Ato público pela valorização do serviço público

Bolsonaro quer privatizar estatal que processa aposentadoria de 34 milhões de brasileiros

Por Redação

16 de janeiro de 2020 : 11h37

Dataprev é incluída no Programa Nacional de Desestatização
Publicado em 16/01/2020 – 08:03Por Agência Brasil Brasília

Agência Brasil — A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) foi incluída no Programa Nacional de Desestatização (PND), de acordo com o Decreto nº 10.199, de 15 de janeiro de 2020, publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (16).

“Fica qualificada, no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República – PPI, e incluída no Programa Nacional de Desestatização – PND a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência – Dataprev”, diz o decreto em seu artigo primeiro.

A Dataprev é uma empresa pública, criada em 1974, conforme a Lei nº 6.125, de 4 de novembro daquele ano, assinado pelo presidente Ernesto Geisel.

Em seu portal na internet, a empresa informa que, entre outros serviços, é responsável pelo processamento do pagamento mensal de cerca de 34,5 milhões de benefícios previdenciários e pela aplicação on-line que faz a liberação de seguro-desemprego.

Edição: Aécio Amado

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Wellington

16 de janeiro de 2020 às 17h55

É engraçado ver como os esquerdistas de teclado sabem tudo sobre empresariado, sobre as contas das empresas dos outros, sobre o que os empresários devem fazer (chegam até a dar palpites sobre o que os outros devem fazer, quanto devem pagar os funcionários, onde devem vender os produtos, tudo…) mas não tem nenhum que abra uma em vez de falar asneiras num blog.

Responder

    putin

    17 de janeiro de 2020 às 10h54

    querido neuronio solitario,
    1) 99% dos gringos que conheci aqui tem alguma atividade economica. se vc conhece a aritmetica do 2° ano sabe que é impossivel viver de tesouro direto, a nao ser possuir varios milhoes e telos investidos a longo prazo quando os juros (reais) eram altos. entao nao encha o saco.
    2) no mundo interiro existe o credito ha no minimo 5000 anos (os sumeros da mesopotamia). se alguem tem alguma poupança ou td, ou tbill, ou bot, ou btp, ou o diabo que seja, nao é crime. senao é criminoso o 80% da populaçao mundial.
    3) isto nao tem nada ver com o fato que 80% dos empresarios sao burros, gringos incuidos. já ajudei varios á reerguer as contas e as empresas. o que quer dizer que nao sou contra o empresariado. sou contra os nazistas.

    Responder

      Wellington

      17 de janeiro de 2020 às 12h50

      Vocè è o unico gringo que nao tem uma e fica querendo manda nos outros, vai ser tonto pra là…Kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Nào è possivèl viver de aposentadoria em euros e de juros do tesouro direto..?
      Vc vive de que entào..? Kkkkkkkkkkkkkkkk

      Responder

        putin

        18 de janeiro de 2020 às 12h20

        querido neuronio1,
        eu trabalho autonomamente (agora), “profissional liberal”, e se nao dou resultados eficientes os clientes me mandam tnc. e nunca vou ter aposentadoria gringa alguma.
        o fato que explico, gentilmente para quem pergunta, como funcionam os fundos de investimento e o td nao significa que sou um milionario rentista.
        assim como nem todos que esplicam o toque de cabeça de cristiano ronaldo se chamam cristiano ronaldo.
        assim como um medico nao precisa ter cancer para saber alguma coisa sobre cancer.

        Responder

      Andressa

      17 de janeiro de 2020 às 12h59

      Viver com 12-14% de juros e se passar por defensor de quem paga os juros acordando as 5 da manhà è claro que nao è crime…eu tambèm faria o defensor dos pobres oprimidos pelos empresarios.

      Responder

        putin

        18 de janeiro de 2020 às 12h05

        querido neuronio2,
        nao adianta juro de 12% se a inflaçao está 10% (exemplo). o que o rentista ganha e pode gastar é a diferença, e ainda tem que tirar imposto e commissao bancaria.
        neste exemplo quantos milhoes sao necessarios para viver de renda com un juro real liquido de 1.5%?
        e sem contar que as vezes a inflaçao supera o juro e neste caso o terrivel rentista está sendo parasitado.

        Responder

Nelson

16 de janeiro de 2020 às 16h09

Tudo o que estiver dando lucro ou tenha potencial para tanto deve ser entregue à iniciativa privada. Por iniciativa privada, leia-se os grandes grupos econômicos; para micro, pequenos e médios ficará a rapa, se houver sobras.

O mais certo é que a este setor do empresariado capitalista, também fervoroso defensor das privatizações, caberá, juntamente com a classe trabalhadora e o restante do povo, a conta, salgadíssima, a ser paga.

Vamos citar o exemplo de dois setores que foram privatizados, a telefonia e a energia elétrica. As tarifas telefônicas observaram aumentos estratosféricos a partir da privatização. As de energia elétrica subiram bem menos, mas, ainda assim, subiram bastante.

É de lembrarmos que a avassaladora propaganda a favor das privatizações nos prometia, a todo momento, que só elas nos trariam tarifas e preços mais baixos para serviços e produtos de maior qualidade. Nem uma coisa nem outra nos foi entregue. Pelo contrário.

Pois, até onde eu sei, energia elétrica e telefone fazem parte do conjunto das despesas do empresariado em geral. E, incrivelmente, eu não vejo uma entidade empresarial sequer tecer a mais mínima crítica ao aumento exorbitante que estes dois serviços impuseram na planilha de custos das empresas.

Por outro lado esse empresariado adora afirmar que o “custo Brasil”, que seria representado pelos parcos direitos dos trabalhadores, é que é demasiado em nosso país. Não enxergam ou não querem enxergar que o trabalhador é o mesmo consumidor deles. Não enxergam que, quando atacam e eliminam os direitos dos trabalhadores estão, na prática, reduzindo a massa salarial.

Massa salarial menor redundará, inevitavelmente, em consumo menor e, por consequência, em faturamento menor para suas empresas que acabarão tendo que passar a demitir. Com as demissões, a massa salarial tende a encolher mais ainda, numa espiral sem fim, contraindo sempre mais a economia.

É incrível, mas o empresariado, que se arvora o que sabe mais acerca de administração e economia ,não consegue enxergar essa obviedade. Não consegue enxergar nem mesmo como funciona a roda da economia capitalista.

Responder

    Wellington

    16 de janeiro de 2020 às 17h49

    Uma clara mente brilhante como a sua deveria abrir uma empresa amanhã e rachar de ganhar dinheiro, tá perdendo tempo escrevendo asneiras num blog.

    Responder

    putin

    16 de janeiro de 2020 às 17h50

    unicos empresarios que se beneficiam disso sao os do setor exportaçao, que tem clientela no exterior.
    os outros sao burros, cabeça travada por ideologias baseadas no odio antropologicos pelos (supostos) “inferiores”. só pensam em como fuder o trabalhador.

    Responder

      Wellington

      16 de janeiro de 2020 às 19h18

      Tem razào, è melhor fuder eles com os juros do tesouro direto, tem menos riscos…

      ou vocè que è antropolgicamente militonto vai abrir a sua empresa para dar o bom exemplo…? Eu acho que fica sou no fiado como sempre…

      Responder

      Evandro Garcia

      16 de janeiro de 2020 às 19h21

      Fiquei sabendo que tem alguns gringos que se beneficiam com o cambio e o tesouro direto tambèm…

      O que eleva os salarios è a instruçào militonto, pois se depender dos sindicatos…

      Responder

    Alan C

    16 de janeiro de 2020 às 20h23

    Boa Nelson.

    E a telefonia celular privatizada heim? O mais caro e pior serviço do mundo.

    “Viva a privatização” rs

    Responder

      Abdel Romenia

      17 de janeiro de 2020 às 09h26

      Onde eu moro o serviço è absolutamente normal, pago 80 R$/mes para 100 mb internet banda larga e telefone fixo que ninguem usa mais. O celular è 45 R$/mes. Feito o cambio com euro sao preços pouco acima dos preços europeus por exemplo (a diferença provavelmente è a praga do icms). A assistencia è rapida, trocaram o modem esse dias que queimou de manhà e a tarde jà tinha outro novo…se um dia eu nao gostar mais do serviço ou tiver algum problema ou preços melhores troco de operadora. Com a banda larga estào aparecendo outras novas pequenas operadoras com preços melhores, ficam na rua fazendo propaganda todos os dias.

      Where is the problem…?

      Responder

        Alan C

        17 de janeiro de 2020 às 11h23

        “Çei…”

        Responder

Gilcélia

16 de janeiro de 2020 às 13h11

O Brasil tem um insano no poder, isso é apenas atos normais de um insano “que os próprios brasileiros ajudaram a chegar lá” com a insanidade peculiar e burra de quem queria apenas vingança, e bagunçar um pouco o coreto, como declarou o energúmeno Aécio Neves.

Responder

Paulo

16 de janeiro de 2020 às 12h25

Imaginaram uma empresa privada dispondo de todos esses dados dos aposentados, a farra que será e a importunação do cidadão que virá, por consequência? Estamos entregues à sanha da iniciativa privada, nesse Governo…

Responder

    Andressa

    17 de janeiro de 2020 às 08h54

    Vocè nao tem conta no banco…?

    Responder

Deixe uma resposta