Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

Para continuar no governo, Centrão pressiona Bolsonaro para comandar pastas ocupadas por militares

Por Redação

24 de janeiro de 2021 : 09h02

Com a queda livre de Bolsonaro nas pesquisas e a proximidade da reforma ministerial prevista para acontecer após a eleição para as presidências da Câmara e Senado, o Centrão pressiona o Planalto para comandar a Casa Civil (Braga Netto) e a Secretaria de Governo (Luiz Eduardo Ramos), ambas chefiadas por militares.

Os parlamentares desse bloco acreditam que a presença de militares no primeiro escalão do governo atrapalha a negociação com outros partidos e a liberação dos cargos para indicados desse bloco, moeda de troca para permanecerem na base.

Considerado como ‘sem palavra’, Ramos também é visto como alguém que “não é do ramo” e que não tem trato político para liderar a pasta.

Além de ter convidado o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), Bolsonaro também chamou, segundo O Globo, José Múcio Monteiro, ex-presidente do Tribunal de Contas União (TCU). Porém, os dois negaram participar do governo.

Outra pasta cobiçada pelo Centrão é o Ministério de Minas e Energia, ocupada por Bento Albuquerque. O almirante da Marinha também é alvo de críticas do Centrão, especialmente com a falta de solução no caso do apagão no Amapá.

Se Arthur Lira (PP-AL) vencer a disputa pela presidência da Câmara, Bolsonaro deve recriar os ministérios do Planejamento, Indústria e Comércio para abrigar indicados do PP, PL, PSD e Republicanos.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

24 de janeiro de 2021 às 20h18

É Capetão, o Centrão vai testá-lo até a medula, e acabará por ganhar sua alma, como último recurso pra evitar defenestrá-lo…E você aceitará sem garantias…

Responder

Jacob Binsztok

24 de janeiro de 2021 às 20h08

O centrão seguramente pretende os ministérios da Educação e o da Saúde.Minas e Energia será mais complicado,embora o bloco tenha quadros pata tocar essa empreitada.

Responder

Deixe uma resposta