Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

Para fugir do teto, Bolsonaro cogitou injetar R$35 bilhões em obras públicas

Por Redação

12 de agosto de 2020 : 09h33

Com a pressão interna dos militares e do ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, o presidente Jair Bolsonaro cogitou liberar R$35 bilhões para obras públicas.

Porém, o ministro da Economia Paulo Guedes pediu para que o chefe do executivo desistisse da ideia para não estourar o teto de gastos.

Tudo indica que Bolsonaro deve atender o pedido de Guedes e aplicar apenas R$4 bilhões.

No Planalto, os militares têm articulado o Pró-Brasil, um plano de obras via investimento público que só será possível extrapolando o limite de investimento da União.

Os ministros Braga Netto (Casa Civil), Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Rogério Marinho (Desenvolvimento) lideram às movimentações.

Já a equipe econômica, resiste a implementação das ações, afirmando que o plano seria uma espécie de ‘Dilma 3’ por ter semelhança ao programa de investimento público praticado durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Até o momento, o governo Bolsonaro injetou R$926 bilhões para minimizar o caos econômico causados pela pandemia.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Almazi

12 de agosto de 2020 às 20h12

Neste momento, aqui chove a mais de 16 hrs. Imagine se o teto estivesse furado….
É ele q garante a tormenta não entrar aqui dentro.

Responder

Tenoir

12 de agosto de 2020 às 12h58

O Brasil só vai ter jeito o dia que quebrar. Falir mesmo. Enquanto perdurar essa mentalidade putrefata de governo resolver tudo, enquanto perdurar essa ideia de tudo é na base de mais gasto público, o Brasil nunca vai ter jeito.
Governo bom é governo q atrapalha pouco. Ponto final.

Responder

Deixe uma resposta