Live do Cafezino (20h): o novo surto de Bolsonaro! Convidado: Celso Rocha de Barros

Governo Bolsonaro quer usar recursos do Fundeb e precatórios para financiar Renda Cidadã

Por Redação

28 de setembro de 2020 : 15h29

O relator da PEC emergencial, senador Márcio Bitar (MDB-AC), comunicou em coletiva de imprensa no início da tarde desta segunda-feira, 28, que o programa Renda Cidadã será financiado com recursos do Fundeb e com verbas destinadas a precatórios.

Antes de fazer o anúncio, o emedebista se reuniu com líderes partidários juntamente com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, no Palácio da Alvorada.

Segundo Bitar, o Governo têm R$55 bilhões reservados para pagamento de precatórios e que usará apenas 2% da receita corrente líquida da União, o restante vai para o Renda Cidadã. Ao todo, são R$804,5 bilhões de receita corrente líquida para 2021 e apenas R$16 bilhões para o pagamento de precatórios.

Já sobre o Fundeb, o senador detalhou a proposta do governo. 

“Então, a proposta é que até 5% do novo recurso do Fundeb sejam também utilizadod para ajudar essas famílias que estarão no programa a manterem seus filhos na escola. Então, essas duas fontes de renda são as que apresentaremos na PEC”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Camundongo

28 de setembro de 2020 às 23h45

Bozolândia nojenta

Responder

Paulo

28 de setembro de 2020 às 18h17

Ou seja, tira da educação e dos credores do Estado para se reforçar eleitoralmente…

Responder

    XuXa

    28 de setembro de 2020 às 22h24

    Como sempre os professores usados como redentores do país. PALHAÇADA! VERGONHA!

    Responder

Deixe uma resposta