Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Imagem: Alan Santos/PR

Militar e braço direito de Bolsonaro operava o esquema de “rachadinha palaciana, diz reportagem

Por Redação

20 de janeiro de 2023 : 17h41

O tenente-coronel do Exército Mauro Cesar Barbosa Cid, conhecido como coronel Cid, que foi braço direito de Jair Bolsonaro nos quatro anos do seu governo, é o elo principal da investigação sobre a chamada “rachadinha palaciana”.

O inquérito que está sobre responsabilidade do ministro Alexandre de Moraes (STF), investiga um suposto esquema de “caixa paralelo” dentro do Palácio do Planalto. A reportagem é  do Metrópoles.

Foi durante o inquérito que Moraes  autorizou a quebra de sigilo no caso. Isso direcionou a investigação para o tenente-coronel que usava os recursos sacados de cartões corporativos do governo para cuidar do pagamento, com dinheiro vivo, de diversas despesas do clã Bolsonaro.

De acordo com a reportagem, uma das contas pagas trata-se do cartão de crédito usado por Michelle Bolsonaro, que estava em nome de uma amiga pessoal, a funcionária do Senado Federal, do gabinete do senador Roberto Rocha (PTB-MA), de nome Rosimary Cardoso Cordeiro.

As investigações também ligam Cid aos atos golpistas de terroristas bolsonaristas, que invadiram as sedes dos Três Poderes, no dia 8 de janeiro, em Brasília.

Mensagens de texto e áudio revelam que o militar fazia o “meio de campo” entre Bolsonaro e os terroristas, entre eles o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. Por fim, o inquérito mostra que Bolsonaro sabia de tudo.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

enganado

23 de janeiro de 2023 às 01h20

Esse tal de “””” MERDANHA_cid “””” pelo visto não passava de um __ boy-de-luxo__ do novo “”””” boçaLAVO du CARA _ _ _ “”””” , pois depois de velho de tropa servir de leve e trás do crime. É , tem pessoas que se degradam gratuitamente sua HONORABILIDADE / HONRADEZ / MORALIDADE / ……etc, por alguns níqueis a mais no soldo. Imaginem qdo esse tal de ___cid___ chega em sua casa dizendo-se com o dever cumprido, qdo nos noticiários a tragédia dos Índios Yanomami e a careta do patrão em foco ????? Coitadinha da família.

Responder

Nelson

22 de janeiro de 2023 às 12h35

Prossegues vivendo num mundo imaginário, meu chapa?

Acordes, pois aquele que tu consideras o super, hiper, ultra, um mito (sic), para alívio de nosotros e desgosto do grande capital, perdeu a eleição e, se Deus quiser nunca mais vai se candidatar a qualquer cargo público.

Desça das nuvens e dês uma chance às questões reais e, analisando todo esse período com serenidade e frieza, tu logo te darás conta do baita mico que segues pagando ao apostar numa coisa espúria como Bolsonaro.

Responder

Alexandre Neres

21 de janeiro de 2023 às 14h55

Lula demonstra autoridade e manda pro espaço o comandante do Exército que acoitou golpistas e impediu a PM/DF de acabar com o acampamento valhacouto de criminosos.

Para o lugar, foi nomeado o Comandante do Sudeste que proferiu um belo discurso na quarta-feira defendendo a democracia, respeitando as preferências políticas de cada um. Seu discurso remeteu ao legalista Marechal Lott, fazendo por merecer a ocupar o posto que lhe foi designado.

Responder

Dr. Macphail

21 de janeiro de 2023 às 14h46

A palavra genérica INTENTONA

No dicionário:
substantivo feminino
1. cometimento temerário; plano insensato [‘intento louco’].
2. ataque imprevisto.

Pode-se aplicar ao fato que marca o ‘tresloucado’ 08 de Janeiro de 2023 ou apenas pode ser utilizada, especificamente, para nominar o fato relativo ao ‘intento louco’ de 35, protagonizado pelos comunistas em tentativa de golpe contra o poder então estabelecido?

E para não restar ilações onde há certezas e certezas onde há dúvidas, fatos são, o Partido dos Trabalhadores ideologicamente não ser comunista e não ser possível afirmar que em 35 ocorreu “covardia perpetrada contra colegas de farda, alguns mortos ainda dormindo”, conforme a versão legalista que até hoje dá margem a dúvidas, “sabendo-se que os quartéis do Rio [no dia 27], estavam em prontidão após os levantamentos revolucionários no Norte do País [a partir do dia 23] e em tais circunstâncias seria extremamente difícil encontrar oponentes inermes a serem massacrados de tal forma.”

Responder

João Ferreira Bastos

21 de janeiro de 2023 às 14h14

Aliado a este crime, outro ainda pior

No inicio de 2021 foi preso, por trafico de cocaína, o tenente-coronel Alexandre Augusto Piovesan, do GSI que trabalhava na sala em frente ao do genocida, pedofilo, canibal e ladrão

Esse traficante, cujo chefe de armas e de trafico era o gal. Heleno, comprovadamente era um dos usuários dos cartões de credito do Presidente

A cocaína traficada por eles, era comprada com o dinheiro do estado

Responder

Paulo

21 de janeiro de 2023 às 12h38

Bolsonaro está livre, leve e solto, na terra do Mickey, enquanto cerca de mil de seus prosélitos puxam cana, em Brasília. Que belo líder, não! Isso é que dá endeusar políticos…”Depensantes” crônicos, rsrs…

Responder

Tony

21 de janeiro de 2023 às 11h57

A imprensa brasileira vive de besteiras, de coisas inúteis, rasteiras… é o máximo que os brasileiros conseguem alcançar.

Responder

carlos

21 de janeiro de 2023 às 10h50

Isso que eu vou dizer é pura vdd a máfia da família nesse skema já está muito arraigada,conclusão eles não deixaram de praticar isso pelo contrário enquanto, eles encontrarem respado e a conivência da justiça eles vão fundo sem dó e piedade, já viram miliciano ter dó e pieguismo de alguém?

Responder

Benedito João Santos Silva

21 de janeiro de 2023 às 00h22

O miliciano delinquente Jair Bolsonaro vai ser julgado e vai pagar por todos os CRIMES que cometeu.

Responder

Paulo

20 de janeiro de 2023 às 20h20

Rachadinhas e rachaduras à parte, tenho notado que os canhoteiros têm procurado se valer da palavra “intentona”, para se referir ao barbarismo de 08/01/2023. Seria uma espécie de “forra” à Intentona conhecida, e fracassada, de 1935, na qual tanto se enlamearam e que causa forte impacto nas FFAA até os dias de hoje? Se assim veem, equivocam-se, pois, embora os danos ao patrimônio público – material e imaterial – tenham sido graves, há duas semanas, a Intentona de verdade levou a vida de 130 brasileiros, estima-se, entre soldados leais e traidores (há quem fale em mais de 700 só em Recife), além da covardia perpetrada contra colegas de farda, alguns mortos ainda dormindo. Mas, num ponto, ambas se assemelham, são infames e vergonhosos episódios de nossa história…

Responder

Querlon

20 de janeiro de 2023 às 19h23

8%…menor taxa de desemprego desde 2017, renda media do ultimo ano +7%.

Se este aglomerado de retardados mentais, Che Guevaras de Iphone, carnavaloides e lavadores de dinheiro que chegou em Brasilia nao fizer nada ainda gozarà de bons numeros por todo 2023, caso contrario a gente ja sabe…

Responder

Galinze

20 de janeiro de 2023 às 18h03

Vc lê a matéria do Metrópoles e quando chegamos fim não disse absolutamente nada.

A imprensa ou pseudo imprensa brasileira sabe que há dezenas de milhões de depensantes crônicos Brasil agora por tanto se divertem brincando com a cara dos mesmos criando factóides para amongolados crônicos.

Como um inquérito que está nas mãos do Sr de Moraes Com mensagens de texto e áudio (por tanto em formato eletrônico) vaza…?

Alguém precisa escolher o que vazar e apertar o botãozinho para enviar a alguém…

Responder

Paulo

20 de janeiro de 2023 às 17h59

É, Bolsonaro e as rachadinhas. Enquanto isso, ele e Porco Guedes judiavam do servidor e do cidadão…

Responder

Tony

20 de janeiro de 2023 às 17h57

Mais uma palhaçada no estilo da Folha com os 349 imóveis para o Jornal Nacional socar um pouco de merda na cabeça dos noveleiros hoje a noite.

Coloca o nada acima de nada empanado com a palavra clã no meio e sai o nada frito.

O papel da imprensa, especialmente das TV é de fazer programas diários de debates em horário nobre com assuntos de atualidade e interesse dos brasileiros…. alguém viu isso no Brasil até hoje ?

O único papel que a imprensa brasileira faz é imbecilizar cada dia mais os brasileiros para que continuem pulando atrás de um carro de som

Responder

Deixe um comentário