Ato em defesa da imprensa

Charge: Aroeira

Bolsonaro precisa ser detido

Por Pedro Breier

25 de março de 2020 : 21h46

O quadro mental de Jair Bolsonaro parece estar cada vez mais deteriorado, como o demonstrou sua surreal resposta às colocações do governador de São Paulo, João Doria, em uma reunião por videoconferência realizada hoje (25).

Como se espera que seja feito em uma reunião de emergência para discutir estratégias de combate a uma pandemia, Doria listou questões práticas a serem resolvidas. Em sua resposta, Bolsonaro passou a vociferar contra o governador por conta de sua deslealdade, dizendo que Doria se elegeu em 2018 às custas dele e depois virou as costas. Aumentando o tom de voz, disse que a possibilidade de ser presidente “subiu à cabeça” de Doria e, já aos gritos, disse que o governador “não tem altura” para criticar o governo federal.

Um descalabro, menos de um dia após conclamar a população a voltar às ruas, contra as orientações da OMS e de toda a comunidade médica.

Os efeitos do seu discurso da morte de ontem são visíveis. O pronunciamento na TV e rádio deu um novo ânimo para a militância bolsonarista, que voltou a ficar atiçada nas redes sociais. Uma pandemia mundial que vai deixar um rastro ainda incalculável de mortos está sendo tratada como disputa política corriqueira por conta da insanidade do presidente da República.

No campo institucional, o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, submeteu-se à idiotia presidencial e mudou o discurso em relação à quarentena. O vice-presidente Hamilton Mourão, por sua vez, disse que a posição do governo é uma só, isolamento e distanciamento social. Quem a população deve seguir?

É, em resumo, o caos.

Diante de atos de tamanha gravidade, todos os atores políticos — partidos, parlamentares, juristas — deveriam estar se movimentando para derrubar Bolsonaro, seja por que meio for. Impeachment, afastamento por motivo de saúde, crime contra a saúde pública. Motivos não faltam.

Uma avalanche de ações institucionais para afastá-lo no cargo pode gerar uma comoção que se reverta em pressão e, por fim, derrube-o.

Depois do pronunciamento de ontem e do ataque histérico de hoje, não há o que esperar. Deixá-lo por mais tempo sentado na cadeira presidencial é o mesmo que colaborar com as atrocidades que fatalmente provocará.

Bolsonaro precisa ser detido para ontem.

Pedro Breier

Pedro Breier é graduado em direito pela UFRGS e colunista do blog O Cafezinho.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alan C

26 de março de 2020 às 14h45

Vai sair coisa nenhuma, deixe ele onde está, tá engraçado.

Responder

brasileiro

26 de março de 2020 às 12h42

Nessa eu fico com Brizola, ‘Tudo que a globo é contra eu sou a favor, e tudo que ela é a favor eu sou contra’

Responder

augusto

26 de março de 2020 às 12h37

Para elucidar detalhes mais esquecidos , ja que estamos todos um pouquinho ou até meio zonzos.
–P. Quantos hospitais federais tem o governo central? Quantos postos de Saude tem?
–R. Nenhum. Fora os hospitais militares dentro de unidades do exercito, Aeronáutica — nada.
Então… então a bomba vai explodir nos Municipios e Estados , os quais tem seus hospitais publicos e Postos de Saude aonde poderemos ir ou ser levados.
E´ isso, não é? Até o Caiado e o Aushwitzel percebem.

Responder

Francisco

26 de março de 2020 às 11h26

Enquanto nos alto-falantes da ‘SUDERJ’ imploram para que saiam, ‘Estado Mínimo’, ‘Plano de Saúde’ e ‘Meritocracia’, envergonhados e sem jeito para anunciarem que entram, respectivamente, em seus lugares, por ironia do destino, ‘Estado Forte’, ‘SUS’ e ‘Solidariedade’, para salvarem o desgovernado Brasil Futebol Clube, das esquizofrenias do Capetão, eleito pela xucra Classe Dominante, para evitar que tomassem a quinta sapatada seguida do povo, na eleição de 2018, nas arquibancadas a massa grita o nome do ‘filósofo haitiano’ que, à falta de coragem dos que lá colocaram o desgovernante, antecipou ao incompetente eleito por esses, medíocres diplomados, aspirantes a Casa Grande e interesseiros de todos os calibres, de sempre, que o dito ‘não é presidente mais’, que seu governo acabou.

Simples assim…

E o Brasil segue atolado no brejo onde o colocaram com o golpe desenvolvido a partir de novembro de 2014, agora em estado desesperador pois começa a ir ao fundo por graças do incompetente capetão ‘eleito’.

Responder

    Paulo

    26 de março de 2020 às 17h00

    Só um senão: Porco Guedes só gosta de meritocracia no discurso. No serviço público, ele quer “entrada lateral”…

    Responder

augusto

26 de março de 2020 às 11h19

Pra que serve o globalismo mesmo?
O USofA vem ha coisa de um ano chantageando e ameaçando os outros -Alemanha,Brasil etc- a nao adotar de jeito nenhum a tecnologia 5G da chinesa Huawei. Ate prendeu via seu criado Canada… a executiva da empresa.
Ha pouco a Alemanha proibiu a exportação de respiradores aos outros, – que precisam bem mais.
Em portugues mais claro: globalismo é ideia muito boa pra exportar aos trouxas. É muito válido desde que nao ameace meus interesses importantes.

Responder

augusto

26 de março de 2020 às 11h11

QUE susto levei ao ler o comentario do paulo cesar aqui, dizendo que Adélio parece ser o único pessoa sã, equilibrada neste país. (o ze simão não faria melhor)S
Se eu e voce chegamos a parar um momento pra refletir a sério sobre esta frase momentosa… isso dá a m.e.d.i.d.a certa de ate aonde chegamos…
E tambem tem os dois Duartes. O Lima Duarte constatou e disse: “Bolsonaro quer que eu morra”
ao inverso da Regina que disse: ‘ele está certíssimo’
Com qual Duarte voce fica?

Responder

Evandro Garcia

26 de março de 2020 às 11h09

Segurem a histeria bibaiada, se ajeitem e poupem o figado.

Responder

dcruz

26 de março de 2020 às 10h12

O povo tem que continuar unido lutando como tem feito até aqui, demonstrar que é capaz de seguir seu rumo mesmo que um bozo qualquer tente impedi-lo. O bozo continua seguindo sua senda obscura, apropriando-se de ideias alheias e, descaradamente, dizendo que são suas.Um exercício de imaginação grotesco podemos reproduzir a elaboração do tal discurso feito no gabinete do ódio, “pai, põe essa aqui contra o Drrauzio”, “essa da gripezinha vai pegar bem”, por aí. Mas é sempre bom lembrar que o bozo tem seus trunfos, o ministro Mandetta parece que está afinando seu discurso com o chefe…

Responder

Wellington

26 de março de 2020 às 09h29

Voce precisa largar de ser imbécil, para antes de ontem.

Responder

Anderson

26 de março de 2020 às 09h16

Rede globo através de seus analistas defendendo renda mínima e aumento dos gastos públicos.
Rede globo comunista. HAHAHAHAH Tudo na maior cara de pau. Só esqueceram de dizer que tem partidos políticos que defendem isso há muito tempo.

Responder

Everaldo

26 de março de 2020 às 09h04

Desgoverno

Responder

Evandro Garcia

26 de março de 2020 às 08h37

Respeitem que irà ler antes de postar essas diarreias.

Responder

Assis

26 de março de 2020 às 08h10

Impeachment já.
Fora Bolsonaro.

Responder

Hernanes

26 de março de 2020 às 06h43

Vai dormir cretno.

Responder

Paulo Cesar Cabelo

26 de março de 2020 às 01h09

Cadê aquele tal de Alac C que dizia que a esquerda devia dialogar com Bolsonaro?
Adélio parece ser a única pessoa sã nesse país.

Responder

Alexandre Neres

25 de março de 2020 às 23h33

O dia não foi nada bom para Bolsoignaro. Deu picadeiro para Dória, que parece estar conseguindo seu objetivo. Comicamente, naquele cercadinho do Palácio, disse que o Trump está seguindo a mesma linha que ele. Então, tá. Caiado chamou a imprensa, fez um mise-en-scène e abandonou o barco do capitão. Os ratos estão pulando fora. Tá difícil encontrar um aliado que seja. Pra fechar com chave de ouro, Mourão, contradizendo o superior, afirmou que a política do governo é a do isolamento, que o presidente teria se expressado mal. O vice tava com as garrinhas de fora, só faltou usar uma expressão em latim.

Responder

Paulo

25 de março de 2020 às 22h53

Talvez você tenha razão, Pedro, quer quanto à necessidade, quer quanto à premência. Mas acho que Bolsonabo vai recuar estrategicamente, e se manter apartado dessa crise da saúde, doravante. Isso vai diminuir qualquer ímpeto maior de seus adversários. Não há consenso, ao que vejo, para apeá-lo do Poder, ainda…

Responder

chichano goncalvez

25 de março de 2020 às 22h02

Olha não sou dono da verdade, mas faz tempo que venho colocando nas redes sociais, que o cara é um psicopata em potencial. Ele pensou que ia governar, tipo toma vai lá e faz, como se fazem nos quarteis em cima dos soldados, aqui não seu Bolsomerda, o buraco é bem mais embaixo. E o que é pior não tem nenhum projeto de governo, a não ser desmontar tudo de bom que o PT fez, por inveja e incapacidade, lembram do discurso dele na ONU ? Lembra a epoca antes de 1990, da Guerra Fria, quer dizer o cara esta recalcado, porque o pais, mais ou menos recuperou a democracia.

Responder

Deixe uma resposta