Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Reprodução

Jefferson volta a atacar Moraes: “chefe de milícia judicial”

Por Redação

06 de setembro de 2022 : 14h14

O ex-deputado federal e presidente do PTB, Roberto Jefferson, que se encontra em prisão domiciliar voltou a fazer duros ataques contra o ministro do Supremo e presidente do TSE, Alexandre de Moraes.

No vídeo que circula nas redes sociais, Jefferson se refere a Moraes como “chefe de milícia judicial”. Ele também cita Bolsonaro ao dizer que o inquilino d Planalto vai perder as eleições. O ex-deputado acusa Moraes de colocar snipers nas praças de Brasília no 7 de Setembro e que por isso Bolsonaro deveria mandar prender o magistrado.

“Temos hoje no Brasil uma milícia judicial cujo chefete é esse cidadão, o Xandão. Como ele vai botar sniper nas praças de Brasília para impedir o povo de se manifestar embaixo do seu nariz, presidente. Como é que é isso?”, questionou.

“Que conversa é essa, Bolsonaro? Você vai perder a eleição. Ele não pode fazer isso. Você tem que mandar seus fuzileiros navais amanhã prender todo sniper que tiver em cima de prédio no Eixo Monumental. Cana! Desarme e mete na chave”, completou.

Vale lembrar que na realidade o esquema de segurança para os atos foi determinado pela Secretaria de Segurança Pública do DF e não pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Kleiton

06 de setembro de 2022 às 17h21

Um xerife nazistoide puro.

Responder

Deixe um comentário