Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Jovem negro é algemado em moto de PM e arrastado por vários metros em SP

Por Redação

01 de dezembro de 2021 : 10h36

Nesta terça-feira, 30, circulou nas redes sociais um vídeo que flagra o momento em que um jovem negro, que está algemado na moto de um Policial Militar, é arrastado por vários metros em plena avenida Inácio de Anhaia Melo, no bairro do Ipiranga em São Paulo.

Nas imagens, é possível visualizar que o jovem está cansado ao correr atrás da moto da PM e em alguns momentos abaixa a cabeça.

Ao tomar conhecimento do fato, a Secretaria de Segurança Pública do Estado disse em nota que “determinou a instauração de um inquérito policial militar para apuração da conduta do referido policial e o seu afastamento do serviço operacional”.

Ainda segundo o órgão, “a Polícia Militar repudia tal ato e reafirma o seu compromisso de proteger as pessoas, combater o crime e respeitar as leis, sendo implacável contra pontuais desvios de conduta”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

01 de dezembro de 2021 às 14h31

Assustador!
Muito assustador!

Me lembrou as agruras sofridas por Gregório Bezerra, preso pela ditadura militar e arrastado amarrado pelo pescoço pelas ruas de Recife.

A nossa cultura do autoritarismo estimula, consuma e legitima essas práticas
truculentas, desrespeitosas, desumanas.

Sim! Cultura da truculência, do xingamento, da leviandades, do disfarce, da impostura! Crescentemente cultura da mentira, da narrativa, da percepção em substituição à evidência, da crença em substituição à razão! Muitas vezes, cultura do cinismo e da hipocrisia, cultura da conveniência para impor costumes, ideias, vontades, crenças, desonestidades e ideologias!

Não cultivando a democracia, o Brasil não cultiva o diálogo, a tolerância, o respeito. O Brasil não cultiva a divergência saudável, que deveria ser a mais natural das certezas que é a certeza de ter dúvidas, de ser cético, de não pensar de forma absoluta se não dentro do domínio dos fatos, deixando que falem os fatos no lugar das impressões, crenças e desejos.

Toda a nossa desrazão se dá pelo nosso autoritarismo, que não permite a nós o cultivo de ideias corretamente estudadas, o cultivo de verdades pensadas e não das verdades ideológicas ditadas por aparelhos de doutrinação que espalham o ódio, a perseguição, a impostura, a leviandade, a desonestidade material e intelectual. E, pior, ditam a leviandade, a impostura, a desonestidade, o ódio, a perseguição e o fanatismo negando que o estão fazendo. Muitas vezes, para disfarçar, se dizem eles vítimas desse autoritarismo e suas práticas e carimbam nos outros que querem atingir essas marcar, sem fundamentais as acusações que fazem, uma vez que são apenas parte do ódio que espalham para esgarçar e tornar vulnerável a sociedade.

Combata a cultura autoritária! Combata principalmente suas marcas de naturalizar o ódio, a desonestidade e a incompetência!

Tudo isso está sendo fermentado na nossa cultura por correntes autoritárias de sabores ideológicos diversos, que se retroalimentam, mas que resultam em sociedades com traços comuns, resultam em sociedades arbitrárias, truculentas e desonestas. Vide a China, Filipinas, Polônia, Cuba, Coréia do Norte, Hungria, Venezuela, El Salvador e tantas e tantas. Olhemos ali dentro dos exemplos e veremos como autoritarismo e violência trata-se de uma cultura, sem relação com lado ideológico, se manifestando de modo igual em sociedades autoritárias sob domínio de forças extremistas de esquerda ou de direita.

Veja-se que eu não falo contra radicalismos, falo de extremismos. Radicalismo você pode aplicar a necessidades humanas diversas, e muitas vezes ser radical é a única opção para o combate de iniquidades como a fome, o arbítrio, a discriminação e contra tantas outras formas de injustiça. Já extremismo é apenas do âmbito dos desejos particulares, das certezas de grupos. Extremismos não possuem compromisso com evidências, não possuem compromisso com a razão universal; extremismo só possui compromisso com suas doutrinas e com verdades fanatização, não pensadas com o uso da razão e desprovidas do conhecimento verificado.

No Brasil, esta cultura extremista está nas Telas171. E não associem Telas171 apenas ao lulismo e a setores do petismo; há muitas Telas171 propagando mentiras, ódio e violência ligadas ao bolsonarismo. O lulopetismo e o bolsonarismo estabelecem uma cultura que resulta no autoritarismo que assistimos diariamente no Brasil, que o arrastamento pela rua do cidadão amarrado por uma corda é apenas uma mostra visível da cultura autoritária em que estamos entornado.

E quem cultiva e se beneficia de uma cultura autoritária? Extremistas de qualquer sabor ideológico, pessoas desonestas, incompetentes, picaretas e tiranetes diversos.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?