Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Dilma amplia vantagem no 2º turno

Por Miguel do Rosário

30 de setembro de 2014 : 19h20

14273576


 

Está incerto ainda se haverá ou não segundo turno, mas se houver, o Datafolha que acaba de ser divulgado mostra que Dilma continua ampliando sua vantagem sobre seus principais adversários. A petista cresceu 2 pontos, e Marina caiu 2.

Não há mais, nem de longe, “empate técnico”.

Se a contenda for com Marina, a presidenta teria 54% dos votos válidos no segundo turno, contra 46% de Marina, diferença de 8 pontos.

Se for com Aécio, a presidente ganharia com uma diferença ainda maior, de 10 pontos: 55% X 45%.

No primeiro turno, Dilma manteve os 45% dos votos válidos.

Marina caiu e a disputa por uma vaga no segundo turno agora se tornou acirrada.

*

Os números.

Pesquisa estimulada, 1º turno.

– Dilma Rousseff (PT): 40%
– Marina Silva (PSB): 25%
– Aécio Neves (PSDB): 20%
– Pastor Everaldo (PSC): 1%
– Luciana Genro (PSOL): 1%
– Eduardo Jorge (PV): 0%*
– Zé Maria (PSTU): 0%*
– Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
– Eymael (PSDC): 0%*
– Levy Fidelix (PRTB): 0%*
– Mauro Iasi (PCB): 0%*
– Branco/nulo/nenhum: 5%
– Não sabe: 5%
* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 26, Dilma tinha 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT tem 49% das intenções de voto e a do PSB, 41%. Na semana passada, Dilma tinha 47% e Marina, 43%.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 50% a 41% (50% a 39% na semana anterior).

O Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00905/2014.

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:

– Dilma Rousseff : 35%
– Marina Silva: 20%
– Aécio Neves: 16%
– Outras respostas: 3%
– Em branco/nulo/nenhum: 5%
– Não sabe: 22%

Rejeição

A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os números:

– Dilma Rousseff: 31%
– Marina Silva: 25%
– Aécio Neves: 23%
– Pastor Everaldo: 22%
– Levy Fidelix: 20%
– Zé Maria: 18%
– Eymael: 18%
– Luciana Genro: 16%
– Rui Costa Pimenta: 15%
– Eduardo Jorge: 15%
– Mauro Iasi: 14%

(Informações colhidas no G1).

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

45 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Eduardo Pereira da Silva

01 de outubro de 2014 às 12h35

DIFÍCIL ENTENDER O DATAFOLHA e a Discrepância dele com o IBOPE na região SUDESTE.

Acabou de sair o resultado da última pesquisa do Datafolha por regiões. Vou colocar os dados do datafolha anterior (26/09) e o atual (29/09) e com o percentual que representa cada região no eleitorado nacional

SUDESTE 43,44% (nacional) – DILMA 31 (26/9) – DILMA 30 (29/9) = -1
SUL 14,78% (nacional) – DILMA 36 (26/9) – DILMA 39 (29/9) = +3
NORDESTE 26,79% (nacional) – DILMA 55 (26/9) – DILMA 56 (29/9) = +1
NORTE 7,56% (nacional) – DILMA 49 (26/9) – DILMA 51 (29/9) = +2
CEN/OESTE 7,16% (nacional) – DILMA 30 (26/9) – DILMA 34 (29/9) = +4

Como o -1 da região sudestes é anulado pelos +3 da região sul e ainda com algumass dizimas períódicas sobrando em favor de Dilma. Onde foram parar os votos das demais regiões onde ela subiu? Esses votos “arredondando” dariam 1% a mais para Dilma no nível nacional, então ela não ficou parada nos 40% como disse o datafolha. (Matémática não é meu forte, quem for bom em números favor corrigir).

E o mais impressionante é a discrepância na região sudestee entre o Ibope e o Datafolha, pois pelo IBOPE Dilma teria subido praticamente 3,5 pontos na região e não perdido 1 ponto como diz o datafolha. Mistério…

Como IBOPE e Datafolha podem apresentar números tão diferentes na região sudeste???

Responder

    Vitor

    01 de outubro de 2014 às 13h38

    Eduardo, pra mim só pode ser a porcaria do arredondamento. Um absurdo os institutos não divulgarem casa decimal. No Sudeste, por exemplo, que Dilma vai de 31% para 30%, ela poderia estar com algo entre 29,5% e 30,4% antes e entre 30,5% e 31,4% agora… Ou seja pode ter tido uma variação de -0,1% ou de até -1,9%… O mesmo vale para as outras regiões… Com essas variações as contas podem até fechar, mas é uma caixa preta que ninguém sabe o que tem dentro…

    As diferenças entre as pesquisas é mais bizarro ainda… Por exemplo, o Ibope ouviu 3.010 eleitores e o DataFolha ouviu 7.520 eleitores, mas a margem de erro e o nível de confiança são exatamente os mesmos… WTF?

    Responder

Luciano Machado

01 de outubro de 2014 às 11h46

Miguel, recomendo ler o artigo abaixo. Saiu no vermelho e no Rede Brasil Atual

Historiador diz que a mídia garante longevidade do PSDB em SP

A longevidade do PSDB à frente do governo de São Paulo é explicada pelo gasto pesado com publicidade, muitas vezes enganosa, pela blindagem da mídia e pela transferência de recursos para prefeitos do interior por processos clientelistas, de acordo com o historiador e cientista político Francisco Fonseca, professor na Fundação Getúlio Vargas.

Para Fonseca, tudo isso é aliado com a blindagem da mídia e com investimento pesado em publicidadePara Fonseca, tudo isso é aliado com a blindagem da mídia e com investimento pesado em publicidade Em entrevista, ele lembra que, nos últimos 20 anos, não houve sequer uma CPI na Assembleia Legislativa que questionasse o governo tucano, que também passou ileso de qualquer investigação da mídia tradicional, em especial da Rede Globo e dos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo.

“Trata-se da relação com os prefeitos do interior baseada em convênios não carimbados, usados de maneira abusiva, da fragilidade dos mecanismos de fiscalização do estado e do conservadorismo histórico paulista, reforçado pelo governo, com uma política de encarceramento e rigidez no cumprimento de penas”, diz, completando que essa forma de governar protege a elite e a classe média.

Para Fonseca, tudo isso é aliado com a blindagem da mídia e com investimento pesado em publicidade. O governo de Geraldo Alckmin gastou, em 2013, R$ 238 milhões em propaganda, mais que toda a verba usada pela Casa Civil naquele ano, que somou R$ 191 milhões. O gasto com publicidade também foi maior que todo investimento em educação (R$ 110 milhões) e segurança (R$ 108 milhões) juntos.

“Ficamos com uma falsa imagem de segurança, com uma educação que consegue ser pior que a de vários estados mais pobres, com a tragédia de um metrô que cresce praticamente um quilômetro por ano e com a crise na água, para a qual a mídia insiste no argumento blindado que é apenas uma questão do clima”, avalia.

Com a falta de água na cidade de São Paulo devido à ausência de obras de ampliação do Sistema Cantareira, que já eram apontadas como necessárias em estudos de 2002, a reserva técnica – conhecida como volume morto – deve abastecer a população apenas até novembro. A partir daí já está previsto o uso da segunda cota da reserva.

“Este é o segundo atestado da falência da gestão hídrica do estado de São Paulo. Não é só uma crise de gestão, é uma crise política profunda e uma crise tecnológica. As discussões para o setor não foram bem conduzidas. Se sabia que era preciso construir novas represas no sistema Cantareira e fazer o reflorestamento”, diz o educador ambiental Gustavo Querubina.

“A grande mídia, de maneira muito clara, tem uma grande afinidade com o governo Alckmin e com o PSBD”, defende o professor Francisco Fonseca, lembrando que os jornais e as redes de televisão são muito dependentes da propaganda oficial, em especial no estado de São Paulo, onde os principais veículos de comunicação do país estão alocados.

“Há uma tentativa de derrotar o PT, naquilo que muitos autores chamam de um ‘ódio de classe’. Apesar de todos os problemas dos governos Lula e Dilma, que têm muitas contradições, é fato que há menos desigualdade no país”, avalia. “As elites acham insuportável ir ao aeroporto e encontrar negros e pobres, acham insuportável ver o filho da empregada estudando na universidade e acham insuportável o pobre recusar um emprego porque pode escolher outro com salário mais alto.”

Fonte: Rede Brasil Atual

http://www.vermelho.org.br/noticia/250437-10

Responder

Diogo

01 de outubro de 2014 às 11h33

Pesquisa DataTempo realizada em Minas entre 25 e 30 de setembro e publicada nesta quarta-feira no jornal O Tempo: Dilma 40,7% x Aécio 23,6% x Marina 18,7%.

http://www.otempo.com.br/polopoly_fs/1.924541.1412161505!image/image.jpg_gen/derivatives/navigation-edicaododia-main-576/image.jpg

http://www.otempo.com.br/cmlink/hotsites/elei%C3%A7%C3%B5es-2014/datatempo-a%C3%A9cio-reage-em-minas-e-embola-briga-por-2%C2%BA-turno-1.924335

Responder

henrique

01 de outubro de 2014 às 11h12

Brasileiros
TACA-LHE PAU jacaré com a boca bem aberta !

Responder

João Sousa

01 de outubro de 2014 às 10h54

Aposto que vai ter o voto útil em SP. Muitos sabem que a eleição para governador pode acabar no 1o. turno. Muitos sabem também que Dilma está muito na frente na eleição nacional. Então muitos no povão paulista , nas classes populares vão virar o voto para Dilma, porque daí já acaba a eleição de vez.
Aí nem precisa voltar para votar no fim de outubro. O pensamento da população: vamos fechar essa parada.

Responder

    Vitor

    01 de outubro de 2014 às 13h25

    João, acho que muitas pessoas devem votar assim mesmo… Farão a improvável dobradinha Dilma-Alckmin pra não ter que votar no segundo turno…

    Responder

Jehoiachim

01 de outubro de 2014 às 10h17

Existe de forma concreta no Brasil um projeto muito bem arquitetado e em execução pela TV Globo, Revista Veja, Rádio CBN e Rádio BAND AM, a nível nacional e Jornais o Globo, Folha de São Paulo, TV Gazeta, a nível regional, para citar os principais, cujo objetivo único e maquiavélico é tirar Lula e o PT do poder. Dilma, na verdade, está sendo vítima deste processo. “Eis a herdeira! Matemo-la e teremos a sua herança.” Mas eles sabem que não basta matar a herdeira, é preciso colocar alguém em seu lugar, assim vão às raias da hipocrisia endeusando dois candidatos completamente inadequados para governar o pais. Somando o tempo que Marina e Aécio exercem mandatos, soma 53 anos de vida pública. E o que fizeram de extraordinário nestes 53 anos? Simplesmente nada, zero. Tiveram oportunidade? Sim, pois foram deputados, senadores, ministros e governadores. E se não fizeram antes, vão fazer agora? Responda você que está prestes a jogar o seu voto na lata de lixo.

Responder

Cosme Henrique

01 de outubro de 2014 às 08h34

A Dilma tem que gastar mais munição contra o Aécio…

Responder

Dilma mentiu novamente!

30 de setembro de 2014 às 23h59

No último domingo (28) a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou, durante debate na Rede Record, que demitiu o ex-dirigente da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, um dos acusados nos recentes escândalos denunciados na empresa. Mentiu. Confira abaixo, Ata da reunião do Conselho Administrativo da Petrobrás, realizada em 02 de maio de 2012, comprovando que o então Diretor de Abastecimento pediu demissão, desmascarando mais uma lorota petista. No mesmo documento, os conselheiros da Petrobrás, entre eles Guido Mantega, deixaram registradas palavras de agradecimento aos serviços prestados por Paulo Roberto da Costa: “Outrossim, determinou o registro dos agradecimentos do Colegiado ao Diretor que deixa o cargo, pelos relevantes serviços prestados a Companhia no desempenho de suas funções.” Resta saber, a quem a “relevância”, que agradou ao PT, de fato serviu, porque, certamente, o povo brasileiro não gostou do resultado final dos enaltecidos trabalhos. http://blogdopaulinho.wordpress.com/2014/09/30/documento-comprova-que-dilma-rousseff-pt-mentiu-em-debate-da-record/

Responder

    Miguel do Rosário

    01 de outubro de 2014 às 01h29

    Demissão de indicado político é sempre assim, e até o momento não se sabia de nada de errado sobre costa. Mais tarde a PF o prenderia, o que é mais que os tucanos fizeram em 8 anos.

    Responder

      Virgilio

      01 de outubro de 2014 às 02h05

      Mas a Dilma falou em cadeia nacional, no debate ao vivo na rede record que foi ela quem demitiu o PRC,isto é mentira ou verdade?

      Responder

        Virgilio

        01 de outubro de 2014 às 02h12

        Essa me parece uma grande mentira da Dilma, pra quem enche a boca acusando a Marina de mentir?

        Responder

        Miguel do Rosário

        01 de outubro de 2014 às 02h25

        Não é mentira. É verdade. Demissão de indicado é sempre assim. O governo pede pro cara se demitir. Foi demissão política, pois ele ainda não estava sendo investigado pela PF.

        Responder

          Carlos Ribeiro

          01 de outubro de 2014 às 08h26

          Desenha pra ele, Miguel!

    Eduardo Pereira da Silva

    01 de outubro de 2014 às 13h29

    O próprio O Globo noticiou a demissão dele em 2012 e que isso teria irritado o PP (partido que o indicou), pois o PP disse que não gostou dele ser demitido sem que o PP fosse consultado. Link abaixo:

    http://oglobo.globo.com/economia/partidos-se-irritam-com-mudancas-feitas-por-graca-na-petrobras-4749680

    A própria imprensa em 2012 publicou que ele foi demitido e que isso irritou o PP partido que o indicou. Agora, esses boateiros da direita sabem muito bem que nas atas dessas demissões políticas sempre consta que o sujeito pediu demissão, isso é de praxe e eles sabem, disso. São hipócritas mesmo, querem livrar a pele da Marina que mentiu comprovadamente tentando criar um factóide contra Dilma.

    Responder

Getulio Mendes

01 de outubro de 2014 às 02h36

Essas pesquisas fajutas,queria que eles mostrassem provas das entrevistas. Muita babaquice, e ja faz tempo
e tem quem acredita,
Pesquisa vai pro lado que mais convemkkkjk

Responder

marco

30 de setembro de 2014 às 22h56

Quer dizer então,que a Presidenta tem mais rejeição que o Levy?

Responder

    Vitor

    01 de outubro de 2014 às 13h21

    Provavelmente, ninguém conhece o Levy…

    Responder

Messias Franca de Macedo

30 de setembro de 2014 às 22h43

… Basta somar os 5% do ‘Não sabe’ da *última pesquisa do ‘DataFolha’ mais ‘os trocentos’% dos(as) eleitores(as) ‘do time que vota nA cAndidAtA que vai ganhar'(!)… E vamos para o *’abraçaço’ da Dilma Rousseff no primeiríssimo turno, A Magnífica!…

*até domingo próximo, o Caetano Veloso “colocará a boçalidade de lado por alguns instantes, e deixará a **Marina sem acarajé nem tampouco abará”! Idem para o Gilberto Gil!…

**candidata Marina [Silva?! Companheira?! Sustentável?! Rede Só Se For a do Itaú/Natura?!…]

EM TEMPO: na última pesquisa do *I-Golpe, o percentual do ‘Não Sabe’ atinge o patamar de 7%!…

… Candidata Marina [Silva?! Companheira?! Sustentável?! Rede Só Se For a do Itaú/Natura?!…]

*Ibope também não “segura” Marina. Mas 10% de diferença no 2° turno, tenha paciência…

30 de setembro de 2014 | 20:53 Autor: Fernando Brito

http://tijolaco.com.br/blog/?p=21671&cpage=1#comment-111484

Responder

Hirto Gervásio

01 de outubro de 2014 às 01h22

Primeiro turno.

Responder

Adma Viegas

30 de setembro de 2014 às 21h41

Dilma com índice de rejeição superior a Levy Fidelix e Pastor Everaldo? Contem outra, por favor.

Responder

    Vitor

    01 de outubro de 2014 às 13h20

    A maioria das pessoas nem conhece os dois, por isso não o rejeitam…

    Responder

Eliana Rocha Oliveira Lana

01 de outubro de 2014 às 00h29

#Dilma13neles ?

Responder

SERGIO H

30 de setembro de 2014 às 21h06

Acabei de saber que haverá um último debate na Rede Golpe, digo, gLOBO… Gostaria de saber qual artigo da Constituição que dá sempre a essa famigerada golpista o direito e o privilégio de ser a última a apresentar debates na tv… E também gostaria de saber quem é que coloca um revólver na cabeça da Dilma para ela ir nesse debate. Alguém tem as respostas?

Responder

CARLOS MOREIRA-MACEIÓ/AL

30 de setembro de 2014 às 20h29

Vamos fazer uma continha:
Aprovação do Governo DILMA:
Otimo/bom = 41%
Regular = 35%

Vamos dizer que desses 35%(de regular), 13%, votem na Dilma = 54%.
Dilma vencerá no primeiro turno.O resto e coisa do PIG.

Responder

Iasmin Moris

30 de setembro de 2014 às 23h19

Vamos Dilmar

Responder

Paulo Prado Queiroz Filho

30 de setembro de 2014 às 23h11

Jacaré escancarando a boca…

Responder

Douglas Da Silva Faria

30 de setembro de 2014 às 23h00

Pesquisas a cada dois,três dias!!! Como se a cada instante as pessoas trocassem de candidato!!! Aff!!!

Responder

Neto Peneluc

30 de setembro de 2014 às 22h59

Dilma ganhar já no primeiro turno é uma realidade que está pesquisa permite vislumbrar. Ou esse pessoal não sabe o que é margem de erro ou é muito ruim de conta.

Responder

Marcos

30 de setembro de 2014 às 19h58

Miguel, historicamente no 1º turno qual o índice de votos brancos, nulos e abstenção? Realmente a somo está dando 98%, que arredondamento mais estranho.

Responder

    Vitor

    01 de outubro de 2014 às 13h18

    Pode acontecer pelo arredondamento… Mas acho um absurdo os institutos não divulgarem ao menos a primeira casa decimal…

    Responder

Jorge Graciano

30 de setembro de 2014 às 19h52

SEGUNDO TURNO NADA.É PRIMEIRO TURNO.SE SÃO PAULO ADERIR A ONDA DILMA ELA SERÁ TA EM PRIMEIRO TURNO.
VAMOS POVO DE SÀO PAULO,VOCÊS ESTÀO BEBENDO ÁGUA SUJA E AINDA ESTÀO APLAUDINDO.ESSE NÀO É O POVO DE SÀO PAULO QUE CONHEÇO.

Responder

marilamar

30 de setembro de 2014 às 19h44

tudo nosso…..Dilma, Lula no PRIMEIRO TURNO…., o resto é tentativa de golpe da imunda direita!!! vamos que vamos…..OLE OLE OLE OLA DILMA DILMA, OLE OLE OLE OLA DILMA DILMA, OLE OLE OLE OLA DILMA DILMA, vamos que vamos companheiros, vamos que vamos camaradas…..

Responder

Bete Soares

30 de setembro de 2014 às 19h38

Realmente a totalização dos votos no primeiro turno está dando 98%.

Responder

    Miguel do Rosário

    30 de setembro de 2014 às 19h44

    as vezes acontece, por causa dos arrendondamentos. Tem que ver se eles arrendondaram para favorecer a oposição, como fizeram da outra vez.

    Responder

João Silva

30 de setembro de 2014 às 22h30

50,5% de votos válidos para Dilma Rousseff no dia 5 de outubro de 2014…

Responder

Guto Colaneri

30 de setembro de 2014 às 22h30

Aecio e Marina variaram dentro da margem de erro. Conheço essa tática faz tempo hehehe.

Responder

Jorge Silva

30 de setembro de 2014 às 22h28

“Joelson Mendonça DIlma apresentou um vigoroso crescimento no segundo turno ao longo das últimas semanas. claro que é incerto se haverá segundo turno.” No que o crescimento dela no segundo turno afeta o primeiro ? Hoje, nessa pesquisa, a unica incerteza que ela mostra é se vai ser a Marina ou Aécio no segundo turno contra a a Dilma

Responder

Tatiana

30 de setembro de 2014 às 19h26

Miguel, a soma do 1º turno tá dando 98%. Confere?!

Responder

Jorge Silva

30 de setembro de 2014 às 22h26

Segundo turno é outra eleição. Aécio vai para o segundo turno e com a vitoria do Alckmin em sampa, será alavancado ainda mais aqui. E certamente também fará um trabalho de recuperação em Minas. Assim creio que Aécio passa a ser um nome mais forte para o segundo turno do que a Marina.

Responder

O Cafezinho

30 de setembro de 2014 às 22h26

Joelson Mendonça DIlma apresentou um vigoroso crescimento no segundo turno ao longo das últimas semanas. claro que é incerto se haverá segundo turno.

Responder

Liana Carvalho Santos

30 de setembro de 2014 às 22h23

não vai ter segundo turno!

Responder

Joelson Mendonça

30 de setembro de 2014 às 22h23

Vai ter 2º turno, está mais que certo. Nenhuma pesquisa deu essa incerteza. Agora Dilma parou de crescer e os votos de Marina estão, indo para Aécio. Ou seja, Tudo igual nos 40% anteriores.

Responder

Deixe um comentário