Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Presidente nacional do PT desautoriza nota sobre Nicarágua

Por Redação

10 de novembro de 2021 : 12h19

A presidente Nacional do PT, Gleisi Hoffmann, se pronunciou sobre a nota do seu partido sobre as eleições na Nicarágua onde Daniel Ortega saiu vitorioso após uma eleição marcada por sete candidatos oposicionistas presos antes do pleito.

Nas redes sociais, a petista disse que a nota não passou pela aprovação da direção partidária e que por isso não tem validade.

“Nota sobre a eleição na Nicarágua não foi submetida à direção partidária. A posição do PT em relação qualquer país é defesa da autodeterminação dos povos, contra interferência externa e respeito à democracia, por parte de governo e oposição.Nossa prioridade é debater o Brasil com o povo brasileiro”, disse.

Vale lembrar que a nota foi assinada pelo secretário internacional do PT, Romenio Pereira. “Partido dos Trabalhadores (PT) saúda as eleições nicaraguenses realizadas neste domingo, 7 de novembro, em uma grande manifestação popular e democrática deste país irmão”, dizia a nota.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

10 de novembro de 2021 às 22h21

O povo cubano tem autodeterminação, sra. Gleise?

Responder

EdsonLuiz.

10 de novembro de 2021 às 15h16

Neste momento, a presidenta do PT, Gleide Hoffmann, pode estar declarando isto, de que o PT defende a autodeterminação dos povos. Mas todos sabem da associação histórica do PT com forças antidemocráticas.

Todos sabem que a Nicarágua e o El Salvador antes de agora, quando está sob o arbítrio de uma força de ultra-direita, os dois países e seu autoritarismo de ultra-esquerda foram praticamente construções do PT.

Essa relação do PT com forças políticas autoritárias na América Latina não para aí. Essa relação do PT com autoritários se extende ao Equador de Correa, à Argentina dos Kirchiner’s – Ernesto e Cristina, se extende a Cuba, quando recentemente, durante as mobilizações do povo cubano por comida e liberdade, Lula renovou declarações de apoio àquele regime antidemocrático, e a muitos outros movimentos autoritários.

Na África e na Ásia o PT historicamente também apoia e presta solidariedade a forças autoritárias.

Aqui no Brasil, por nosso país ainda contar com instituições democráticas consistentes e, principalmente e contraditóriamente, por existir presença significativa nas Forças Armadas de autoritários de sinal oposto ao autoritarismo do PT, o PT disfarça no Brasil seus objetivos autoritários.

Só disfarça!

Todos conhecem a carga de ódio que o PT descarrega contra a imprensa democrática, contra a imprensa e jornalistas profissionais, esteio e ponto de partida de toda democracia; todos sabem da prática política hegemonista do PT; todos sabem da cooptação permanente que o PT faz de lideranças e de movimentos sociais inteiros para atrelar estes movimentos às suas causas partidárias, sequestrando estes movimentos e solapando deles a tão mentirosamente repetida “autodeterminação”.

Os movimentos sociais, sua autodeterminação, são parte do arcabouço democrático de uma sociedade e não pode ser sequestrado! Sua interlocução com as várias frações da sociedade não deve ser constrangida, seus ativistas não devem ser patrulhados para servirem a uma ideologia e a um partido.

O PT está longe, muito longe, de ser uma força democrática, embora no PT haja, sim, muitos democratas; o PT está longe, muito longe, de ser uma força política progressista, embora haja alguns progressistas no PT.

Como partido de esquerda progressista e comprometido com a democracia no Brasil, a minha esperança ė o PSOL. Vamos ver! Vamos acompanhar o amadurecimento do PSOL.

Precisaremos de uma esquerda democrática para contrapor à direita, que no Brasil sempre descamba tambėm para o autoritarismo.

edsonmaverick@yahoo.com.br

Responder

Zulu

10 de novembro de 2021 às 13h36

O exempolo de democracia do PT, PSOL, PCDOB….sao esses mesmos…Venezuela, Nicaragua, Cuba…nenhuma novidade.

Responder

Joao Carlos Holanda Cardoso

10 de novembro de 2021 às 13h21

É boa a iniciativa, mas acho pouco. Quem quer compor com o centro democrático e parte da burguesia e quer ter alguma chance de governar e recuperar o Brasil deve fazer mais do que desautorizar uma nota só depois que ela provoca indignação na imprensa hegemônica. O PT é grande, mas se perde no varejo das picuinhas ideológicas de suas várias tendências. A própria Gleisi mostra-se renitente em declarar, abertamente e com todas as letras, a defesa inconteste da democracia como valor. Não que eu acredito nisso, mas tergiversar na defesa desta maravilhosa ilusão burguesa a que todos idolatram é dar munição aos que acusam o PT de ser autoritário. O PT acaba pagando um preço caro com isso que é o abandono dos setores médios e do estamento institucional. Depois de tantos anos o PT ainda patina nesta neste chão escorregadio. Não se decide se é um ator do jogo da democracia burguesa que elege presidentes e parlamentares, ou se é instrumento de rompimento e transformação social da ordem burguesa. A prática partidária se enquadra no primeiro caso, mas o discurso partidário mostra-se dúbio é esquizofrênico.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?