Às 11:30, a Conexão Cafezinho recebe Brizola “Carlito” Neto: as relações entre trabalhismo e comunismo

Foto: reprodução.

Folha convoca “resgate à cor amarela” em editorial

Por Redação

28 de junho de 2020 : 11h31

Em editorial lançado neste domingo (28), a Folha de São Paulo defendeu “resgatar a cor amarela como símbolo da democracia”, lembrando do movimento Diretas Já.

No último sábado (28), uma pesquisa do Datafolha declarava que 75% da população define a “democracia” como “sempre a melhor forma de governo”.

O jornal, crítico de anseios autoritários, defendeu a Constituição, a “lei” e o respeito às instituições, referindo-se à ditadura militar e ao processo de democratização.

A publicação, chamada “Democracia, nunca menos”, foi concluída com uma convocação:

“Urge voltar ao tema, e a Folha busca inspiração no seu papel histórico das Diretas Já, para resgatar a cor amarela como símbolo da democracia.

Assim, as vitrines das edições dominicais trarão uma faixa dessa cor com os dizeres #UseAmarelo pela Democracia, e o slogan da Folha desde 1961, ‘um jornal a serviço do Brasil’, passa temporariamente para ‘um jornal a serviço da democracia’ até as próximas eleições presidenciais.”

– Folha de São Paulo, 28/06/2020

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Hilux12

28 de junho de 2020 às 19h53

Cadè voce Emilio Odebrecht…?! Traz a democracia de volata logo…ridiculos !!

Responder

Beleleu

28 de junho de 2020 às 19h52

Petrolao e Mensalao jà !!

Responder

Paulo

28 de junho de 2020 às 12h26

De fato, o bolsonabismo sequestrou o verde-amarelo. Fico triste ao ver tantos tolos conspurcando nossa bandeira pelas ruas, nessas manifestações bovinas, acompanhadas, sempre, de bandeiras de Israel e dos EUA. Dá vergonha, também…

Responder

Deixe uma resposta