Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Em Minas Gerais, “fantasmas” do PSDB são do presente

Por Camilo Árabe

18 de outubro de 2014 : 10h33

aecio-neves


por Luiz Carlos Azenha, no Viomundo.

Como é que o senador Aécio Neves perdeu a eleição em Minas Gerais, que ele e aliados governaram pelos últimos doze anos, ao mesmo tempo em que teve 10 milhões de votos em São Paulo? Será que os mineiros conhecem melhor Aécio que os paulistas? Teria sido por conta da blindagem completa da mídia estadual? Fomos perguntar à presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUte), Beatriz Cerqueira. Um resumo da entrevista imperdível, que você pode ouvir no SoundCloud, clicando aqui.

– Nos últimos dez anos o governo mineiro deixou de investir R$ 16 bilhões em Saúde e Educação, descumprindo o mínimo constitucional;

– Mais de 50% das escolas não tem quadra de esportes ou refeitório;

– Minas não tem a melhor educação do país, como diz Aécio: apenas 10% dos alunos de ensino médio tem o nível recomendável em matemática;

– Faltam 1 milhão de vagas no ensino médio;

– O PSDB não conversa com os movimentos sociais e criminaliza protestos;

– O governo de Minas foi à Justiça para proibir manifestações durante a Copa das Confederações;

– O programa estadual Poupança Jovem atende a 9 dos 853 municípios mineiros;

– Outro programa estadual, o Professor da Família, atende a 22 municípios;

– A estatal de energia, Cemig, terceiriza serviços, causando número recorde de mortes de eletricitários;

– O senador Aécio Neves construiu uma hegemonia em Minas “que fez muito mal democracia”. Ela envolve a mídia, o Poder Judiciário, o Poder Legislativo e o Tribunal de Contas. “O chefe do Ministério Público, quando deixou o cargo, foi ser secretário de Estado”;

– A empresa estatal de saneamento básico, Copasa, assim como a Cemig, ficou refém de parcerias público-privadas; foram criadas várias subsidiárias da Cemig e da Copasa, que prestam serviços desiguais regionalmente e pagam baixos salários;

– A PEC 68 daria autonomia ao governo mineiro para privatizar a Cemig, a Copasa e a Gasmig — esta última de fornecimento de gás;

– 100% dos lucros da Cemig são repassados a acionistas, dentre os quais se destaca a empreiteira Andrade Gutierrez;

– O Mineirão foi entregue à empresa Minas Arena, depois de reformado; o contrato fixou um lucro mínimo para a concessionária; se não é alcançado, contratualmente o Estado é obrigado a complementar; a CPI do Mineirão não foi instalada por falta de um voto;

– Como o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias (ICMs) de Minas é um dos mais altos, isso torna a tarifa local de energia uma das mais caras do Brasil;

– “Quem paga tudo isso é a população”;

– “Estudamos dados oficiais e descobrimos que o choque de gestão foi marketing”; “Minas não foi bem administrada nos últimos 12 anos”, é um dos estados mais endividados do País;

– Minas ainda tem grandes desigualdades regionais;

– “Aqui não existe diálogo, existe monólogo”;

– O SindUte, que faz uma campanha de esclarecimento das condições das escolas estaduais, foi alvo de 21 representações do PSDB e acabou calado pelo TRE-MG;

– Hoje um professor mineiro com com dez anos de profissão, pós-graduado, recebe pouco mais de um salário mínimo.

– “É um governo que governa para poucos, é uma realidade que é importante que a população conheça”.

 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

38 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Antonio Carvalho

18 de outubro de 2014 às 21h49

Que tristeza! Ao ler, pensei no Brasil. Esse cara não pode ser o que pensa ser.

Responder

Alex Procopio

18 de outubro de 2014 às 15h57

Responder

Alex Procopio

18 de outubro de 2014 às 15h57

Responder

Rogerio Vieira

18 de outubro de 2014 às 15h55

Se as urnas são a resposta do povo, o que as urnas responderam pata Aecio em MG?

Responder

Rogerio Vieira

18 de outubro de 2014 às 15h55

Se as urnas são a resposta do povo, o que as urnas responderam pata Aecio em MG?

Responder

Adelino Martiniano Martiniano

18 de outubro de 2014 às 15h46

#MelhorComDilma13 e
#PSDBsecouSP.

Responder

Adelino Martiniano Martiniano

18 de outubro de 2014 às 15h46

#MelhorComDilma13 e
#PSDBsecouSP.

Responder

Meire Souza

18 de outubro de 2014 às 15h43

As redes sociais furam as blindagens tucanas! #Dilma 13 neles: sem medo de ser feliz!

Responder

Meire Souza

18 de outubro de 2014 às 15h43

As redes sociais furam as blindagens tucanas! #Dilma 13 neles: sem medo de ser feliz!

Responder

Beatriz Sovinski Santos

18 de outubro de 2014 às 15h37

“– O senador Aécio Neves construiu uma hegemonia em Minas “que fez muito mal democracia”. Ela envolve a mídia, o Poder Judiciário, o Poder Legislativo e o Tribunal de Contas. “O chefe do Ministério Público, quando deixou o cargo, foi ser secretário de Estado”; – Mas o povo não é bobo.

Responder

Beatriz Sovinski Santos

18 de outubro de 2014 às 15h37

“– O senador Aécio Neves construiu uma hegemonia em Minas “que fez muito mal democracia”. Ela envolve a mídia, o Poder Judiciário, o Poder Legislativo e o Tribunal de Contas. “O chefe do Ministério Público, quando deixou o cargo, foi ser secretário de Estado”; – Mas o povo não é bobo.

Responder

Alfredo Machado

18 de outubro de 2014 às 15h24

Bye bye PT… kkkkk…. nunca mais vcs vão roubar os brasileiros.

Responder

Alfredo Machado

18 de outubro de 2014 às 15h24

Bye bye PT… kkkkk…. nunca mais vcs vão roubar os brasileiros.

Responder

Carlo Jose

18 de outubro de 2014 às 15h08

parcela significativa da população que não sabe destes fatos…

Responder

Carlo Jose

18 de outubro de 2014 às 15h08

parcela significativa da população que não sabe destes fatos…

Responder

Vera Lucia

18 de outubro de 2014 às 14h53

CADE AS PROPOSTAS

Responder

Vera Lucia

18 de outubro de 2014 às 14h53

CADE AS PROPOSTAS

Responder

Willer

18 de outubro de 2014 às 11h47

Reparem como Aécio respondeu com a mesma desfaçatez à Folha, de acordo com matéria publicada em 05/03/2007 (http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u89999.shtml), quando questionado sobre a venda de crédito do Banco Open em Leilão por R$ 1,7 milhões, que sete meses depois seriam liquidados por R$ 12,4 milhões:

“Mandei averiguar exatamente qual foi o processo. A princípio, o que me parece é que realmente foi um mau negócio. Mas eram créditos que estavam há muitos anos de posse do Estado, foi feito leilão público, aberto, com preço mínimo. A proposta que alcançou esse preço mínimo foi a proposta vencedora”, disse o governador.

“Mesmo assim, estou querendo ter informações mais objetivas e mais profundas sobre o encaminhamento dessa negociação. Lamento apenas que o Estado não tenha feito um bom negócio.”

Responder

Sheila Perru

18 de outubro de 2014 às 14h44

se não fosse pela campanha presidencial nunca saberíamos. Agnelo perdeu no DF de maneira surpreendente e só na próxima eleição saberemos por que. No meio da onda mudancista de que mudar é bom nunca se sabe se há algo concreto por trás da rejeição. Com a transparência do rollemberg pode ser.

Responder

Sheila Perru

18 de outubro de 2014 às 14h44

se não fosse pela campanha presidencial nunca saberíamos. Agnelo perdeu no DF de maneira surpreendente e só na próxima eleição saberemos por que. No meio da onda mudancista de que mudar é bom nunca se sabe se há algo concreto por trás da rejeição. Com a transparência do rollemberg pode ser.

Responder

Marília Braga

18 de outubro de 2014 às 14h41

Em Minas esse playboy vagabundo não ganha mais nada.

Responder

Marília Braga

18 de outubro de 2014 às 14h41

Em Minas esse playboy vagabundo não ganha mais nada.

Responder

Dalva Estela Lacerda Gomes

18 de outubro de 2014 às 14h39

Tiririca porque vc foi tão votado em São Paulo????
Porque lá só tem abestado.
Porque vc não foi pedir voto no seu estado?????
Porque lá não tem abestado kkkkkkkkkk
E os abestados votaram no Alckmin e os abestados vão votar Aécio também Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Dalva Estela Lacerda Gomes

18 de outubro de 2014 às 14h39

Tiririca porque vc foi tão votado em São Paulo????
Porque lá só tem abestado.
Porque vc não foi pedir voto no seu estado?????
Porque lá não tem abestado kkkkkkkkkk
E os abestados votaram no Alckmin e os abestados vão votar Aécio também Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Dalva Estela Lacerda Gomes

18 de outubro de 2014 às 14h35

MP investiga mais um mensalão de Aécio: desvio de verbas da Saúde
18 de outubro de 2014 | 09:36 Autor: Miguel do Rosário
?
Parece que Aécio Neves tem de se preocupar não apenas com um mensalão, mas com quatro mensalões, no mínimo.
Mensalão 1: o mensalão tucano, origem do mensalão petista. Marcos Valério é cria de Clésio de Andrade, vice-governador na gestão de Aécio Neves. Tudo começou ali, no entorno de Aécio e demais tucanos de Minas.
Mensalão 2: o documento divulgado ontem pelo blog Conversa Afiada, assinado por Danilo de Castro, secretário de Aécio, mostrando repasses milionários de verbas para políticos mineiros ligados ao candidato.
Mensalão 3: Desvio de recursos da Saúde de Minas Gerais. Conforme se vê no documento abaixo, o Ministério Público de Minas Gerais investiga o desvio sistemático, durante toda a gestão de Aécio em Minas, de recursos da Saúde para outras áreas. Esse é o mensalão “novo”, a que o título do post se refere. O assunto já chegou à grande imprensa.
Mensalão 4: a Lista de Furnas, onde também aparece o nome de Aécio, recebendo mais de R$ 5 milhões.
Isso para não falar no aeroporto de Claudio…
Esse é o candidato que vai “acabar com a corrupção” no Brasil?
*
MP denuncia desvio de recursos da Saúde em Minas

Responder

Dalva Estela Lacerda Gomes

18 de outubro de 2014 às 14h35

MP investiga mais um mensalão de Aécio: desvio de verbas da Saúde
18 de outubro de 2014 | 09:36 Autor: Miguel do Rosário
?
Parece que Aécio Neves tem de se preocupar não apenas com um mensalão, mas com quatro mensalões, no mínimo.
Mensalão 1: o mensalão tucano, origem do mensalão petista. Marcos Valério é cria de Clésio de Andrade, vice-governador na gestão de Aécio Neves. Tudo começou ali, no entorno de Aécio e demais tucanos de Minas.
Mensalão 2: o documento divulgado ontem pelo blog Conversa Afiada, assinado por Danilo de Castro, secretário de Aécio, mostrando repasses milionários de verbas para políticos mineiros ligados ao candidato.
Mensalão 3: Desvio de recursos da Saúde de Minas Gerais. Conforme se vê no documento abaixo, o Ministério Público de Minas Gerais investiga o desvio sistemático, durante toda a gestão de Aécio em Minas, de recursos da Saúde para outras áreas. Esse é o mensalão “novo”, a que o título do post se refere. O assunto já chegou à grande imprensa.
Mensalão 4: a Lista de Furnas, onde também aparece o nome de Aécio, recebendo mais de R$ 5 milhões.
Isso para não falar no aeroporto de Claudio…
Esse é o candidato que vai “acabar com a corrupção” no Brasil?
*
MP denuncia desvio de recursos da Saúde em Minas

Responder

Carla Fernandes

18 de outubro de 2014 às 14h27

Quem conhece Aécio,vota Dilma 13!!!!!!!!!! Minas é Dilma!!!!!!

Responder

Carla Fernandes

18 de outubro de 2014 às 14h27

Quem conhece Aécio,vota Dilma 13!!!!!!!!!! Minas é Dilma!!!!!!

Responder

Francine Amaral

18 de outubro de 2014 às 14h15

??

Responder

Naza Moura

18 de outubro de 2014 às 14h14

Tucano KANALHA….

Responder

Naza Moura

18 de outubro de 2014 às 14h14

Tucano KANALHA….

Responder

George Ayres

18 de outubro de 2014 às 13h46

o que tem de notícias com provas de corrupção do sujeito aí é alarmante. Pena que temos uma imprensa-monopólio que ignora propositadamente o que deveria virar manchete

Responder

Walter Pereira Carpes Jr

18 de outubro de 2014 às 13h44

Muito marketing, muita maquiagem e pouca eficiência.

Responder

Messias Franca de Macedo

18 de outubro de 2014 às 10h41

É verdade: pra que Lei dos Meios no ‘braZil’?!…

E Direito de resposta é um dispositivo democrático e civilizatório?!…

#####################

Denúncias

A escandalosa edição do debate no Jornal da Alterosa, em Minas Gerais

publicado em 17 de outubro de 2014 às 19:35

http://www.youtube.com/watch?v

FONTE: http://www.viomundo.com.br/denuncias/escandalosa-edi.html#comment-844428

#############

Viva o PIG!

Viva os ‘miniSTROS’ ‘Zé Tucano’ da Justiça[qual Justiça/!] & Paulo Bernardo das Comunicações! Bernardo Plim Plim, ‘o queridinho dos Marinhos’ já leu Gramsci?!

Responder

Wesley Sousa

18 de outubro de 2014 às 13h37

André Dos ?S?a?n?t?o?s?.

Responder

Deixe um comentário