Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

EUA indo à esquerda, Brasil à direita

Por Miguel do Rosário

21 de julho de 2015 : 20h45

Esse mundo é mesmo uma caixinha de surpresa.

Enquanto Brasil, estimulado por nossa mídia reacionária, entreguista, golpista, etc, caminha a passos largos na direção da direita, confiando apenas em igreja, forças armadas, juiz e polícia, os EUA seguem o caminho contrário.

Os americanos estão indo rapidamente para a esquerda. A legalização da maconha já é realidade em vários estados. Aborto, casamento gay, idem.

Em várias cidades americanas, há um programa social em que o governo paga o aluguel de casas ou apartamentos para sem-seto.

Nova York elegeu um prefeito ultra-esquerdista, o Bill de Blasio.

E agora uma pesquisa do instituto Pew revela que 73% dos americanos aprovam a reaproximação de EUA com Cuba.

É um percentual inclusive bem maior do que o de brasileiros que apoiam a mesma coisa: 67%. E olha que não tivemos aqui a mesma enxurrada de propaganda negativa contra Cuba da qual os americanos já foram vítimas.

Qual a principal diferença entre EUA e Brasil, e que explica isso: nos EUA, não há nenhuma TV exercendo um monopólio tão brutal sobre a comunicação, como a Globo. Nos EUA, existem leis que proíbem a propriedade cruzada: empresas que são donas de canais de TV não podem ter rádios, jornais ou editoras. E vice-versa.

Aqui, o monopólio da Globo é brutal.

A Globo domina a TV aberta, a tv fechada, o sistema de rádio, o cinema, as revistas semanais, os jornais impressos.

Lula proporcionou a revolução do consumo, permitindo que todo brasileiro comprasse várias TVs, quase sempre enormes. Os bares se encheram de tvs gigantescas.

Quase todas ficam ligadas na Globo, e o governo ajudou a construir o monopólio, dando quase dez bilhões de reais de propaganda à família Marinho.

Agora, que há um debate mais acirrado para mudar isso, a própria Globo joga pesado para derrubar o governo e botar um marionete sua no poder.

***

Na Folha.

Reaproximação com Cuba é aprovada por 73% nos EUA, diz pesquisa

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS
21/07/2015 20h07

Quase três quartos dos americanos apoiam a retomada das relações diplomáticas com Cuba e o fim do embargo ao país comunista, mostra pesquisa do Centro de Pesquisas Pew divulgada nesta terça-feira (21).

Segundo o levantamento, 73% dos americanos aprovam a reaproximação promovida desde dezembro por Barack Obama e Raúl Castro. A respaldo é dez pontos percentuais maior que o registrado em janeiro.

Um percentual similar, 72%, é a favor do fim da queda das restrições comerciais entre os dois países. Bandeira do regime cubano e defendido pelo Obama, o término do embargo precisa ser oficializado pelo Congresso.

Pela primeira vez, a maioria dos eleitores republicanos também dá apoio à flexibilização das relações (de 40% para 56%) e ao fim do embargo (47% para 59%). A opinião dos votantes contraria a tática dos políticos do partido.

A maioria dos dirigentes republicanos, incluindo candidatos presidenciais, critica a retomada das relações com Cuba e considera que se deve manter a pressão do regime de Raúl Castro para forçar uma transição democrática.

A pesquisa foi feita entre 14 e 20 de julho com 2.002 adultos. A margem de erro calculada neste levantamento é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

No Brasil, 67% dos entrevistados aprovam a retomada das relações com Cuba e 71% o fim do embargo econômico, índices mais baixos que a aprovação nos Estados Unidos. Além do Brasil, só o México tem menor apoio (54%).

A maioria dos brasileiros e mexicanos consultados também têm uma visão negativa da ilha. No caso brasileiro, 70% dos entrevistados dizem não ter confiança no ditador Raúl Castro.

O percentual é três pontos menor que a fatia de venezuelanos que não confia no ditador. Em todos os países, a retomada das relações entre EUA e Cuba tem maior apoio entre os mais ricos.

A pesquisa foi feita com 6.000 pessoas no total, sendo mil de cada um dos seis países, entre 6 de abril e 8 de maio. As contas totais foram feitas levando em consideração a proporção populacional dos países no levantamento.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

86 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pedro Kammar

27 de novembro de 2016 às 08h09

Um site, totalmente democrático, finalmente aceitando a realidade e não ficando presa ao ódio da história! Obrigado!!!!

Responder

Miguel

23 de julho de 2015 às 01h12

Quando vc virar adulto vai entender que não existe só preto e branco, que estamos todos no mesmo barco e que o motor da história é a contradição.

Responder

Nilce Rocha

23 de julho de 2015 às 03h09

Minha presidenta, nossa presidenta, mulher guerreira e valente, NÓS ESTAMOS COM VOCÊ. O povo brasileiro continua te apoiando. Não te deixes abater. Nós todos juntos passaremos !

Responder

Paulo Henrique Costa

23 de julho de 2015 às 02h04

Marcel Silva Nascimento O Governo com sua maior parcela de culpa, deu voz e poder a uma classe que ascendeu despolitizada.

Responder

Jose Moraes

23 de julho de 2015 às 01h26

Desde quando a direita está excluída do processo democrático? A democracia pressupõe só a esquerda? Partido único? Só na “ditadura do proletariado”

Responder

Ana Oliveira

23 de julho de 2015 às 00h03

Num é bem assim… Quem é poder de fato no EUA, é a direita . Obama esta fazendo uma maquiagem no fim de governo. O NSA e CIA tá barbarizando e muito no resto do mundo.

Responder

Jonathas Rocha

22 de julho de 2015 às 23h33

kkkkk

Responder

Carlos Jacob

22 de julho de 2015 às 22h09

Se fosse o Brasil expandindo o relacionamento com Cuba , iria chamar Lula e Dilma de Bandidos e Comunistas. Só essa elite hipócrita e que não entende a importância de relações comerciais com cuba

Responder

Elva Hunter

22 de julho de 2015 às 21h12

Deveriam cancelar a concessão da globo para exercer serviços de radiodifusão. Simples assim.

O código Brasileiro de telecomunicações vigora desde de 1962. Apesar de ser uma legislação de mais de meio século, este código traz preceitos a serem respeitados e seguidos por qualquer emissora que deseje obter a concessão para o exercício de serviços de televisão no Brasil, entre eles, podemos citar: privilegiar a educação, a cultura nacional e regional, a informação no conteúdo das programações, não formar monopólio ou oligopólio de propriedade.

Observe-se que se fizemos uma análise na própria programação da rede globo, pegando o conteúdo dos últimos 2 anos já dá pra ver o total desrespeito a estes termos. O próprio histórico da rede globo sempre foi de uma emissora reacionária que visa interferir na condução do país, seja direta ou indiretamente, visando, claro, o benefício próprio e não o da população.

O tempo para concessão da licença é de 15 anos, podendo ser renovado por mais 15. O que eu acho um absurdo, é um prazo muito longo. O chefe do executivo, líder de nossa nação, que carrega responsabilidade extrema, só pode exercer a “concessão” que o povo o dá, por 4 anos, podendo ser renovado por mais 4. Como pode então uma porcaria de uma emissora de TV ter um período de exploração concedido em 15 anos. É óbvio que até renovar a licença ela vai tentar fazer de tudo para “andar nos conformes” mas depois, são nada mais nada menos do que 15 anos sem fiscalização ou sequer contestação, por parte dos órgãos que deveriam fiscalizar a conduta dessas emissoras.

O serviço de radiodifusão é de propriedade do conjunto da sociedade Brasileira e não da Globo, que frise-se é uma empresa privada que visa unica e exclusivamente explorar, lucrar, e intervir na política nacional.

É como se todos os 200,4 milhões de Brasileiros, jovens e adultos, idosos ou crianças, estivessem submetidos aos interesses de apenas 3 ( três ) pessoas, que são os “Marinho” donos da globo. Submissão essa, que sequer, foi submetida ao voto direto e secreto, muito pelo contrário, a ‘licença” para governar o país e influenciar os filhos da nação brasileira, nesse caso, foi obtida por meio de manipulação de massa, sonegação fiscal, e qualquer outro meio ilícito e possível de se imaginar ou não, que claro, jamais será divulgado no “jornal nacional”

É por esses e outros motivos que a concessão da rede globo de comunicações para prestação de serviço de TV no Brasil deve sim ser revista, sofrer redução no seu prazo de concessão ( e isso vale pra todas as emissoras) para 8 anos e acima de tudo, sofrer maior fiscalização sobre a conduta praticada por essas emissoras durante o exercício da concessão, especialmente no que concerne ao respeito dos princípios constitucionais e legais vigentes em nosso país.

Responder

Aecius Micus

22 de julho de 2015 às 21h02

Responder

Pedro Menegoli Tamaso

22 de julho de 2015 às 19h38

kkk Não existe ”direita” na America do Sul

Responder

Helena Cristina Salgado Nunes

22 de julho de 2015 às 19h05

Que guinada hem??? Praticamente um capotamento. Do Brasil
E com vítimas, nós, o povo brasileiro.
É um retrocesso absurdo

Responder

Cora Silva

22 de julho de 2015 às 18h43

Dilma 13 Dilma fica Lula 2018

Responder

Emanoel Rego Filho

22 de julho de 2015 às 17h35

O Brasil vai à direita porque a imensa maioria de seu povo é de direita. Não podemos nos iludir.

Responder

Roberto Costa Melo

22 de julho de 2015 às 17h07

Os coxinhas são os babões covardes… Não tem nação, apenas o estado de ser insanos, rancorosos e vingativos…

Responder

Paulo Barbosa

22 de julho de 2015 às 16h42

Responder

Alfredo Mikail Melo Mesquita

22 de julho de 2015 às 16h27

Para onde irá 70% da população? Kkk

Responder

Iury Reis

22 de julho de 2015 às 16h13

Ué? Mas os Estaduszunidos não é inimigo da Venezuela??

Responder

Anônimo

22 de julho de 2015 às 16h07

Inferno!

Responder

Rodrigo Santana Sacramento

22 de julho de 2015 às 15h54

A esquerda não vai apenas sobreviver a este momento, iremos prosperar!

Responder

Frederico Joao Micucci Micucci

22 de julho de 2015 às 15h54

Esquerda de ladrões… Fora

Responder

Almir Morais Filho

22 de julho de 2015 às 15h33

Onde chegamos! Gente, considerar a legalização da maconha, o aborto e o casamento gay, como indicativo de esquerda. Faltou a impunidade, os Direitos Humanos a favor de bandidos, para completar a ideologia da esquerda, pois o socialismo e comunismo estão falidos. Vão catar coquinho, pra não dizer outra coisa.

Responder

marcos gomes

22 de julho de 2015 às 11h49

Eu moro no Canada ha 6 anos, O canada é um pais onde a esquerda nunca governou, um pais liberal de direita, não existe partidos de esquerda com representatividade. O canada é um pais onde a igreja não tem nenhum poder, Aborto, casamento gay, são legais e aceitos. E a razão de não existir nenhuma favela no canada é porque o governo paga um ajuda social caso a pessoa não tenha dinheiro para pagar suas contas, eu tenho um filho canadense e recebo uma ajuda financeira para pagar uma creche para meu filho, a saúde publica é de qualidade e é para todos, não existe hospitais privados. Não confunda a direita do brasil com todas as direitas do mundo.

Responder

    Miguel do Rosário

    22 de julho de 2015 às 12h02

    Essa direita é esquerda para a gente. Eu sei do que você está falando. No Brasil, o sistema canadense seria chamado de “comunista”.

    Responder

Anônimo

22 de julho de 2015 às 14h44

EUA na esquerda??? kkkkk BLOG COMÉDIA defendam sua caxinha do governo enquanto podem!! lula e dilma serão presos !!! CHEGA DE PT!!! CHEGA DE SER ENGANDO POR ESSES TROUXAS!!

Responder

Aecius Micus

22 de julho de 2015 às 14h43

quando o PT defende casamento gay brasileiro fica revoltadinho. Quando Obama defende o mesmo casamento gay se torna “cool” todo mundo acha legal

Responder

Gilda Alves

22 de julho de 2015 às 14h37

e saber que estão condenando o Brasil, principalmente Lula por aproximação com Cuba!

Responder

Nildo Junior

22 de julho de 2015 às 13h56

Deixem de ilusao.

Responder

João Carlos Pontes

22 de julho de 2015 às 13h38

O cara que escreve isso, é um verdadeiro “sem noção”. Seu café deve estar gelado, pede outro e vai dar uma voltinha.

Responder

Eduardo Homemfranco

22 de julho de 2015 às 13h28

TEMOS QUE MARCAR UM DIA DE PROTESTO CONTRA A “PiG” PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA, CONTRA OS FASCISTAS E ENTREGUISTAS DO PSDB, AINDA MAIS SE ESSA TURMA DA DIREITA CONSEGUIR PRENDER O PRESIDENTE LULA, NÃO PODEMOS E NÃO DEVEMOS DEIXAR ISSO ACONTECER, O POVO HONESTO NA RUA …

Responder

Clara Lima

22 de julho de 2015 às 12h51

O EUA tá longe da Esquerda. Af

Responder

Renan Alexander Siqueira

22 de julho de 2015 às 12h48

Onde está Direita no Brasil? Nenhum partido registrado no TSE tem esse nome todos estão registrado como Centro Esquerda. E os Democratas e Republicanos são versões da Direita, e infantil acha que image feita para o público já leva para Esquerda. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Thiago Ferreira

22 de julho de 2015 às 12h42

Quem foi o retardado que escreveu isso? Brasil indo pra direita! como se aqui só existe comunista e a suposta direita conservadora é feita de idiota o tempo todo e mais inclinada para o lado comunista todo o tempo.

Responder

Gustavo Horta

22 de julho de 2015 às 09h22

É como eu escrevi ontem mesmo em “O caminho de volta está ficando bloqueado” onde refleti e conclui que
“Afinal, em resumo, apenas golpistas!
Nem por isto, ficaremos imóveis, nem por isto ficaremos imobilizados. Para a classe trabalhadora, que carrega as demais classes opulentas sobre os ombros, qualquer montinho de areia já serve para grandes perdas e danos.
Não há angu que sobreviva a um pouquinho de areia que seja.”
>> https://gustavohorta.wordpress.com/2015/07/21/o-caminho-de-volta-esta-ficando-bloqueado/

Responder

Robson

22 de julho de 2015 às 08h21

Já que tudo que é bom para os EUA é bom para o Brasil, adotemos a pena de morte de lá, a maioridade penal de lá, vamos extinguir as estatais, como nos EUA, vamos adotar, de uma vez, o mesmo financiamento para campanhas eleitorais dos EUA. Ou os esquerdistas só querem copiar o que lhes interessa ?

Responder

Ednir Camargo Rocha

22 de julho de 2015 às 11h12

E o Vira-latismo dos coxinhas ainda não se deu conta do quanto tem uma visão retrógrada.

Responder

Eliana Serodio

22 de julho de 2015 às 10h17

Sem dúvida o momento é histórico mas dizer que os EUA estão indo prá esquerda é querer forçar muito a barra !

Responder

Luiz Carlos Orro

22 de julho de 2015 às 09h34

Regulação da mídia é necessária, não é censura.
É impor limites econômicos ao cartel da mídia, vergonha nacional.

Responder

Helio Aparecido Neves

22 de julho de 2015 às 08h55

Mas as duas oposições são identicas…… e do contra, deu pra entender. Uma merda mesmo, com destaque para a Brasileira

Responder

Cláudio Carvalho Bento

22 de julho de 2015 às 04h19

Alô Nelson Rodrigues….

Responder

Asiole Senun

22 de julho de 2015 às 03h58

Aí tem! Espero que Castro se previna. Os EUA não faz caridade.

Responder

Eudes Machado

22 de julho de 2015 às 03h39

EUA à esquerda??? Não fala merda!!! São apenas meras concessões isso sim. Mostrar ao povo cubano a sua benevolência e acabar com esse discurso manjado q a culpa das desgraças do povo cubano é dos Estados Unidos…

Responder

    Asiole Senun

    22 de julho de 2015 às 03h54

    Mas a culpa é dos EUA!

    Responder

    Paulo Ricardo Freitas

    22 de julho de 2015 às 04h58

    E não é? Cuba ia muito bem, obrigado, até os EUA imporem embargos à ilha onde ela perdeu de imediato 30% de sua economia. Além dos EUA proibirem outras nações (aliados seua) de comercializarem com Cuba.

    Responder

Miguel Kobra

22 de julho de 2015 às 03h24

EUA indo à esquerda? kkk.. piada !

Responder

Antonio Pereira Lopes Leal

22 de julho de 2015 às 03h18

Nós vivemos um momento histórico onde as forças progressistas precisam se aglutinar, contra o excesso de judicialismo, e consolidar a nossa democracia.

Responder

Célia Franco

22 de julho de 2015 às 03h18

Para Gerusa Leal Edson Belther Pedro Monte Elias Cavalcanti

Responder

Rômulo Dias

22 de julho de 2015 às 02h07

Efeito Bernie nos EUA??

Responder

Roberto DE Souza

22 de julho de 2015 às 02h04

Eles continuarão em primeiro e nós em último.

Responder

Daniel Fiuza

22 de julho de 2015 às 01h40

Nunca achei que em algum momento da história o Brasil passasse à frente dos EUA…enganei-me!

Responder

Flavio Ferreira Ribas

22 de julho de 2015 às 01h34

Kkkkkkkkkkk

Responder

Fernando Hottum

22 de julho de 2015 às 01h33

Não é verdade. Os EUA são um país genuinamente de direira. A questão é que a direita pode estabelecer mudanças vigorosas e autenticamente positivas para os cenários macro-políticos e macro-econômicos, ao associar uma dose de humanismo com bom senso ao seu escopo doutrinário. A esquerda faz isso, ao associar uma dose de capitalismo com bom senso ao seu escopo socialista, como faz a China.

Responder

Hell Back

21 de julho de 2015 às 21h52

Não adianta eleger um esquerdista se o “establishment” continua dando as cartas.

Responder

Fjsantos Santos

22 de julho de 2015 às 00h42

Dá até pena, para onde irão os coxinhas quando perceberem que não haverá Imptimã? México, Paraguai? Honduras? …para Miami não dá mais…

Responder

Jorge Filho

22 de julho de 2015 às 00h37

Eu tenho um duvida ( de verdade): comparando os dois países em tudo, qual dos dois é mais de esquerda hoje?

Responder

Lucia Baró

22 de julho de 2015 às 00h37

Nao vejo EUA indo para a esquerda. Muito pelo contrário. O país volta aos níveis dos anos 60 em matéria de racismo. Trump tem muito apoio e é o pré-candidato que mmais arrecada dinheiro para campanhas. ETc,etc,

Responder

Aecius Micus

22 de julho de 2015 às 00h30

Republicanos vão ficar por um bom tempo longe da casa branca..

Responder

Marco Espirito Santo

22 de julho de 2015 às 00h29

É mesmo!!!! quem diria, heim!!! Só falta o OBAMA fazer campanha em HAVANA.

Responder

Lulu Pereira

22 de julho de 2015 às 00h28

vai ser hilário ver os coxinhas abandonando miami e gritando pra gente: vai pra nova york, seu esquerdopata!

Responder

    Vitor

    22 de julho de 2015 às 18h20

    Seria ótimo, mas vamos voltar a realidade, vai…

    Responder

João Carlos Coimbra

22 de julho de 2015 às 00h26

Os EUA indo para à esquerda? Não, isso não é verdade …. os caras sempre foram de direita para extrema direita e continuam assim …. somente ingênuos não percebem!

Responder

Henrique Lana

22 de julho de 2015 às 00h22

Então, ser de direita significa necessariamente ser contra aborto, casamento gay, etc? rs

Responder

    Vitor

    22 de julho de 2015 às 18h22

    Isso é uma besteira sem fim… Tem gente que gosta de empacotar as coisas!
    Se você quiser que eu governo participe menos ativamente da economia (diferente de regular), teria que ser contra aborto, casamento gay, ajuda aos mais necessitados, etc… Bobagens sem fim…

    Responder

Vera Lucia Batista Fernandes

22 de julho de 2015 às 00h21

vixi

Responder

Danilo Villaça de Azevedo

22 de julho de 2015 às 00h19

Pra vc, Fernando Coelho

Responder

Daulto Bitencourte Garcia

22 de julho de 2015 às 00h16

Está indo para a direita, por que essa esquerda que você defende sem pudor ou reflexão, não e uma esquerda verdadeira que pensa na comunidade, nas pessoas, no país, é uma esquerda de corruptos, de armações, acordos espúrios e que se vendeu às oligarquias, coronéis. Aliás seu mentor Lula nunca pensou em nada a não ser em enriquecer como de fato o fez.

Responder

Cecília Ceciliato

22 de julho de 2015 às 00h15

Analisei o mesmo.

Responder

Ricardo Jimenez

22 de julho de 2015 às 00h15

O discurso do Papa, a separação nítida entre as políticas do Partido Republicano e do Democrata e o acirramento da crise política brasileira, que forçará um desfecho em breve, e que possivelmente pode ter Dilma terminando seu mandato, pode apontar para uma reviravolta no Brasil, dando novo fôlego para as forças progressistas poderem dar andamento em uma nova etapa do projeto nacional.

Responder

Aecius Micus

22 de julho de 2015 às 00h04

Alckmin avançou muito a agenda gay em SP … Já viu algum paulista “conservador” reclamar Miguel do Rosário ??

Responder

Lourdes Paciello Bartoly

22 de julho de 2015 às 00h04

SÓ OTÁRIO NÃO ENXERGA

Responder

Nonato Falabelo

22 de julho de 2015 às 00h02

Brasil indo à direita?? O Brasil sempre foi de direita.

Responder

Fernando Bentes Monteiro

22 de julho de 2015 às 00h00

O Brasil indo a direita só paga mico.

Responder

Maria Regina Novaes

22 de julho de 2015 às 00h00

Esqueceu que estamos criando uma frente de esquerda….pstu já deu aval,pco tbém,psol estamos esperando…vamos mudar o rumo!

Responder

Hell Back

21 de julho de 2015 às 20h58

Quando não há comentários, presume-se que não há argumentos.

Responder

    Marcos

    21 de julho de 2015 às 21h09

    Miguel, não se faça de idiota, os EUA está indo em direção a liberdade de escolha indivídual!
    Deixar o individuo livre para fazer suas escolhas!
    A esquerda não aceita a liberdade indivídual, somente a “causa” os “fins”é que são o objetivo!
    Para os esquerdistas o individuo não passa de um mero objeto que deve ser utilizado pelo Partido em favor de uma causa maior!
    Um gay só é bom se servir a causa, um negro só é bom se servir a causa!
    É o nós (partido) contra eles (não são do partido)
    Pare de ser dissimulado!

    Responder

      ARK

      22 de julho de 2015 às 18h22

      Idiota é você, sujeito estúpido. O Miguel está apenas fazendo uso de sua fina ironia para demonstrar a onda reacionária que vem varrendo o país! Acorda, cabeça de pudim! Quero dizer, coxinha!

      Responder

Marcos Portela

21 de julho de 2015 às 23h57

Enquanto isso, golpistas da imprensa, monopolizados pela GLOBO e FEDERAIS do Paraná, escondem denúncias de corrupção contra PSDB e DEM, a censura voltou!

Responder

Sérgio Gomes

21 de julho de 2015 às 23h56

Robismar Lucena

Responder

Sérgio Gomes

21 de julho de 2015 às 23h56

@Benjamin

Responder

Aecius Micus

21 de julho de 2015 às 23h54

..ele podia ampliar bolsa familia, aprovar aborto, casamento gay q ninguem iria reclamar …

Responder

    Hell Back

    23 de julho de 2015 às 13h15

    O Bolsa Família lá é chamado de “Foods Stamp”.

    Responder

Aecius Micus

21 de julho de 2015 às 23h53

Engraçado .. Se Obama se candidatasse no brasil ganhava com no mínimo 90% dos votos…

Responder

Deixe um comentário