Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Dirceu e Rui Falcão

Mensalão continua perigosa armadilha política contra o PT

Por Miguel do Rosário

12 de maio de 2014 : 15h26

Eu acho que já saquei qual a jogada de Joaquim Barbosa, ou melhor, dos graúdos que o manipulam (embora ele me pareça alguém que se deixa manipular com gosto e prazer).

É uma estratégia política e eleitoral, com objetivo de prejudicar o PT.

Barbosa não dá ponto sem nó. Não é a tôa que se tornou o herói da mídia, o justiceiro dos coxinhas psicóticos.

O mensalão sempre entrou na agenda política como um fato negativo a atrapalhar o desempenho eleitoral do PT. Só que agora, na fase da execução penal, Barbosa tem a chance de tensionar a situação a um limite próximo ao desespero, porque estamos lidando mais diretamente com a vida e com a liberdade de pessoas muito admiradas, por sua história, pela militância de esquerda.

Com isso, Barbosa força boa parte do campo da esquerda a adotar uma agenda de comunicação negativa, nervosa, depressiva, necessariamente defensiva, que é a defesa dos direitos humanos dos réus da Ação Penal 470.

Eles conseguem nos manchar com a imagem de “defensores de bandidos”.

Eu vejo isso pelo Cafezinho. Os posts que fazem mais sucesso, de longe, são aqueles que acusam as arbitrariedades de Joaquim Barbosa, do STF e da Procuradoria Geral da República.

Com isso, porém, deixamos de discutir políticas públicas, e abraçamos uma agenda melancólica e complexa demais para aqueles que não estudaram com atenção os desdobramentos da AP 470. A mídia jamais abriu brechas, em seus espaços, para se discutir erros no processo. A AP 470 é totalmente blindada. Ayres Britto, presidente do STF durante a primeira parte do julgamento, assinou prefácio do livro de Merval Pereira sobre o mensalão ainda ocupando a vaga. E quando saiu, foi direto assumir a presidência do Instituto Innovare, da Globo.

O PT tinha que trazer essas informações ao grande público, sob o risco de pisar em todas as minas explosivas montadas pela mídia para detonar o partido.

O mensalão sempre foi uma estratégia eleitoral da mídia e oposição. Em 2014, chegamos a um momento decisivo. Barbosa e mídia tensionam o máximo suas truculências, para gerar movimentos de defesa aos “mensaleiros”, e com isso desqualificar o PT como um partido que se solidariza com “corruptos na cadeia”.

Quando não se debate os erros do processo, quando não se procura esclarecer a sociedade sobre a existência de documentos, e agora até de vídeos, que confirmam os erros do STF e PGR, essa é a impressão que se transmite à sociedade.

A mídia tem agido conforme seus interesses, sem nenhuma vontade de discutir erros, debater ideias, apresentar contrapontos. E Barbosa tem se portado, desde que abraçou as causas da oposição, com um timing político completamente afinado com os interesses dos adversários do PT, ou seja, com os interesses da mídia e seu braço político, o PSDB.

A nota do presidente do PT, Rui Falcão, é bem vinda, mas sem uma discussão democrática dos erros do processo, incorrerá, mais uma vez, na armadilha de ser uma “defesa de bandidos”. Essa discussão tem de ser feita com muita qualidade, com ilustrações, infográficos, análises, dados, documentos, opiniões diversas.

O PT terá que montar um dossiê – um dossiê transparente, simples, objetivo, legal – muito completo sobre os erros da Ação Penal 470, sob o risco de passar toda a sua vida pagando um alto preço político por crimes que não cometeu.

*

Nota da Presidência Nacional do PT

“Ao obstruir novamente, de forma irregular e monocrática, o direito de José Dirceu cumprir a pena em regime semiaberto, o ministro Joaquim Barbosa comete uma arbitrariedade, tal como já o fizera ao negar a José Genoíno, portador de doença grave, o direito à prisão domiciliar. Mais ainda: apoiando-se em interpretação obtusa, ameaça fazer regressar ao regime fechado aqueles que já cumprem pena em regime semiaberto, com trabalho certo e atendendo a todas as exigências legais.

O PT protesta publicamente contra este retrocesso e espera que o plenário do STF ponha fim a este comportamento persecutório e faça valer a Justiça”.

Rui Falcão
Presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores – PT
11.05.2014

 

Dirceu e Rui Falcão

Dirceu e Rui Falcão

PS Cafezinho: A intenção desse texto não é dizer que o PT deve se calar diante dos arbítrios da Ação Penal 470. Ao contrário. Acho que o PT deve aprimorar suas críticas e entrar sempre na questão do mérito. Decisão judicial se cumpre, mas isso não quer dizer que não deva ser criticada e discutida. Não fosse isso, não haveria o direito da Revisão Criminal. O PT tem de apostar na Revisão Criminal, e construir um discurso neste sentido desde já. O partido tem de pensar no futuro.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

20 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

bruna

11 de janeiro de 2017 às 16h22

deus e o maior

Responder

Rildson

13 de maio de 2014 às 19h27

O Barbosa foi indicado pelo LULA…!!!

Responder

Ester Neves

13 de maio de 2014 às 14h51

O PT foi adesivado nas costas com a palavra “corruptos”. É óbvio que isso vai afetar a representatividade política do partido, nas próximas eleições. O linchamento moral de suas principais lideranças tem o claro propósito de destruí-lo. E, enquanto o PT estiver acovardado NÃO VÃO PARAR.
O golpe que o FORA DA LEI, JOAQUIM BARBOSA, está dando SÓ ESTÁ ACONTECENDO EM FACE DO CONLUIO ESTABELECIDO ENTRE ESSA JUSTIÇA PODRE E A MÍDIA VENAL, capitaneada pela Globo, sonegadora corrupta, para enganar o povo brasileiro. Portanto, penso que se o PT quiser continuar existindo como partido político TEM QUE LUTAR PELO RESTABELECIMENTO DA VERDADE. Não tem outra saída!
Para o imprescindível resgate da Verdade SUGIRO:
1) Que o primeiro programa partidário seja para MOSTRAR QUE O PT NÃO É QUADRILHA, nessa estória do “mentirão”. Sabemos que existem provas documentais, devidamente registradas em cartório, o PT precisa usá-las para desmontar toda a farsa.
2) Que nos mobilizemos para patrocinar a elaboração de uma cartilha, EM LINGUAGEM SIMPLES E OBJETIVA, na qual sejam citados os fatos e mostrados os documentos, que demonstram que está havendo perseguição política, tais como:
• Deve ser mostrado o documento que revela que os recursos da Visanet NÃO são recursos públicos, mas, foram assim considerados, para condenar os petistas, por crime de peculato.
• Outro documento importante, para se mostrar, é o comprovante de que a Globo recebeu parcela do valor que o Sr. Joaquim Barbosa diz ter sido desviado para o PT.
• Por que a utilização da esdrúxula Teoria do Domínio SÓ PARA PETISTAS? Por que não, por exemplo, para o grave caso dos 450 quilos de cocaína apreendidos no helicóptero dos Perrellas, amigos do Aécio Neves?
• Por que o mensalão do PT, que aconteceu em 2005, foi julgado primeiro que o do PSDB, que aconteceu antes, em 1998, e havia o risco de prescrever, como de fato já prescreveu, para alguns que já completaram 70 anos, inclusive o tesoureiro da operação? Por que o do PT primeiro se os dois “mensalões” foram operados pelo mesmo Marcos Valério, sendo que no do PSDB tem fortes indícios de utilização de recursos públicos, e até suspeita de assassinato, como queima de arquivo?
• O Procurador da República, que incialmente trabalhou com o Joaquim Barbosa, na AP 470, assim que se aposentou foi trabalhar numa empresa do banqueiro Daniel Dantas — apontado como estando envolvido nos dois mensalões — Já o filho do Joaquim Barbosa foi trabalhar na Globo. TUDO ISSO NÃO É MUITO ESTRANHO?
A colocação dessas questões são de fundamental importância para que o povo perceba que existe algo errado, e a gente possa criar um clima que nos dê condições de exigir a divulgação do Inquérito 2474.
Essa cartilha seria distribuída de forma estratégica, com a ajuda do partido, e movimentos sociais espalhados pelo Brasil a fora, para lideranças comunitárias, formadores de opinião, etc.
Com a palavra os cidadãos que não aceitam injustiças, nem o golpe que está sendo forjado.

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de maio de 2014 às 21h45

Gostaria de aproveitar a lapidar análise acima, e fazer um desabafo, ainda que sobre algo estupidamente recorrente: agora pela manhã, em um dos momentos ultimamente raros, estava assistindo a um programa de televisão – a cena grotesca e tresloucada: um manjado apresentador populista, sensacionalista, alienado e mercenário esbravejava: “O PT está afirmando que o Joaquim Barbosa cometeu arbitrariedades em relação ao José Dirceu! Um bandido destes – e que roubou dinheiro público – se estivesse no Japão… Sonoplasta, o que aconteceria com ele? [Segue-se uma vinheta com estalidos de tiros!]… E as balas utilizadas seriam pagas pela família do sujeito!”

“Rapaz”, foi de estremecer! O infeliz responde pelo nome de Raimundo Varella, TV Itapoan/Rede Record! O programa é dirigido ao povão, e o sujeito(!) é tido, pasme, como formador de opinião.

RESCALDO: o PT e a parte sadia da população brasileira têm a obrigação moral de passar esta história a limpo!

República de ‘Nois’ Bananas

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Guilherme

12 de maio de 2014 às 21h03

O Joaquim está tentando ser o Carlos Lacerda de 2014. Cuidado Dilma. A família do Aécio ficou só com a caneta do Getúlio(saudades do Henfil).

Responder

Marcio Tenenbaum

12 de maio de 2014 às 20h22

Companheiro, desculpe a observação: mas só agora vc. se deu conta?
Barbosa jamais soltará Dirceu enquanto ele for presidente do STF, é evidente, público e notório. Arranja a toda hora artimanhas “jurídicas” para mantê-lo na Papuda, ele e os nossos outros companheiros que tb. estão lá.

Responder

Euler

12 de maio de 2014 às 20h18

Caro Miguel, penso que já passou da hora do PT mandar produzir não um dossiê sobre o mensalão, mas um documentário bem elaborado. Material para isso não falta. E colocar legendas em vários idiomas. Nosso povão não gosta muito de leitura, infelizmente. Um vídeo, com as imagens dos ministros se posicionando como oposição ao PT e ao governo federal, as posturas do ex-ministro Ayres de Brito, do atual presidente do STF antes, durante e após o julgamento da AP 470; a cobertura da mídia condenando previamente os dirigentes do PT; a total ausência de provas, o domínio do fato, as teses de que o réu tem que provar que é inocente, ao invés da presunção da inocência; a transmissão do julgamento ao vivo; a coincidência com as eleições; o tratamento diferenciado entre o mensalão tucano e o do PT, enfim, há material de sobra para a produção de um ótimo documentário. Por que o PT não investe nisso, ao invés de tentar se esconder do assunto?

Responder

    Miguel do Rosário

    12 de maio de 2014 às 20h38

    Falei dossiê no sentido de documento bem elaborado.

    Responder

Rogerio Silva

12 de maio de 2014 às 18h23

Coisa estranha, irá hiper-super lotar os presídios, que terão rebeliões na época da eleição. Temos a OAB para questionar, não a imprensa que é modesta perto dos grandes grupos.

Responder

Pedro Holanda

12 de maio de 2014 às 17h20

Miguel,
O problema de Barbosa não é com a pessoa do Dirceu. O problema dele é com o que tem dentro da cabeça do Dirceu. Esta é a questão.

Responder

Jel

12 de maio de 2014 às 17h12

Acho que o principal objetivo da AP470 sempre foi prejudicar a arrecadação para campanhas do PT. Eu posso, mas vocês, não; se vocês fizerem, é crime.

Responder

Isaac RA Rolemberg Almeida

12 de maio de 2014 às 20h01

Nesse momento pre-eleitoral,o PT tem que continuar ignorando qualquer notícia sobre o chamado mensalão, e quando ganhar a eleição ai, sim ,cair matando com tudo no tema..

Responder

    Miguel do Rosário

    12 de maio de 2014 às 17h19

    Não falei neste sentido. E sim no sentido de atacar o cerne da questão. Fazer uma crítica mais profunda ao mérito da decisão.

    Responder

      Zé Augusto

      12 de maio de 2014 às 17h26

      Até passar as eleições, só apoios externos ao PT salvam. Quanto mais gente graúda do PT se envolver, mais as torturas a Dirceu e Genoíno terão valor e interesse eleitoral e serão praticadas. Quem quer ajudar precisa buscar apoio suprapartidário, da sociedade civil e internacional. Acredito que gente do PT esteja se mexendo nos bastidores neste sentido.

      Responder

paulo

12 de maio de 2014 às 16h50

Prezado Miguel,

Sua análise está perfeita, mas já tinha sido bem ventilada, e é inclusive por isso que o PT não entrou de sola em defesa de Genoíno e Dirceu…lembra que era ano eleitoral? o timming do PSTF foi milimétrico, lembra? Só que agora barbosa tenta arrastar para a eleição de 2014, mas acho difícil ele conseguir, viu? mesmo com Marco Aurélio de Melo tentando incitar os presos contra os réus, dando ajuda a Barbosa, não irão conseguir. Nesse quesito, vale ressaltar, a postura de Dirceu é simplesmente perfeita. Sim, Dirceu é um homem em quem nos devemos espelhar. O PT tem milhares de defeitos, mas entendeu a estratégia de barbosa desde cedo.

Responder

Guilherme

12 de maio de 2014 às 16h44

É exatamente isso. Estamos num jogo de xadrez. Parece que agora a maioria dos petistas está entendendo. Qualquer crítica ao JB e ao julgamento da AP 470 será vista como preconceito social e defesa de corruptos. O JB recebeu a garantia da blindagem de alguns colegas ministros e da mídia para conduzir o julgamento desse modo. Dirceu vai ter que se sacrificar.

Responder

Maria Coerin

12 de maio de 2014 às 19h24

Está mais que obvio que Joaquim Barbosa é aliado a oposição. Querem criminalizar o PT e as políticas sociais implementadas pelos Governos do PT.

Responder

Marco Vitis

12 de maio de 2014 às 15h46

Direito de Resposta – o projeto do senador Requião é a saída. O PT, em todo o Brasil, e Garotinho, no Rio, serão triturados pela máquina global.
Direito de Resposta, Direito de Resposta, Direito de Resposta.
Isso pra Já.
Democratização da Mídia, depois das eleições de 2014.

Responder

Airton Lagoeiro Correa

12 de maio de 2014 às 18h42

Casca de banana. Venho falando isso!

Responder

C.Paoliello

12 de maio de 2014 às 15h39

“Acadêmicos” estadunidenses atuam na Ucrânia:

http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_05_12/viagem-ucraniana-de-academicos-norte-americanos-3378/

Responder

Deixe um comentário