Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Alvim: “o que o Almirante Othon já fez pelo País merecia das autoridades judiciais e policiais um pouco mais de respeito”

Por Liana Carvalho

05 de agosto de 2015 : 09h15

A prisão de um herói nacional

Por Carlos Feu Alvim

“A implantação de um programa nuclear independente no País é um feito técnico-científico heróico que encerra riscos pessoais consideráveis.

Independentemente dos resultados das investigações, o que o Alte. Othon já fez pelo País merecia das autoridades judiciais e policiais um pouco mais de respeito e a preocupação de que ele possa estar sendo vítima de nova manobra cujo alvo principal seja o programa nuclear brasileiro”, escreve Carlos Feu Alvim, doutor em Física e primeiro Secretário brasileiro da ABACC – Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares.

O Vice Almirante e Engenheiro Othon Luis Pinheiro da Silva é o responsável pelas maiores conquistas históricas na área da tecnológica nuclear no Brasil. Deve-se a ele a concepção do programa do submarino nuclear brasileiro e a conquista da independência na tecnologia do ciclo de combustível que colocou o País em posição de vanguarda na área. Para realizar esta façanha em um espaço de uma década ele foi capaz de reunir o que melhor havia da inteligência, capacidade laboratorial e industrial no País.

Em uma época de transição entre o Regime Militar e a Democracia (Governos Figueiredo e Sarney principalmente) o Programa da Marinha, com a principal cooperação do IPEN e USP conseguiu transformar em realidade projetos do ciclo de combustível que de outra forma estariam restritos à fase laboratorial. Na parte mais crítica do ciclo, o enriquecimento, o programa partiu do zero e em poucos anos já podia apresentar resultados concretos.

Na área de reatores, foi construído o primeiro reator inteiramente concebido e construído no País. Esta montagem, de potência próxima a zero, serviu para testar conceitos e códigos para o projeto de um reator naval que foi concebido justamente com todos os equipamentos auxiliares cuja construção e teste foi colocada em marcha.

O programa, nascido no que se convencionou chamar de programa paralelo, tinha fins lícitos dentro dos compromissos internacionais firmados pelo Brasil e que se mantiverem lícitos dentro de todos os acordos posteriormente assinados pelo País.

O Programa passou pelo crivo de inúmeras avaliações no nível do Congresso Nacional, no do Executivo, e de uma Comissão Independente liderada pelo Prof. Israel Vargas. Todas atestaram a excelência técnica e a conveniência política do esforço realizado. Em duas delas participei diretamente da avaliação técnica e sou testemunha do respeito e admiração que o trabalho realizado mereceu.

O programa, como é natural, provocou inquietações externas da chamada “Comunidade Internacional” e, por acordo entre os Governos do Brasil e Argentina, todas atividades envolvendo materiais nucleares passaram a ser controladas para que suas finalidades fossem apenas pacíficas. Foi criada uma agência binacional, a ABACC da qual fui o primeiro secretário brasileiro. Logo em seguida, foi estabelecido um acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica da ONU que também passou a fiscalizar as atividades no Brasil e Argentina, inclusive o projeto da Marinha.

Mesmo assegurados os fins pacíficos do projeto, ele continuou a contar com objeções dos que querem limitar o acesso de outros países ao conhecimento nuclear. O novo Ministro da Marinha da época afastou o Vice Alte. Othon e abriu um ciclo de perseguições que incluiu averiguações contra o Alte. Othon sobre o uso das verbas secretas. Tudo foi rigorosamente revirado e, apesar do visível interesse do Comando, nada foi provado contra a direção do projeto. Paralelamente, foi posto em marcha um processo de redução do esforço no programa de submarino e de dispersão da equipe e das parcerias construídas com as instituições de pesquisa civis.

Afastado de suas atividades na Marinha, o engenheiro Othon tratou de aplicar os conhecimentos técnicos que ele reunira em novos projetos como o de uma revolucionária mini hidrelétrica e alguns de instrumentação e controle desenvolvidos em parceria com empresas estrangeiras e nacionais e com a participação de alguns dos brilhantes técnicos evadidos do programa da Marinha.

Agentes do Governo Americano sabiam do valor de seus conhecimentos e o interesse que eles despertavam em países onde temiam que houvesse proliferação nuclear.

Fizeram chegar esta preocupação a autoridades brasileiras que trataram de eliminar restrições a sua participação em projetos governamentais. A preocupação era inútil como sabem o que conhecem o patriotismo de Alte Othon, mas acabou lhe rendendo alguns projetos interessantes.

Vencidas todas as objeções, absolutamente isento de culpa, o Engenheiro Othon acabou sendo indicado para fazer renascer o projeto de Angra 3 e nomeado Diretor Presidente da Eletronuclear.

Paralelamente, teve importante participação na formulação da Estratégia e Política de Defesa, como assessor não remunerado do Ministério da Defesa.

O submarino nuclear passou a ser oficialmente prioridade da Política Nacional e a Marinha encarregada de coordenar as atividades de defesa na área estratégica nuclear.

O Protocolo Adicional ao acordo coma a AIEA, que estende os poderes de fiscalização da AIEA, ficou condicionado a uma efetiva demonstração, por parte das nações nuclearmente armadas, de cumprimento de sua parte no Tratado de Não Proliferação Nuclear – TNP.

A implantação de um programa nuclear independente no País é um feito técnico-científico heróico que encerra riscos pessoais consideráveis.

Independentemente dos resultados das investigações, o que o Almirante Othon já fez pelo País merecia das autoridades judiciais e policiais um pouco mais de respeito e a preocupação de que ele possa estar sendo vítima de nova manobra cujo alvo principal seja o programa nuclear brasileiro.

Carlos Feu Alvim é doutor em Física e primeiro Secretário brasileiro da ABACC – Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

48 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Daulto Bitencourte Garcia

06 de agosto de 2015 às 18h35

Quer dizer que alguém que fez coisas boas e desviou para corrupção tem que ser perdoado, não pode pagar pelo erro cometido. Caf´zinho você defende o indefensável. O Lula fêz coisas boas, só que desviou e muito do caminho, como quase todos os petistas fundadores do partido. Um dia terá que pagar

Responder

Joao Laurentino Cabral

06 de agosto de 2015 às 13h54

vivemos num momento de total inversão de valores, com o perdão da palavra, estamos totalmente fudidos se a população não abrir o olho.

Responder

Mike Fmk

06 de agosto de 2015 às 11h31

cadeia neste militar corrupto…

Responder

Tereza Maria Pais

06 de agosto de 2015 às 01h25

O objetivo é esse mesmo : D E S T R U I R!!!!

Responder

Ailton Costa

06 de agosto de 2015 às 00h12

Lula,Dirceu,cunha,collor,Othon…etc…se cometeu crime ,CADEIA.!!!!!!

Responder

Claudia Simas

05 de agosto de 2015 às 23h32

Não consigo entender por que o Almirante foi preso e o senador Aécio Neves não, já que recebeu doações de 20 milhões da Andrade Gutierrez. Alguém poderia me explicar? Estou muito confusa. http://aecionevesnao.blogspot.com.br/2015/08/empreiteira-citada-na-lava-jato-fez-322.html

Responder

Paulo Rogério Gaeta

05 de agosto de 2015 às 19h16

Que papelão Almirante Othon !
Vergonha para a família Pinheiro de Sumidouro/RJ, descendentes de Barões e Viscondes.
Meu falecido avô, que era seu tio-avô (General Langleberto Pinheiro Soares) sempre teve você como referência ímpar de inteligência e capacidade.
Esperamos de verdade que tudo isso tenha sido um lamentável equívoco.

Responder

    Miguel do Rosário

    05 de agosto de 2015 às 19h27

    Não fala merda

    Responder

    Ana Carolina

    06 de agosto de 2015 às 09h02

    Papelão é julgar antes de realmente os fatos serem comprovados, acreditando em tudo que essa midia nojenta e manipuladora expõe.
    Familia deve estar junto nos piores e melhores momentos acolhendo antes de julgar!
    Vergonha e vc pertencer a familia Pinheiro…

    Responder

    Ana

    06 de agosto de 2015 às 09h52

    Papelão é julgar antes de realmente os fatos serem comprovados, acreditando em tudo que essa midia nojenta e manipuladora expõe.
    Familia deve estar junto nos piores e melhores momentos acolhendo antes de julgar!
    Vergonha e vc pertencer a familia Pinheiro…

    Responder

Jorge Leôncio

05 de agosto de 2015 às 21h00

quando ele sai da prisão, ele pode vender as informações sobre o programa nuclear, porque ele não deve ter mais obrigação com o pais e porque foi ele quem fez esses estudos desse programa, e dá uma banana para o pais e a marinha brasileira.

Responder

    Jo Jabaquara Vieira

    06 de agosto de 2015 às 11h59

    Auto crítica faz bem e é necessário! Ele trabalhou e recebeu e muito bem pelo seu trabalho!! Com certeza se tratando de um ladrão, ele já vendeu tds as informações possíveis que dispunha!! É a ganância dos companheiros se afogando na miséria de um povo!! Nós legítimos brasileiros trabalhadores não devemos nada para esse canalha! Cadeia pra ele é pouco.

    Responder

Gutemberg Araújo

05 de agosto de 2015 às 20h03

Faltou dizer tambem que a PF pediu aos procuradores e ao Meritíssimo para solta lo por ausência de provas. Porque o que foi dito não se confirmou. Mas continua preso. Porque?

Responder

Joaodamasceno Matos de Menezes

05 de agosto de 2015 às 18h35

Acho que o Molusco também merece respeito, e deve ser tratado com os Seus comandados, assim sendo estou na torcida para ele ser apresentar em Curitiba abordo do Jatinho da Federal, e se hospedar no mais Exclusivo Hotel Top 10 da PF.#MoluscoEmCana.

Responder

Sandra De Magalhães

05 de agosto de 2015 às 18h25

O mesmo, eu digo sobre LULA. #MaisRespeito!!!

Responder

Mathias Heider

05 de agosto de 2015 às 17h59

Olha, assim, um Papa também pode desviar dinheiro da igreja, um médico pode cobrar a parte emcirurgia que é feita no SUS e assim por diante……..todos temos que ter a nossa ética e não é por que se faz algo de bom, tenha um tratamento diferenciado. E logo 4,5 milhões de reais!!!!!..a acusação fala que a filha montou uma empresa só para recebero os desvios!!!!!! O que acha? O cara recebe aposentadoria de alta patente, recebe como presidente da empresa……

Responder

    Miguel

    05 de agosto de 2015 às 15h23

    4 milhões ao longo de 10 anos! Consultoria, não roubo. Podia ganhar cem vezes isso se vendesse nossos segredos a outros países ou multinacionais.

    Responder

      Vitor

      06 de agosto de 2015 às 08h51

      Consultoria de venda de influência…

      Responder

Vera Lúcia Piesanti Molinar

05 de agosto de 2015 às 17h29

O PT deveria usar o tempo da tv p/defendê-lo mas nada fazem.

Responder

Altair Paulo Schmidt

05 de agosto de 2015 às 16h36

Roubo tem que ser preso pode ser até o papa, cadeia nesses hipócritas charlatões.

Responder

Suzana De Souza Leão

05 de agosto de 2015 às 16h29

Isso foi encomendado! Fizeram sob medida pra jogar o Almirante e o programa nuclear brasileiro na lama.

Responder

Teri Batelli

05 de agosto de 2015 às 15h42

Com certeza este cidadão teve um papel de destaque sobre o desenvolvimento nacional. Porém não podemos colocar os carros na frente do seu bois, ainda não sabemos se ele cometeu algum crime ou não. Pode ser mais uma coação do Moro? Pode sim, aliás até acho isso. Porém pode também não ser, e ele pode de fato ter derrapado e cometido besteiras. Antes que sejam apresentados maiores detalhes ou provas (o que acho difícil dado o circo que virou este processo) não acho legal endeusar e limpar a cara dele antecipadamente. Da mesma forma que Veja e cia limitada se antecipam em condenar, não podem os antecipar e inocentar ninguém. O processo da Lava jato merece todas a críticas possíveis, o moro também, porém ataquemos com críticas o processo e não inocentando antecipadamente as pessoas. O fato de ele ser muito importante em ajudar nosso desenvolvimento não pesa em nada para amenizar possíveis crimes cometidos. Digo isso tudo porque me incomoda um pouco essa antecipação de inocência. Sou leitor assíduo deste blog e de outros tantos progressistas como Tijolaço, Altamiro, GGN, etc. Porém por favor, não vamos utilizar os métodos veja às avessas. Enquanto não temos detalhes, não acho correto endeusar e inocentar ninguém, por mais político e atabalhoado que seja o processo. Afinal, quem tem que se pronunciar (STF e Dilma) estão com as cabecinhas bem enfiadas num buraco achando que nossa sorte vai resolver nossos problemas

Responder

João Batista da Silva

05 de agosto de 2015 às 15h15

Herói nacional e ladrão, faltou vcs escreverem a ultima parte

Responder

Gilberto Moraes

05 de agosto de 2015 às 15h08

Herói para os entreguistas é o FHC, o Britto, e muitos outros.

Responder

Luis Claudio Correa

05 de agosto de 2015 às 14h45

A Maior inversão de valores que já li na vida !!
Ele recebeu do pais para fazer o que quer que tenha feito, ele fez por que o quis, qualquer um na vida pode escolher o seu trabalho, e se não estiver contente pedir o boné e vazar.
O que quer que alguém tenha feito nessa vida, não o isenta de ordináriedades, o que tem a ver a biografia do sujeito ?? E dai, que ele fez, sei lá o que ?? O que tem a ver a Biografia, com as atitudes atuais desse leviano ?? O tal Almirante não pode ser “Inimputável”, por conta de sua biografia.
Alias todo ser humano não pode, o cara fez isso, o cara fez aquilo, o cara é conhecido até em Marte….. mas isso não lhe dá o direito de se beneficiar financeiramente e ajudar a quadrilha petista como ele fez, não dá a ele o direito de se fazer de cego, e de receber propina, até como militar, tinha que dar é ordem de prisão aos vagabundos, e botar a boca no mundo.
O que quer que seja esse sr, não dá a ele o direito de ser cúmplice de vagabundices.
Parabéns sr Sergio Moro, lugar de quem recebeu propina, quem pegou dinheiro do povo, é na cadeia.

Responder

Heloisa Ibrahim

05 de agosto de 2015 às 13h21

Vejo com clareza um problema : os brasileiros estão.assumindo as delações de bandidos como verdade.Não houve nem aceitação das denúncias e será preciso provar.Não vale entregar alguém para agradar o Juiz Moro e sua trupe e tentar reduzir sua pena se não tiver provas do que diz!O resto é espetáculo midiático servindo ao propósito de tentar desmoralizar Lula e o PT.Não vamos cair nesta armadilha, vamos aguardar as provas.Aliás,e lutar contra as condenações sem provas,como fizeram com.José Dirceu no Mensalão. Amanhã pode ser um.filho seu,sendo condenado sem provas,e com certeza vamos achar muito ruim!Não desejemos aos outros o que não queremos para nós!

Responder

    Jo Jabaquara Vieira

    06 de agosto de 2015 às 12h05

    Nossos filhos são honestos! Tiveram educação e trabalho; não se aliaram a partidos políticos para ganhar sem trabalhar! A cadeia é pouco pra esses suga sugas ladrões…vai defender eles na carceragem de Curitiba; com certeza vc ira receber 30 reais e um sanduba de mortadela…Há sim tirado da miséria do salário de quem contribui!

    Responder

Octavio

05 de agosto de 2015 às 09h48

Eu acredito que a razão de poucas vozes da área científica, levantarem-se contra o que esta ocorrendo, está no fato da comunidade científica paulista, de uma maneira geral, apoiarem as ações contra o PT e aliados. A comunidade científica de São Paulo é muito forte e influencia muito todo o país. E, na minha experiência, salvo poucas exceções, estes cientistas são contra a esquerda desde que nasceram. Apoiando qualquer tipo de ação contra o PT e aliados. Independentemente de estas ações estarem respaldadas nas leis ou não.

Responder

Vitor

05 de agosto de 2015 às 09h43

Discordo em partes do Doutor Carlos Feu Alvim. Acredito que qualquer brasileiro mereça respeito das autoridades judiciais e policiais, independente do seu background. O brilhante e premiado Almirante Othon deve ser tratado pelas autoridades da mesmíssima forma que um analfabeto.
Não me parece correto pedir respeito apenas por causa dos feitos do Almirante e sim pelo simples fato de ele ser um cidadão brasileiro.

Responder

    Liana Carvalho

    05 de agosto de 2015 às 09h56

    Bom dia,
    Nascemos iguais perante a Constituição. Tá certo, Vitor.

    Responder

      Vitor

      05 de agosto de 2015 às 10h14

      Bom dia, Liana! Sem dúvida!
      É bom lembrar que a defesa do Almirante tem que ser feita, mas com os argumentos corretos…

      Responder

Anônimo

05 de agosto de 2015 às 12h39

COM DEMOCRACIA QUEREMOS MONARQUIA !! https://www.facebook.com/Brasil.Monarquia?fref=ts

Responder

Helio Gaziolla

05 de agosto de 2015 às 12h36

O Show deve continuar…………

Responder

Sidnei Ramos Pitoli

05 de agosto de 2015 às 12h35

Por ele ter nos ajudado a implantar as técnicas para o enriquecimento do urânio, tudo bem, merece todo nosso respeito. Agora, quando ele começa a cuidar do seus próprios interesse e cuida do : “ENRIQUECIMENTO ILÍCITO”, ai não tem jeito, tem que ser enquadrado no Art. 886 do Código Civil ! A lei é aplicada à todos, de forma, indistintamente.

Responder

    Maria Vilanir De Brito Pereira

    05 de agosto de 2015 às 18h46

    Concordo que a lei tem que ser aplicada a todos. Porem, nessa operação estamos vendo que a lei só está sendo aplicada para quem for de alguma maneira lidado ao PT,

    Responder

    Sidnei Ramos Pitoli

    05 de agosto de 2015 às 19h02

    Infelizmente, Maria Vilanir De Brito Pereira, as coisas estão indo dessa maneira, mas, temos que dar o exemplo! Sou 13 , sou Lula, sou Dilma, sou pela verdade é pela justiça social !

    Responder

Marcos Portela

05 de agosto de 2015 às 12h34

Lava Jato CONTRA CORRUPÇÃO ou GOLPE FEDERAL? Como pode uma INSTITUIÇÃO FEDERAL, no estado do Paraná, ATACAR ESTATAIS e EMPRESAS brasileiras, DESEMPREGANDO milhares no país, alegando COMBATER a CORRUPÇÃO, CONTRADIÇÃO de quem usa TARJAS PRETAS para ESCONDER e INVALIDAR PROVAS de CORRUPÇÃO contra PARTIDOS de OPOSIÇÃO como PSDB e DEM, que aliados a GRANDE MÍDIA mais parecem uma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, INSTALANDO o CAOS no país, usando a política do QUANTO PIOR MELHOR, panelinha que virou PANELAÇO. #MoroDitador

Responder

Caique de Paula Pereira

05 de agosto de 2015 às 09h33

O que foi escrito é muito para um imbecil chamado Moro (e seus Capangas).

Responder

Eugenio P. Lustosa da Costa

05 de agosto de 2015 às 12h31

O GOLPE DA GLOBO COM AÉCIO É UMA INSENSATEZ, QUANDO O TRABALHADOR DESCOBRISSE QUE FOI ILUDIDO HAVIA UMA GUERRA…

Responder

Solange Christensen

05 de agosto de 2015 às 12h26

O único problema é que foi o Lula quem abriu as portas para ele….

Responder

    Sidnei Ramos Pitoli

    06 de agosto de 2015 às 12h20

    Ai, Solange Christensen, você foi mal-intencionada e injusta, quando vc defende a atitude dele (roubar) e põe a culpa em quem o contratou. Menos, vai ! Pessoas iguais a você fazem mal a evolução da espécie humana. Você atrapalha a luta, que o bem trava com o mal. 1 x 0 para o mal. Parabéns Solange !

    Responder

    Solange Christensen

    06 de agosto de 2015 às 12h45

    Meu querido, mal intencionado e injusto é vc… Quando acusa de roubo sem provas… E não pus culpa em quem o contratou, apenas expus que se não fosse o Lula, nos estaríamos dependendo de tecnologia estrangeira e não seríamos independentes a ponto de quererem a nossa tecnologia a qualquer custo…. Em momento algum acusei alguém de roubo, pessoas “como você” é que fazem mal a evolução da espécie humana, pois vêem o fato mas não enxergam a verdade…. Vc acredita mesmo que essa operação lava a jato é para acabar com a corrupção???…. Não meu querido, porque se fosse não haveria distinção de prisões, mostrariam provas e prenderiam quem tivesse que prender… O que vejo é uma perseguição, onde prendem todos que possam ter uma “informação” que eles precisam….. Então meu querido, o mal está vencendo (por enquanto)… mas não por minha causa….

    Responder

    Jose Srur

    07 de agosto de 2015 às 01h12

    A impressão que tenho é que falta uma base sólida da língua portuguesa para vários comentaristas. Falta análise léxica , análise lógica, análise sintática,interpretação de texto, conjugação de verbos e tantos outros detalhes importantes da nossa língua .
    Mas o que fazer não é mesmo, diante de tanto desconhecimento do básico?

    Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina