Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Ivan Storti/Santos FC/ Direitos Reservados

Brasil acumula 6,07 milhões de casos e 169 mil mortes por covid-19

Por Redação

22 de novembro de 2020 : 20h23

Além disso, 5.432.505 pessoas já se curaram da doença

Publicado em 22/11/2020 – 19:27

Por Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Agência Brasil — O balanço divulgado hoje (22) pelo Ministério da Saúde indica o acréscimo de 18.615 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. No acumulado desde o início da pandemia já são 6.071.401 casos. Além disso, foram registradas 194 novas mortes, totalizando 169.183 óbitos. Além disso, 5.432.505 pessoas (89,5%) já estão curaram da doença.

Os números mais baixos são comuns nos domingos, em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de saúde aos fins de semana. O balanço do Ministério da Saúde é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados à pasta para consolidação.


Covid-19 nos estados

São Paulo chegou a 1.209.588 de pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (396.933) e Bahia (384.903). Já o Acre é o estado que tem o menor número de casos (34.626), seguido de Amapá (56.548) e Roraima (61.838).

São Paulo também lidera o número de mortes, com 41.267. Rio de Janeiro (21.974) e Minas Gerais (9.777) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (713), Roraima (720) e Amapá (789).

Edição: Denise Griesinger

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Ronei

22 de novembro de 2020 às 20h40

Enquanto isso o genocidio dos Argentinos segue os rumo da tragedia Venezuelana na indiferença da esquerda brasileira…

Responder

Deixe uma resposta