Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Boulos recebe apoio de investidores e empresários

Por Redação

26 de novembro de 2020 : 16h56

Cerca de 50 empresários do setor produtivo e financeiro elaboraram na noite desta quarta-feira, 25, um manifesto de apoio a candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) em São Paulo. O psolista vai disputar o 2° turno contra Bruno Covas (PSDB).

O manifesto “Boulos e a necessidade de inovação na gestão de São Paulo” será lançado na noite desta quinta-feira, 26, e representa um aceno da iniciativa privada a candidatura psolista. De acordo com o Valor, “o grupo endossa que, se eleito, Boulos governará com responsabilidade fiscal e manterá diálogo com a iniciativa privada, mantendo o foco no interesse público, como ele próprio tem enfatizado ao longo do segundo turno”.

O grupo inclui o ex-banqueiro Eduardo Moreira, João Paulo Pacífico, CEO do Grupo Gaia, Marcel Fukayama, empresário B, e Luis Rheingatntz, empresário do agronegócio. Entre as mulheres, a empresária Greta Gogiel da Silva, a CEO do movimento Black Money, Nina Silva, Eliana Lopes e a estilista Flávia Aranha.

“Não é comunismo, não é irresponsabilidade fiscal. É um olhar para ver o que é prioridade como cidade, com a iniciativa privada fazendo parte disso. A iniciativa privada não está sendo demonizada, senão não faria sentido nós, empresários e economistas, apoiarmos essa candidatura”, disse o empresário João Paulo Pacífico.

Já a empresária Paula Lavigne afirmou que as críticas econômicas feitas a candidatura de Boulos são superficiais.

“Alguns que se opõem à candidatura de Guilherme Boulos concentraram suas críticas no seu programa econômico. Nós, que trabalhamos em diferentes setores do mercado, entendemos que muitas dessas críticas são superficiais. Sua proposta se baseia numa inversão de prioridades na alocação dos recursos públicos, colocando a periferia no centro do debate. A viabilidade econômica se dará com o enfrentamento à corrupção, à revisão dos contratos com estabelecimentos de incentivos corretos e à cobrança mais efetiva da dívida ativa”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Gedeon

26 de novembro de 2020 às 22h58

O povão mesmo não vota na esquerda… agora as elitezinhas e alto empresariado não só votam mas financiam também.

Será porque

Responder

Paulo

26 de novembro de 2020 às 18h38

Esse “grupo de empresários” – salvo engano – tá parecendo mais a trupe do Chocolate, que apoiou (vendeu apoio) político a Maluf contra os artistas da esquerda caviar, que apoiavam em massa Tancredo Neves, no Colégio Eleitoral, em 1985, rsrs…

Responder

    Batista

    27 de novembro de 2020 às 11h32

    Agora tenta com a do papagaio, quem sabe?

    Responder

Deixe uma resposta