Paris Café: O que esperar da classe média para 2022?

Mais jovem prefeito do Brasil, João Campos pede união e rechaça negacionismo

Por Redação

02 de janeiro de 2021 : 11h07

Eleito com 56,2% dos votos contra Marília Arraes (PT), João Campos (PSB) tomou posse como prefeito de Recife junto com a sua vice, Isabella do Roldão (PDT), e se emocionou ao lembrar do pai, o ex-governador Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo durante a campanha presidencial de 2014.

O socialista também pediu união para enfrentar a crise que assola o país e a capital pernambucana.

“O mundo pede compromisso, ação, fé e união. Aqui é importante termos a maturidade de entender que união não quer dizer pensamento único. O que queremos é uma unidade de propostas construída no debate, com respeito às diferenças e na diversidade de vozes”

Assim como Sarto Nogueira (PDT) em Fortaleza, Bruno Covas (PSDB) em São Paulo e Eduardo Paes (DEM) no Rio, João Campos também fechou compromisso no enfrentamento da pandemia e desprezou o negacionismo patrocinado pelo presidente Jair Bolsonaro.

“O meu compromisso, com todo o povo do Recife, é de continuar enfrentando essa batalha contra o coronavírus com coragem. Jamais me omitirei enquanto houver vidas em risco. Não cairemos na armadilha da negação da ciência”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

03 de janeiro de 2021 às 10h48

No Brasil nada se perde, nada se cria, tudo se copia, parece discurso de político, safado.

Responder

Deixe uma resposta