: SindiPetro – Av. Passos, 34, Centro, Rio de Janeiro

– Mesa Abertura
14h00 – 14h40
Lideranças partidárias; dirigentes das Fundações
Mediação: Raphael de Carvalho (FJM/PSB).

– Mesa 1
• Democracia e Desenvolvimento para o Rio.
15h00 – 16h30
Integrantes:
Dep. Alessandro Molon (PSB);
Dep. Delegada Martha Rocha (PDT);
Ex-Ministro do Trabalho Brizola Neto (PCdoB).
Mediador: Paulo Oliveira (PCB)

-Mesa 2
• Segurança Pública e Democracia Para o Rio Que Queremos.
16h30 – 17h30
Integrantes:
Prof. Eurico de L. Figueiredo (INEST/UFF):
Everton Gomes (FLB-AP/PDT);
Tainá de Paula (PCdoB);
Eduardo Serra (PCB)
Mediador: Dep. Enfermeira Rejane (PCdoB)

-Mesa 3
18h00 – 19h30
• Educação é Desenvolvimento!
Prof. Lia Faria (UERJ);
Prof. Izolda Cela (Vice-Governadora do Ceará);
Prof. Marcos Andrade (FJM/PSB);
Prof. Hiran Roedel (PCB);
Mediação: FLB- AP

Organização:
Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (PDT);
Fundação João Mangabeira (PSB);
Fundação Maurício Grabois (PCdoB);
Fundação Dinarco Reis (PCB)

“Aspas” dos participantes do Encontro.

– Brizola Netto. Ex-Ministro do Trabalho
“Esse um momento é fundamental para este encontro, por tudo o que estamos vivendo a nível estadual e federal. Nossa tentativa é a construção de uma frente ampla que seja capaz de apresentar à população um programa que dialogue com seus verdadeiros problemas. Precisamos tratar de soluções práticas para o desemprego, violência e a recuperação da nossa proteção social”.

– Taina de Paula. Urbanista e Geógrafa.
“Essa é a construção de uma tentativa de uma frente ampla. O PCdoB vê a necessidade de um campo progressista com um debate fortalecido pela democracia, e, sobretudo, contra o fascismo. A ideia é promover uma série de debates pela cidade do Rio de Janeiro. Precisamos construir uma agenda para essa cidade. Educação, segurança, saúde e desenvolvimento são itens prioritários, que serão debatidos neste primeiro encontro. Devemos nos questionar em como criar uma agenda de segurança pública para o Rio de Janeiro? Precisa ser uma agenda que valorize a vida, assim como o policial e seu ofício. É isso que queremos trazer ao debate”.

– Eurico de L. Figueiredo. Professor Emérito da Universidade Federal Fluminense (UFF)
“O evento ‘Um Programa para o Rio’ reúne representantes, quadros e analistas das mais diversas orientações, mas que convergem na busca de soluções democráticas e justas visando um Rio de Janeiro capaz de superar a grave crise em que está nos âmbitos econômico, político, social e cultural. Inventa o diálogo amplo e diversificado capaz de fundamentar um programa inclusivo, com respeito às liberdades democráticas e com propostas objetivas para a retomada do desenvolvimento em nossa cidade’.

– Marcos Andrade. Engenheiro da Petrobrás e mestre em Educação pela UFRJ.
Creio que nossa maior dificuldade seja dar continuidade a este encontro e ampliar o contato com a sociedade. A ideia deste encontro não é falar apenas entre nós, para nós. Ao mesmo tempo que construímos um projeto, é preciso que ele aconteça em diálogo com a sociedade. A repercussão das nossas ideias deve estar presente na sociedade. Quer dizer, o seminário não tem um fim por ele mesmo. Sua ideia é mostrar à sociedade que estamos com ela. Como falar com essa cidade? Essa é a grande dificuldade.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »