Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Imagem: Reprodução

No Nepal, avião cai e mata 70 pessoas

Por Redação

15 de janeiro de 2023 : 10h42

DW – Pelo menos 68 pessoas morreram neste domingo (15/01) no Nepal na queda de um avião da companhia Yeti Airlines perto do aeroporto internacional da cidade de Pokhara, no momento em que a aeronave fazia a aproximação final de pouso, informaram as autoridades de aviação do país. Este é o pior acidente do tipo no pequeno país asiático da região dos Himalaias em quase cinco anos.

Centenas de integrantes de equipes de resgate vasculhavam na manhã deste domingo a encosta onde caiu a aeronave, que havia decolado da capital Katmandu. Não há informações a respeito de sobreviventes.

De acordo com a Yeti Airlines, 68 passageiros e 4 tripulantes estavam a bordo do bimotor ATR 72, que tinha 15 anos. Entre os passageiros, estavam dois bebês, além de cidadãos de outros países: cinco indianos, quatro russos, um irlandês, dois sul-coreanos, um australiano, um francês e um argentino.

Destino de montanhistas

Pokhara é um destino internacionalmente popular para peregrinação religiosa e prática de montanhismo.

“As condições meteorológicas são boas, as operações de busca estão em andamento”, disse Jagannath Niroula, porta-voz da autoridade nepalesa de aviação civil.

Imagens exibidas na televisão local mostram uma espessa nuvem de fumaça preta subindo da área do acidente, enquanto as equipes de resgate tentavam controlar as chamas e curiosos se aglomeravam ao redor dos destroços.

“Trinta corpos foram recuperados e enviados para o hospital”, disse Niroula à agência de notícias Reuters. “Outros 14 corpos ainda estão no local do acidente, e as autoridades estão trazendo um guindaste para removê-los.”

Vídeos que circulam nas mídias sociais mostram um avião voando baixo sobre uma área residencial e repentinamente virando para a esquerda antes que uma forte explosão seja ouvida.

Baixos padrões de segurança

Os padrões de segurança no tráfego aéreo do Nepal são baixos, os funcionários geralmente são mal treinados, e as aeronaves têm manutenção precária. Por isso, a União Europeia baniu todas as companhias aéreas nepalesas de seu espaço aéreo.

Além disso, o país abriga algumas das pistas de pouso mais remotas e difíceis do mundo. O clima nas montanhas do Nepal pode mudar rapidamente, criando condições de voo perigosas.

Em maio passado, todas as 22 pessoas a bordo morreram quando um avião pertencente à companhia aérea nepalesa Tara Air caiu na rota entre Pokhara e o destino montanhista de Jomsom.

Em março de 2018, 51 pessoas morreram quando um avião operado pela companhia aérea de Bangladesh US-Bangla caiu perto do aeroporto internacional de Katmandu.

O acidente aéreo mais grave no Nepal ocorreu em 1992, quando 167 pessoas morreram a bordo de um avião da Pakistan International Airlines que caiu ao se aproximar do aeroporto de Katmandu.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário