Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Créditos: Mario Tama / Getty Imagens

Estudo mostra que brasileiros são os que mais valorizam a vacina no planeta

Por Redação

23 de setembro de 2021 : 10h41

Um estudo realizado pelas empresas GSK e Jantar revela que os brasileiros são os que mais valorizam a vacina no mundo. Ao todo, o levantamento comparou oito nações.

Ainda segundo a pesquisa, o índice de brasileiros que se importam com a manutenção da imunização em dia é de 83%. No Canadá, o índice é de 67%, 65% na Itália e 64% no Japão.

Com a Pandemia, os brasileiros começaram a valorizar ainda mais. Antes do novo coronavírus, eram 59% que consideravam importante a vacinação em dia e saltou para 83%. Outro dado importante da pesquisa é que 49% fazem a defesa de mais informações sobre imunização.

Na Itália, o salto foi de 32% para 65%, entre o antes e depois da pandemia. No Japão, o índice saiu de 30% para 64%.

No levantamento sobre imunização, foram entrevistadas em julho e agosto, 16 mil pessoas com mais de 50 anos no Brasil, Reino Unido, na Espanha, Itália, França, Alemanha, nos Estados Unidos e no Canadá.

Na Itália, o percentual saiu de 32% para 65%, entre os período anterior e posterior à pandemia. No Japão, o índice foi de 30% para 64%.

Ao todos, foram entrevistados 16 mil pessoas com mais de 50 anos no Brasil, entre julho e agosto, no Reino Unido, Espanha, Itália, França, Alemanha, nos Estados Unidos e no Canadá.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Bandoleiro

23 de setembro de 2021 às 14h55

Notícia péssima pra quem é anti-vacina, como o bozo miliciano.

Responder

Deixe um comentário