Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação/Botafogo

Ex-presidente do Ibope diz que eleição presidencial ‘está decidida’

Por Redação

05 de setembro de 2022 : 09h12

Neste sábado, 3, o ex-presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, afirmou ao jornalista Ancelmo Góis, do O Globo, que o pleito presidencial está decidido.

“A campanha demorou quase dois anos. Mas acabou. Falta o eleitor pôr o voto na urna”, disse Montenegro. Vale lembrar que Montenegro é um dos maiores especialistas em pesquisa no país.

A posição de Montenegro é semelhante ao posicionamento do presidente do Vox Populi, Marcos Coimbra. “Não há precedente para essa estabilidade com um número tão alto na história das eleições no Brasil”, afirmou Coimbra à Fórum.

Para suas avaliações, Coimbra usa como referência as pesquisas eleitorais presenciais. Segundo ele, “as telefônicas não conseguem alcançar o eleitorado mais pobre e, com isso, apresentaram ao longo de mais de um ano números inferiores para Lula”. 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pedro

21 de setembro de 2022 às 01h48

Adivinhão.

Responder

Eunice

06 de setembro de 2022 às 09h39

Não entendi as contas, mas gostei da conclusão… Vai dar no primeiro turno. Como podem votar nesse homem? Nem falar sabe. É Lula no primeiro turno.

Responder

Francisco*

05 de setembro de 2022 às 17h29

Para desespero maior dos cada vez mais desorientados esperneantes fanáticos do mico, no Cafezinho, faltou complementar que está decidida em PRIMEIRO TURNO, pois…

As pesquisas que contam mostram Lula consolidado em torno de 45% das intenções de votos totais.

Todas as eleições realizadas a partir de 1998 (seis) apresentam resultados de votos Brancos e Nulos não inferiores a 8,5% o que leva o patamar de votos válidos (os dados aos candidatos que concorrem e que contam para decidir se haverá ou não segundo turno) no máximo a prováveis 91,5%, indicando serem necessários 45,75% dos votos totais (que as pesquisas normalmente utilizam na divulgação dos resultados) + 1 voto, para não haver segundo turno.

Lula, que apresenta a ano, em torno de 45% de intenções de votos totais nas pesquisas, necessitaria apenas em torno de 0,5% de votos úteis vindos de Tebet, Ciro e Não Sei, que juntos somam em torno de 16% de intenções nas pesquisas, a 4 semanas da eleição, para tanto.
Observe-se que em 2018, Bolsonaro tinha 35% de votos totais na ultima pesquisa Datafolha e três dias depois obteve 46% de votos válidos na votação, faltando-lhe apenas 2% de votos úteis para já ir sendo eleito no primeiro turno.

Se Lula, nas quatro semanas faltantes, recuar para 40% dos votos totais nas pesquisas, necessitaria em torno de 2,9% de votos úteis para vencer no primeiro turno. Haddad conseguiu 3,5% de votos úteis no dia da votação em primeiro turno em 2018.
Se chegar com 42% necessitaria em torno de 2% e com 43% necessitaria em torno de 1,5% de votos úteis, que conta dobrado, aumenta um com o que diminui no outro, dobrando a diferença.

E falando em votos úteis, a campanha de Lula não precisa batalhar diretamente os mesmos, pelo contrário, quanto mais ignorar, mais votos úteis virão pela razão que o movimento de voto útil é de foro pessoal e natural, e em 2022 ocorrerá, tal como ocorreu em 2018, diante de circunstâncias mais favoráveis e com sinais trocados entre os dois candidatos que contam.

Para confirmar a afirmativa, basta examinar os resultados da eleição no primeiro turno em 07/10/2018, comparando-os a última pesquisa Datafolha divulgada em 04/10/2018, e muito utilizada de forma equivocada por bolsominions em tentativas de contestar resultados atuais desfavoráveis, através de narrativas que visam ‘provar’ que o Datafolha errou ‘escandalosamente’ no primeiro turno da eleição de 2018, sequer desconfiando do fato não tratar-se de erro e sim movimentação de voto útil então ocorrida em direção a Bolsonaro e Haddad, após a pesquisa, às vésperas da votação, facilmente detectável e comprovável analisando-se os resultados da pesquisa Datafolha de 04/10/18 e os resultados da votação no primeiro turno, em 07/10/18, desde que comparando-se votos totais com votos totais e votos válidos com votos válidos, caso contrário trata-se de um bolsominion ‘pensando’ em paralelo, e aí…

Pelas circunstâncias que se apresentam há muito, a eleição decidida em primeiro turno em 2022, é fato mais que provável, porém olimpicamente e seletivamente ignorado pela mídia representante das classes dominantes, em vã tentativa de fazer com que a terceira via de Ciro e Tebet, na derradeira hora, consiga impedir que isso ocorra para que Lula não possa ser eleito com força política ainda maior.

Responder

    sergio teixeira

    10 de setembro de 2022 às 17h23

    O Brasil dos analfas e vagabundos estão distostos a entregar nossos filhos e toda gente do bem nas mãos destes ladrões e assassinos .Mas há um saída. com o povão e a justiça nas ruas.

    Responder

Luana

05 de setembro de 2022 às 16h21

Basta ver as pesquisas do primeiro turno do Ibope de 2018….kkkkkkkk

Compartilhar da opinião da Vox Populi não me parece um sinal de inteligência, pelo contrário.

Responder

Deixe um comentário