Sob o tacão da mídia, TSE prepara nova violência contra a democracia - O Cafezinho

O Cafezinho

terça-feira

14

março 2017

133

COMENTÁRIOS

Sob o tacão da mídia, TSE prepara nova violência contra a democracia

Escrito por , Postado em Arpeggio, Assinante, Golpe, Miguel do Rosário

Loading...

Lasciate Ogni Speranza, Voi Ch’entrate

A frase que Dante fixou na porta do inferno nunca foi tão atual como no Brasil do golpe.

A cassação da chapa de Dilma/Temer me parece favas contadas. Se o golpismo tinha poder sobre o TSE antes do impeachment, agora a sua ascendência tornou-se infinitamente mais poderosa.

Reportagem da Folha de dois dias atrás (só tive tempo de analisá-la hoje), transmite um recado nada sutil para o relator do processo no TSE.

O título da matéria aborda a vida sexual do ministro, coisa que nunca se viu em relação a nenhum outro magistrado.

É mais um capítulo do regime de exceção: mídia chantageando ministros à luz do dia.

A podridão não pára por aí. A matéria da Folha reúne, num só texto, todas as armas da mídia e do golpe para convencer um ministro a obedecer suas diretrizes: ameaças, propinas, vaidade, indicação a um cargo superior.

A ameaça já foi abordada. A exposição da vida sexual do ministro no título de uma matéria, num país tão homofóbico como o nosso, me parece suficientemente ameaçadora.

A propina é uma promessa óbvia. Não falta dinheiro para juízes que aderem ao golpismo. A Globo dá prêmio. Revistas americanas dão prêmios. Chovem convites para palestras, inclusive no exterior, mediante cachês sobre os quais o CNJ, oportunamente, decretou sigilo, em meados de 2016 (na mesma semana em que, coicidentemente, Sergio Moro foi convidado para uma palestra num importante think-tank de Washington).

Por que o CNJ decretou sigilo sobre valor de palestras de juízes exatamente no momento mais delicado da vida política nacional, em que a crise política pede transparência absoluta, em especial para magistrados? Por que a imprensa corporativa, sempre tão curiosa sobre a renda dos políticos, não demonstrou o mesmo interesse por essa estranha renda extra para juízes?

Voltando à matéria da Folha sobre Herman Benjamin, o fator vaidade também não falta. A matéria é bem direta nesse ponto:

Benjamin é vaidoso, dizem os mais próximos, e sabe que tem oportunidade de fazer história a poucos meses de deixar a corte, em outubro deste ano.

A expressão “Fazer história”, numa matéria da Folha, não deixa dúvidas: é aderir de vez ao golpe.

Por fim, o jornal abana a última cenoura à frente de Benjamin: uma vaga para ministro do STF. A referência não poderia ser mais direta. Parodiando, Nelson Rodrigues, os malandros perderam a modéstia.

Benjamin quer aproveitar a oportunidade [a votação da cassação da chapa Dilma/Temer] para se credenciar a uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal).

A coisa é muito direta. Benjamin cassa a chapa e, mais tarde, ganha uma vaguinha no STF.

Michel Temer não precisa se preocupar. Cinco ministros do TSE (são sete, no total) já indicaram, segundo o Estadão, um dos porta-vozes oficiais do golpe, que irão votar pela separação das chapas. Ou seja, vão cassar somente Dilma e preservar o mandato de Temer, em nome da “estabilidade política”.

A questão intrigante é, se não vão cassar Temer, porque perder tempo julgando Dilma, que não é mais presidenta? A resposta é simples: consolidar a narrativa da “luta contra corrupção”, desviar o foco da crise econômica e, sobretudo, uma demonstração de poder por parte do mesmo consórcio que liderou o golpe.

Em tempos de exceção, todos ministros antecipam seu voto alegremente. Ou então se trata, como também é possível, de uma estratégia malandra da imprensa corporativa, que vota no lugar dos juízes.

É tudo tão simples!

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário

Editor em Cafezinho
Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.
Miguel do Rosário

terça-feira

14

março 2017

133

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

133 COMENTÁRIOS

  1. Rogerio D Maestri
  2. Anônimo
  3. Mirtes
  4. Mirtes
  5. Daniel Messias Santos
  6. Miguel Álvares Cardoso
  7. Emerson de Morais
  8. Luiz Carlos P. Oliveira
  9. Anete Cláudia Fonseca Alves
  10. Jaci Caetano
  11. Roberto Lima
  12. Francisco
  13. Rachel
  14. carlos
    • Eduardo
  15. Cecilia
  16. João Batista de melo
  17. Lidia Afonso
  18. Luiz Carlos Castilho
  19. Jojo
  20. Doris Gibson
  21. beto verdade
  22. beto verdade
  23. beto verdade
  24. beto verdade
  25. LUIZ TAVE
  26. mz
  27. GERALDO RIBEIRO
  28. C.Poivre
  29. Adriano Amora
  30. L'Amie
  31. Gilmar de Oliveira
    • Capitão
    • Jota Lopes
    • enganado
  32. Andre rs t
    • Adma Viegas
  33. enganado
    • enganado
  34. carlos
  35. jose carlos lima
  36. Ana Salvador
  37. Jorge
  38. Paulo Silveira