Despolarizando: pesquisa Datafolha neutraliza a terceira via?

Bolsonaro sobre 2022: “Quem vota em Lula merece sofrer”

Por Redação

19 de abril de 2021 : 13h12

Na manhã desta segunda-feira, 19, Jair Bolsonaro voltou a falar sobre as eleições presidenciais de 2022 e a possibilidade da candidatura do ex-presidente Lula (PT).

 “Pelo amor de Deus, o povo que por ventura vote em um cara desses, é um povo que merece sofrer”, disse aos seus apoiadores no cercadinho do Alvorada.

A declaração aconteceu após os ministros do Supremo Tribunal Federal decidir pela manutenção da decisão do ministro Edson Fachin que anulou as condenações de Lula pela Lava Jato de Curitiba.

“Foi 8 a 3 o placar lá. Você interprete como quiser”, afirmou.

Ao ser questionado por um apoiador sobre a “meritocracia” fazer parte da escolha dos ministros da Suprema Corte, Bolsonaro sugeriu “esquecer isso”.

 “Não se faz meritocracia nem pra vereador. Elegem de vez em quando cada cara tranqueira. O povão vai aprendendo devagar, vai se interessando. Muita gente vê o problema imediato. Para eu resolver, só se eu impusesse uma ditadura, mas a gente não vai fazer isso. Não tem cabimento. Não tem ditadura boa”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz Peixoto

19 de abril de 2021 às 21h21

Quero sofrer sim. Quero trocar meu Palio 2008 que comprei com muito sofrimento por outro mais novinho, será muito sofrimento. Quero sofrer comendo picanha. Quero sofrer morrendo de medo de entrar num avião. Por favor deixe-me sofrer.

Responder

Paulo

19 de abril de 2021 às 17h58

O povo está sendo envolvido novamente na cantilena petista assim como embarcou na aventura bolsonarista…oh dia, oh vida, oh azar!

Responder

Alexandre Neres

19 de abril de 2021 às 15h20

Hoje vou jogar um papo reto.

Tenho certa simpatia por Ciro Gomes. Foi um aliado leal e valoroso do governo do PT do princípio ao fim. Gosto ainda mais do PDT, de Brizola e do trabalhismo. Por óbvio, sou obrigado a concordar com o jornalista esportivo José Trajano. Aquela montagem sobre o “Projeto Nacional de Desenvolvimento” na qual Brizola aparece com asas de anjo foi bastante infeliz, tá recheada de inimigos do velho Briza. “Safados! Não manchem a biografia de Leonel de Moura Brizola, misturando-o a um bando de safados. Esse não é o PDT brizolista, longe disso!”, afirmou Trajano. Lupi não está à altura de presidir um partido como o PDT, parece esses presidentes de partidos pequenos que se utilizam do partido como meio de vida.

Critico o Ciro Gomes por diversas vezes neste blogue, mas quase sempre estou reagindo a provocações. Quero fazer uma sugestão a alguém que tenha uma interlocução próxima com Ciro.

Bolsonaro está falando um monte de bobagens, para variar, porque sentiu o golpe da volta de Lula. Parece que o mesmo ocorreu com Ciro, que está metendo os pés pelas mãos recorrentemente. A frase dele de que iria para Paris de novo em 2022 com mais convicção talvez seja a pior de todos os tempos. Não condiz com o homem público que sempre foi. Qualquer democrata e sobretudo progressista tem a obrigação de lutar contra Bolsonaro com todas as suas forças. Se Ciro fosse para o segundo turno, não precisaria inexoravelmente dos votos do PT? Bolsonaro é o pior presidente que já tivemos em todos os tempos, e olhe que não foram poucos, não há como se eximir ao proferir uma frase irresponsável como essa.

Não deve ser fácil concorrer com Lula, por todos os símbolos e lutas que ele encarna. Ao ocupar todos os espaços, Lula vai restringindo a margem de manobra dos outros candidatos. Segundo a coluna do Lauro Jardim n’O Globo, até parcela considerável do PDT está se inclinando para ele. Isso faz com que Ciro cada vez seja mais empurrado para a direita, tendo que abrir mão do projeto desenvolvimentista para abraçar o neoliberalismo, que é quem pode dar suporte a sua candidatura.

Esse jogo é de perde-perde para o campo progressista. Tanto Lula quanto Ciro, além do centrão que apoiará qualquer um desde que bem remunerado, por não conseguirem unidade nem no campo progressista, precisarão ainda mais se compor com a direita limpinha e neoliberal. O PT por ter sido alijado do jogo político por anos a fio, com a tentativa de invisibilização e de matar Lula mais uma vez, tem que dialogar e aparar arestas com inúmeros segmentos que viraram as costas para ele. Para fazer isso, precisa-se de muita habilidade política.

Não adianta Ciro querer se culpar. Seu azar foi ter nascido na mesma geração de Lula, que monopoliza o jogo político, tal qual Getúlio Vargas no seu tempo. O que se quer de Ciro é que ele abra mão de questões pessoais para colocar o Brasil em primeiro lugar, pois temos de nos defrontar com Bolsonaro ano que vem. Ciro tem todo o direito de ser candidato e defender suas teses, mas tem que aprender a medir suas palavras. Como disse o seu aliado Tico Santa Cruz, Ciro precisa ter juízo.

Responder

Alan C

19 de abril de 2021 às 13h31

Típica declaração de quem está completamente desesperado e com medo.

Responder

    Edibar

    19 de abril de 2021 às 16h59

    Mas pior q ele tem razão. Não que votar nele seja mto melhor……

    Responder

Deixe uma resposta