Live do Cafezinho: como trazer a classe média de volta para campo progressista?

Após anúncio, Guedes nega que Renda Cidadã será financiada por precatórios

Por Redação

30 de setembro de 2020 : 16h47

Nesta quarta-feira, 30, o ministro da Economia, Paulo Guedes, negou que o Governo Bolsonaro deixará de honrar suas dívidas para custear o Renda Cidadã.

Porém, Guedes afirmou que é necessário corrigir o fluxo de precatórios e defendeu o teto de gastos. 

“Se queremos respeitar o teto, temos que passar a lupa em todos os gastos, para evitar propostas de romper teto” 

Em outro momento, o Posto Ipiranga negou que o Renda Cidadã será financiado por precatórios e que o Governo vai honrar os compromissos.

“Não se trata de buscar recursos para financiar isso, muito menos recurso de uma dívida que transitou em julgado e que é líquida e certa, nós não faremos isso. Nós estamos aqui para honrar compromissos”  

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

zé ninguém

01 de outubro de 2020 às 21h01

Emitam papel pintado, vão dizer os partidarios da Teoria Monetária Moderna.

Responder

Pague a Mª do Rosário

30 de setembro de 2020 às 21h44

Posto ipiranga da poha kkkkkkkkkkkk

Responder

Hilux e Casa jà eram

30 de setembro de 2020 às 18h35

Decadas de desastres com as contas publicas nas maos de bandidos graduados, tratando o estado como uma vaca leiteira deu nisso…nao hà um centavo para nada, sò dividas monstruosas….R.I.P.

Responder

Paulo

30 de setembro de 2020 às 17h44

“Nós estamos aqui para honrar compromissos”. Não honrou com os servidores públicos e a massa do Regime Geral, na Reforma da Previdência…

Responder

Deixe uma resposta