Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

Sem presença de Trump, Biden assume presidência dos EUA

Por Redação

20 de janeiro de 2021 : 10h39

O presidente eleito dos Estados UnidosJoe Bidentoma posse nesta quarta-feira (20), em uma cerimônia virtual, devido à Covid-19. 

O democrata marcará sua entrada na Casa Branca, com 17 decretos para reverter políticas que marcaram a gestão de seu antecessor Donald Trump – informou sua equipe. Entre elas, estão o retorno dos Estados Unidos ao Acordo de Paris sobre o clima, a anulação da decisão de deixar a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a construção do muro na fronteira com o México.

Biden homenageou nesta terça-feira (19) os 400 mil mortos pela Covid-19 nos Estados Unidos, após aterrissar em Washington. O ato foi marcado pela ausência do atual presidente, Donald Trump

“Às vezes é difícil recordar, mas é assim que curamos. É importante fazer isso como nação”, disse Biden em declarações em torno do espelho d’água em frente ao Lincoln Memorial. “Vamos acender as luzes na escuridão da fonte sagrada da reflexão e lembrar de todos que perdemos”, disse Biden, o democrata de 78 anos enquanto 400 lâmpadas foram acesas em torno do espelho d’água em um memorial aos que morreram.

Os sinos das igrejas tocaram em Washington, enquanto as luzes do Empire State Building de Nova York brilhavam em vermelho, como um coração pulsante. Biden, que também sofreu uma profunda tragédia pessoal e é conhecido por sua empatia, destacou a necessidade de unir a nação após o caos dos quatro anos de governo do presidente em fim de mandato, Donald Trump.

Desde que foi bloqueado pelo Twitter por suas mensagens inflamadas e de desinformação, Trump praticamente deixou de se comunicar com os americanos. Afastado dos ritos republicanos, ele deixará a residência oficial sem receber o novo inquilino e dará início a uma nova vida em sua propriedade no clube de golfe Mar-a-Lago, na Flórida.

A véspera da inauguração é normalmente uma data de grandes multidões em Washington. Mas Biden, acompanhado pela vice-presidente eleita Kamala Harris, visitou o espelho d’água sob a visão extraordinária de um National Mall deserto, devido às restrições de reuniões sociais relacionadas à Covid-19 e aos alertas de segurança reforçados após o ataque mortal ao Capitólio em 6 de janeiro

No extenso gramado do Mall, no lugar de multidões de simpatizantes, foram colocadas milhares de bandeiras do país e dos seus 50 estados para representar as pessoas que não puderam estar em Washington para a posse. 

“Por muitos meses, sofremos sozinhos. Esta noite, sofremos e começamos a nos curar juntos”, disse Harris – que faz história como a primeira vice-presidente do país – na breve cerimônia do espelho d’água. “Embora possamos estar fisicamente separados, nós, o povo americano, estamos unidos em espírito.” 

No início da tarde, Biden fez uma despedida emocionada dos residentes de seu estado natal, Delaware, antes de voar para a cidade onde serviu por décadas como senador e depois por oito anos como vice-presidente. No momento em que o avião do próximo presidente pousou, a Casa Branca divulgou a mensagem de despedida de Trump, em que ele pediu orações pelo sucesso do novo governo, “para que os Estados Unidos continuem sendo um lugar seguro e próspero”. O presidente se distanciou de sua estratégia de confronto e de sua vontade de impugnar o resultado das eleições presidenciais.

Fonte: AFP

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta