Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

A força de Joaquim Barbosa

Por Miguel do Rosário

03 de julho de 2013 : 12h25

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]

Vou tentar fazer uma análise bem objetiva e sintética de duas recentes pesquisas do Datafolha: uma sobre a popularidade da presidenta Dilma, outra sobre as intenções de voto em 2014.

[/s2If]
[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (no alto à direita). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho.[/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

A queda na avaliação é brutal demais. Não costumo desconfiar de institutos de pesquisa, mas desta vez fiquei com uma pulga atrás da orelha. Será que pesquisaram apenas junto aos manifestantes? Bem, de qualquer forma, deixemos isso pra lá e vamos às análises.  Separei algumas tabelas que, na minha opinião, apontam os pontos mais sensíveis de Dilma.

 

Os gráficos acima mostram que Dilma vai mal, principalmente, entre jovens, ricos e com ensino superior. Ou seja, justamente o público que mais interage nas redes sociais. Mais uma prova do erro retumbante da presidente em seu modelo de comunicação. Privilegiou apenas a mídia velha, e perdeu pontos.

 

 

A queda na intenção de votos em Dilma também é brutal. O maior herdeiro de seus votos é Joaquim Barbosa, em seguida, os votos em branco ou nulos.

 

 

 

No detalhamento por escolaridade, idade e faixa de renda, temos alguns características:

  • Marina Silva tem muita força no eleitorado feminino: 30 pontos, isolando-se no segundo lugar. 
  • Entre pessoas com nível superior, Marina, Aécio e, sobretudo, Joaquim Barbosa, superam Dilma.
  • Joaquim Barbosa isola-se em primeiro lugar entre os que tem curso superior.
  • Entre os que tem renda familiar de 5 a 10 salários, e mais de 10 salários, Barbosa também se isola em primeiro lugar.
  • Marina Silva quase empata com Dilma entre os mais jovens.

 

Links das íntegras de pesquisas do Datafolha, divulgadas neste início de julho de 2013:

Popularidade e avaliação do governo e da presidenta da república.

Popularidade e avaliação do governo estadual e prefeitura de São Paulo.

Intenção de votos para 2014.

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jueli Cardoso Jordão

04 de julho de 2013 às 20h08

Miquel, o tijolaço do Brizola, fez uma interessante análise sobre a possível e provável manipulação que a datafalha pode ter feito na pesquisa. Parte do princípio de que a amostragem da folha privilegia aumentando a amostra de ricos e diminuindo a amostra de pobres comparando-se com a amostragem do TRE. Assim, podemos constatar que a Dilma pode ter caido sim, o que seria normal, mas não tando quanto o PIG deseja e manipula.

http://www.tijolaco.com.br/index.php/datafolha-que-derruba-dilmasome-com-eleitores-pobres/

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?