Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Divulgação

Café em pó aumenta 61% em 12 meses

Por Redação

18 de março de 2022 : 11h44

Um estudo realizado pelos professores de economia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná mostrou que a inflação dos alimentos da cesta básica no Brasil chegou a 12,67% no acumulado de 12 meses, até fevereiro.

Com isso, o aumento no preço da cesta básica ficou acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), é a primeira vez que isso acontece desde outubro de 2021. No começo de fevereiro, o avanço estava em 10,54% no acumulado de 12 meses.

Vale lembrar que a cesta básica é composta por 13 alimentos e no período analisado pela pesquisa, o Café em Pó foi o produto que mais pesou no orçamento doméstico, o aumento foi de 61,2%, seguido pelo açúcar cristal (36,3%) e o Tomate (31,3%). Por outro lado, o feijão e o arroz foram os produtos que apresentam queda, com índices de -3,2% e -17,9%, respectivamente.

Com informações da Folha

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro