Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Brasil é o 6º país que mais atrai investimento estrangeiro

Por Redação

30 de novembro de 2015 : 19h16

O Brasil é o sexto país que mais atrai investimento estrangeiro produtivo. Com isso, encerrará 2015 com cerca de US$ 65 bilhões provenientes do mercado internacional. É o que mostram as projeções feitas pelo Banco Central, divulgadas pelo Portal Brasil.

Os países que mais investem no Brasil atualmente são Estados Unidos, China, Japão, França, Espanha e Itália.

O País perde apenas para China, a cidade Estado de Hong Kong, os Estados Unidos, Reino Unido e Cingapura. A listadas economias mais atraentes ao investimento é feita pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad), e inclui também a Rússia, Canadá e Austrália.

Os recursos vindos de outros países estão sendo direcionados no Brasil a segmentos diversos da economia como indústria de petróleo e gás, indústria extrativa, empresas do segmento de química e indústria alimentícia, setor de serviços, como as áreas de saúde e comércio, setor de telecomunicação e de energia elétrica e projetos da infraestrutura.

Nos nove primeiros meses do ano, os investimentos estrangeiros somaram US$ 48,211 bilhões; considerando um período maior, de 12 meses terminados em setembro, essa cifra está em US$ 71,807 bilhões, segundo dados do Banco Central.

***

Brasil se mantém no grupo dos 10 países que mais atraem investimento estrangeiro

no Jornal do Brasil

O Brasil encerrará 2015 com cerca de US$ 65 bilhões provenientes do mercado estrangeiro na economia, mantendo-se no grupo dos 10 países que mais recebem investimentos produtivos. É o que mostram as projeções feitas pelo Banco Central e isso graças ao tamanho e potencial do mercado interno do País.

A lista das economias mais atraentes ao investimento é feita pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad), que inclui no grupo China, Estados Unidos, Reino Unido, Cingapura, Rússia, Canadá, Austrália e também da cidade Estado de Hong Kong.

Os recursos vindos de outros países estão sendo direcionados no Brasil a segmentos diversos da economia como indústria de petróleo e gás, indústria extrativa, empresas do segmento de química e indústria alimentícia, setor de serviços, como as áreas de saúde e comércio, setor de telecomunicação e de energia elétrica e projetos da infraestrutura.

Nos nove primeiros meses do ano, os investimentos estrangeiros somaram US$ 48,211 bilhões; considerando um período maior, de 12 meses terminados em setembro, essa cifra está em US$ 71,807 bilhões, segundo dados do Banco Central.

Programa de infraestrutura

Para 2016, esses capitais devem se permanecer no nível atual ou aumentar. Entre os fatores que vão alavancar os negócios e manter o Brasil no radar dos investidores está a valorização do dólar frente ao real, que torna as empresas daqui baratas ao capital externo, favorecendo operações de fusão e aquisição entre o empresário nacional e o de fora do País.

Outro ponto que desperta a atenção do empreendedor estrangeiro são as oportunidades de ganhos com o Programa de Infraestrutura e Logística (PIL) do governo federal, com projetos nas áreas da infraestrutura e que movimentará R$ 200 bilhões nos próximos anos.

Entre esses projetos constam melhoria de rodovias e portos, ampliação e construção de ferrovias, expansão e edificação de aeroportos.

“No momento temos a questão do câmbio (paridade dólar/real). O Brasil se tornou barato para o investimento estrangeiro direto e o país tem tudo para ser feito”, diz o coordenador-geral de Investimentos do Ministério do Desenvolvimento (Mdic), Mário Neves.

Os países que mais investem no Brasil atualmente são Estados Unidos, China, Japão, França, Espanha e Itália.

“Temos o Programa de Infraestrutura Logística com uma série de projetos em portos, aeroportos, ferrovia e rodovias que soma R$ 200 bilhões e que tem atraído grande parcela desses investidores que olham para o Brasil com muita atenção”, acrescenta.

Neves comenta que a fase de desaceleração atual é transitória e não afeta a visão do investidor com projetos de longo prazo interessado em abrir uma empresa, construir uma fábrica ou se associar a uma empresa nacional existente.

“Esse tipo de investidor vem para o longo prazo, não olha o Brasil para 2015 ou para 2016 olha para 2050”, comenta. “Podemos estar atravessando um cenário um tanto adverso por conta da crise econômica, mas isso tem prazo, isso acaba e o país retoma sua trajetória de crescimento.”

 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Francisco Moreira

03 de dezembro de 2015 às 18h18

Vamos patriotas trabalhar porque o Brasil é dos Brasileiros!

Responder

Sérgio Freire da Silva

01 de dezembro de 2015 às 19h26

Por que será que não vemos isto nos noticiários? Ainda bem que temos os blogs independentes!

Responder

Elizabeth Scart

01 de dezembro de 2015 às 13h47

Está ganhando quanto? Se liga meu irmão

Responder

Elizabeth Scart

01 de dezembro de 2015 às 13h47

Está ganhando quanto? Se liga meu irmão

Responder

walker botelho

01 de dezembro de 2015 às 09h42

Opa que notícia ótima, mas é lógico que alguns poucos estrangeiros estão vindo para cá, aliás o PT está privatizando tudo, semana passada foram as Hidrelétricas..

25/11/2015 12h06 – Atualizado em 25/11/2015 16h52
Governo leiloa 29 hidrelétricas, com arrecadação de R$ 17 bilhões
Foram oferecidas usinas com contratos vencidos ou próximos de vencer.
Empresa chinesa levou lote mais cobiçado, com Jupiá e Ilha Solteira.

Darlan Alvarenga Do G1, em São Paulo
Facebook

O governo federal leiloou nesta quarta-feira (25) 29 usinas hidrelétricas em operação no país, cujos contratos de concessão já venceram ou estão próximos de vencer. Embora o leilão tenha sido marcado por baixa disputa e interesse de poucas empresas, atendeu o objetivo do governo de conseguir uma arrecadação extra de R$ 17 bilhões, em bonificações de outorga (valor pago pelas empresas pela concessão). O deságio médio da remuneração a ser paga para as concessionárias ficou em apenas 0,32%.

Necessitando de recursos para fechar as cotas, o governo federal contava com o sucesso do leilão para evitar um rombo ainda maior nas contas públicas em 2015. A Aneel informou que a data de assinatura dos contratos de concessão está marcada para o dia 30 de dezembro. Na ocasião as empresas vencedoras terão que pagar 65% do valor de outorga, ou o equivalente a R$ 11 bilhões. Os 35% restantes devem ser pagos em até 180 dias após a assinatura
Ou seja , PRIVATARIA PETISTAS, pior que esse governo do PT criticou muito a Privatização realizada pelos tucanos. Que ironia do Destino, falam falam, mas fazem até pior. valeu pela PRIVATARIA PETISTA.

Responder

    Anônimo

    01 de dezembro de 2015 às 19h13

    Não é privatização por um motivo muito simples: é por um período de 30 anos, depois volta para o Estado Brasileiro, diferentemente da privatização da Vale do Rio Doce, por exemplo, que JAMAIS voltará para o Brasil, confundir uma coisa com outra é falsidade ideológica, ou seja crime, cuidado!

    Responder

    Marcos Luiz Ribeiro de Barros

    01 de dezembro de 2015 às 19h23

    Não é privatização por um motivo muito simples: é por um período de 30 anos, depois volta para o Estado Brasileiro. Diferentemente da privataria tucana, por exemplo, com a Vale do Rio Doce, que JAMAIS voltará ao Brasil. Cuidado, veicular isso é falsidade ideológica, crime, e dá cadeia!

    Responder

Manuel Santiago Clara

01 de dezembro de 2015 às 10h05

E por isso que tem esta gerra politica e os ricos querem o poder a todo custo

Responder

Vitor

01 de dezembro de 2015 às 06h59

A privatização da infraestrutura costuma atrair investidores de longo prazo! Uma pena q a maioria eh de fora e não fizemos isso antes por questões ideológicas…
O triste neste artigo eh ler as palavras “indústria extrativista” com tanto destaque…

Responder

Marcos Portela

01 de dezembro de 2015 às 02h11

??ORGULHO DE SER PETISTA, é SUPORTAR por mais de UM ANO o BOMBARDEIO dos poderosos da MÍDIA BRASILEIRA (REDE GLOBO, RECORD, SBT, BAND, REDETV, VEJA, ISTOÉ, ÉPOCA, etc), NEGOCIANTES JUDICIÁRIO, FASCISTAS DA DIREITA, FEDERAIS LAVAJATISTAS do PARANÁ e dos TRAFICANTES de COCAÍNA do CONGRESSO NACIONAL,uma grande QUADRILHA MAÇÔNICA com o único objetivo de ROUBAREM as RIQUEZAS BRASIL usando o GOLPE de ESTADO como escada, sem CONSIDERAR que para toda AÇÃO há uma REAÇÃO.

Responder

Marcos Portela

01 de dezembro de 2015 às 02h11

??ORGULHO DE SER PETISTA, é SUPORTAR por mais de UM ANO o BOMBARDEIO dos poderosos da MÍDIA BRASILEIRA (REDE GLOBO, RECORD, SBT, BAND, REDETV, VEJA, ISTOÉ, ÉPOCA, etc), NEGOCIANTES JUDICIÁRIO, FASCISTAS DA DIREITA, FEDERAIS LAVAJATISTAS do PARANÁ e dos TRAFICANTES de COCAÍNA do CONGRESSO NACIONAL,uma grande QUADRILHA MAÇÔNICA com o único objetivo de ROUBAREM as RIQUEZAS BRASIL usando o GOLPE de ESTADO como escada, sem CONSIDERAR que para toda AÇÃO há uma REAÇÃO.

Responder

Marcos Portela

01 de dezembro de 2015 às 02h11

??ORGULHO DE SER PETISTA, é SUPORTAR por mais de UM ANO o BOMBARDEIO dos poderosos da MÍDIA BRASILEIRA (REDE GLOBO, RECORD, SBT, BAND, REDETV, VEJA, ISTOÉ, ÉPOCA, etc), NEGOCIANTES JUDICIÁRIO, FASCISTAS DA DIREITA, FEDERAIS LAVAJATISTAS do PARANÁ e dos TRAFICANTES de COCAÍNA do CONGRESSO NACIONAL,uma grande QUADRILHA MAÇÔNICA com o único objetivo de ROUBAREM as RIQUEZAS BRASIL usando o GOLPE de ESTADO como escada, sem CONSIDERAR que para toda AÇÃO há uma REAÇÃO.

Responder

Marcos Portela

01 de dezembro de 2015 às 02h11

??ORGULHO DE SER PETISTA, é SUPORTAR por mais de UM ANO o BOMBARDEIO dos poderosos da MÍDIA BRASILEIRA (REDE GLOBO, RECORD, SBT, BAND, REDETV, VEJA, ISTOÉ, ÉPOCA, etc), NEGOCIANTES JUDICIÁRIO, FASCISTAS DA DIREITA, FEDERAIS LAVAJATISTAS do PARANÁ e dos TRAFICANTES de COCAÍNA do CONGRESSO NACIONAL,uma grande QUADRILHA MAÇÔNICA com o único objetivo de ROUBAREM as RIQUEZAS BRASIL usando o GOLPE de ESTADO como escada, sem CONSIDERAR que para toda AÇÃO há uma REAÇÃO.

Responder

    walker botelho

    01 de dezembro de 2015 às 09h58

    Legal, eu também acho que a culpa é da mídia, aliás o PT fez e faz de tudo para controlá-la… Realmente a culpa é da Mídia, ela é culpada pela privatização Petista, ela é culpada pelo aumento dos preços, do déficit das contas públicas, do desemprego, do aumento dos alimentos, do preço da gasolina, do aumento do valor da conta de energia, e a transposição do Rio São Francisco? E o programa fome zero?quer mais? Isso é culpa da mídia ou do governo que está há 13 anos no Poder e com muita gente graúda presa?

    Responder

Marcos Portela

01 de dezembro de 2015 às 02h11

??ORGULHO DE SER PETISTA, é SUPORTAR por mais de UM ANO o BOMBARDEIO dos poderosos da MÍDIA BRASILEIRA (REDE GLOBO, RECORD, SBT, BAND, REDETV, VEJA, ISTOÉ, ÉPOCA, etc), NEGOCIANTES JUDICIÁRIO, FASCISTAS DA DIREITA, FEDERAIS LAVAJATISTAS do PARANÁ e dos TRAFICANTES de COCAÍNA do CONGRESSO NACIONAL,uma grande QUADRILHA MAÇÔNICA com o único objetivo de ROUBAREM as RIQUEZAS BRASIL usando o GOLPE de ESTADO como escada, sem CONSIDERAR que para toda AÇÃO há uma REAÇÃO.

Responder

Cesar Zocuni

01 de dezembro de 2015 às 02h03

Atrai tanto que o Brasil já nem é dos brasileiros.Enfim…

Responder

Moisés Saldanha

01 de dezembro de 2015 às 01h58

Verdade, essa riqueza já é toda do PT.

Responder

Angelo Filomena

01 de dezembro de 2015 às 00h56

Esse País tem futuro

Responder

Deixe um comentário