Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Projeto retira Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada do programa de privatizações

Por Redação

26 de novembro de 2020 : 16h01

Para o autor, o presidente da República usurpou a competência do Congresso, ao tratar de privatização via decreto

O Projeto de Decreto Legislativo 347/20 anula a inclusão do Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada S.A. (Ceitec) no programa de concessões e privatizações do governo federal, o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). O texto do projeto, que anula o Decreto federal 10.065/19, está sendo analisado pela Câmara dos Deputados.

Autor do projeto, o deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) defende a anulação do decreto por entender que a inclusão da estatal no programa de privatizações do governo não pode ocorrer por ato infra-legal do presidente da República.

“A Ceitec é empresa pública cuja instituição foi autorizada por lei específica, a Lei Federal 11.759/08. Nessa hipótese, a desestatização não poderá ocorrer mediante ato infralegal do Presidente da República”, afirma Mattos. “Isso significa tolerar que, na prática, um decreto anule uma lei”, completa.

Na opinião de Mattos, ao pretender dar início ao processo de desestatização da Ceitec, o presidente Jair Bolsonaro, por meio do Decreto 10.065/19, usurpou a competência do Congresso Nacional de deliberar sobre o assunto.

Tramitação


A proposta será analisada pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Agenor silviano

26 de novembro de 2020 às 19h29

Ceitec não tem q ser vendida. Tem q ser é fechada mesmo. Só isso.

Responder

Paulo

26 de novembro de 2020 às 18h42

E pensar que o Capetão queria fuzilar FHC pela insânia privatizante…

Responder

Deixe uma resposta