Live do Cafezinho (18h): o que acontecerá à Lava Jato?

Foto: Roberto Parizotti.

Breque dos Apps: greve mostra força da categoria

Por Redação

02 de julho de 2020 : 11h49

Na quarta-feira (01/07), os motoristas de aplicativo como iFood, UberEats e Rappi se organizaram para uma greve geral dos motoristas.

A greve não paralisou totalmente os aplicativos de delivery, mas causou impactos significativos no sistema.

O movimento causou atrasos em pedidos e diminuiu a quantidade de profissionais nas capitais.

Muitos dos entregadores que não pararam citaram necessidade de dinheiro, mas apoiam a greve.

O movimento contou com manifestações físicas em São Paulo, Brasília, Fortaleza, Salvador, Recife e outras cidades.

Algumas das reivindicações dos trabalhadores dizem respeito a quedas em suas remunerações desde que começou a pandemia, descaso das empresas com sua segurança e o fim do sistema de punições e exclusões dos aplicativos que, segundo a categoria, desliga os trabalhadores sem quaisquer justificativas ou avisos prévios.

Uma nova data para os entregadores paralisarem já estaria em discussão.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

02 de julho de 2020 às 17h33

Essa é uma categoria super-explorada, e que deve, sim reivindicar direitos…

Responder

Gaspar

02 de julho de 2020 às 13h12

Pedem os mesmos direitos trabalhistas que deixam eles sem um trabalho formal…?

Responder

Deixe uma resposta