Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Um depoimento sobre a formação de núcleos antigolpe

Por Miguel do Rosário

11 de abril de 2016 : 13h14

O advogado criminalista Wallace Martins, dileto amigo carioca (e com o qual já fizemos uma excelente entrevista para o blog, sobre o fascismo penal vigente no Brasil), enviou-nos um depoimento sobre a criação de um grupo de militantes – mais um entre centenas, milhares de grupos, que estão se formando por todo o país, na luta contra o golpe.

É um depoimento que deixo publicado abaixo como registro histórico de nosso tempo.

***

A democracia e o golpe

Exclusivo para o Cafezinho. Os autores do texto seguem listados abaixo.

Todo momento crítico causa rupturas e cria laços. É um movimento praticamente inevitável, especialmente no atual cenário sócio político.

A Internet e o incremento das redes sociais não apenas confirma a tese, como também é capaz de modificar a forma com que o conhecimento e a informação chega a cada indivíduo.

Como exemplo dessa nova era comportamental, fazemos um relato de um grupo de esquerda livre, democrático e politizado, que segue ativo há cerca de dois anos, quando das eleições presidenciais de 2014.

Intitulados “Vai Ter Luta”, o movimento se uniu com o intuito de compartilhar ideias, conteúdo político e esforços nas diversas ações coletivas para eleger o projeto de governo apresentado pela presidente Dilma Rousseff/PT. E deu certo. O trabalho do front organizado, consciente e instruído fez toda a diferença no confronto com a mídia tradicional e seus afluentes.

Essa forma de organização reflete a velocidade e a força que as redes sociais têm frente à mídia de massa na prospecção de diferentes informações e conteúdos que outrora não eram compartilhados, fornecendo novos insumos aos debates tão comuns nesse novo cenário cibernético pontuado pelo crítico momento histórico e politico do país.

O ideal é progressista e democrático, e altera constantemente seu nome, utilizando sempre uma frase curta de ação. É composto por pessoas do norte, nordeste, sul e sudeste do Brasil, de diferentes idades, gêneros, formações, partidos políticos (todos progressistas), militantes das causas LGBT e Feministas.

A diversidade social agrega diferentes pontos de vista e experiências no convívio diário do universo na palma das mãos.

Após a vitória nas urnas em 2014, optamos por permanecermos unidos. Diariamente travamos debates, discutimos, argumentamos, desenvolvemos a amizade, coexistemos nas diferenças e amadurecemos nos confrontos internos. Compartilhamos links, vídeos, músicas, livros, filmes, anseios, medos, aflições, alegrias e amigos, que são adicionados sempre por indicação de algum participante.

O que se vê nessa matéria, é que existe uma nova forma de agremiação, que une os vários pólos do Brasil na luta pelo projeto de governo eleito, especialmente nesse “terceiro turno” que se recusa a acabar.

E nesse momento agudo, em que a defesa da Democracia se faz urgente, a união da esquerda ativa faz toda a diferença.

No campo jurídico, o que se vê de forma latente é a seletivização de alguns bens jurídicos. Se antes o braço do direito penal só alcançava negro, pobre e nordestino, hoje um partido político, de um único espectro político, está sendo sugado por uma mídia ávida a destruir um projeto progressista de governo.

Estão ocorrendo violações de princípios sensíveis ao direito e à ordem democrática. Um juiz federal se torna ídolo, sem que tenha recebido um único, mísero ou escasso voto. Demais disso, o (ab)uso de prisões cautelares, com o único escopo de arrancar delações premiadas só encontra lugar nos anos 30, época em que as idéias fascistas granjearam simpatia de parte significativa do eleitorado.

1964 não será repetido. Vai ter luta!

Assinam o texto os seguintes nomes:

Tiago Bitencourt Vergara – SC
(fundador do grupo)
Alessandra Safra – SP
Giovanna Wrubel -SP
Cyntia Simões – RJ
Liana Bahia – MG
Maria do Socorro Costa – PI
Camilla Pontes Bezerra – CE
Renan Michael Teles Costa – PI
Marcia Andréa Lyrio – BA
Maria Letícia Andrade – SP
Fernanda Brito – SP
Thais Cordeiro – PR
Georgiana Coelho – PB
Hildecy Santana – PI
Nádia Cristina Treméa – PR
Wallace Martins – RJ
Harlan Bezerra da Silva-PI
Silvia Trotta – RJ
Ticianne Goes – BA
Jane Oliveira – RJ
Marcio Allemand – RJ

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Juninho Zeff

12 de abril de 2016 às 12h19

O que me enoja são as organizações mundiais não darem um pio se quer no que está acontecendo no Brasil. A impressão que tenho é que a tentativa de golpe não é apenas em terras Tupiniquins, mas sim liderado por grandes nações mundo afora. Não haverá golpe sem luta. Mas a pergunta que não quer calar: Valerá o sacrifício? Que o Senhor Deus nos livre desse pesadelo.

Responder

renato andretti

11 de abril de 2016 às 15h59

Como disse Stedile do MST, esta FRENTE não será só por agora..
Ela deve seguir por muito e muito tempo..O MUNDO que passa por
problemas semelhantes ainda não achou o caminho certo, MAS virá
com certeza..
MIGUEL DO ROSÀRIO..
Reunir grupos como este e outros para nos informar, acho que cabe
aos blogueiros..
Haja visto o grupo HERZOGUE..
Nós brasileiros nãopodemos nos distanciar destes grupos..
Nós “brasileiros”, ainda dispersos, sem informação, sozinhos,
ainda sem VOTO, nossa unica arma..nada mais nos resta…
Estamos aguardando, pois não temos listas, nossas lideranças
proximas desapareceram, estamos vazios de DIREÇÃO..
E temos medo de sermos conduzidos por alguem de má fé.
Sei que me entende..
Escreva algo para nós, para que levemos para a reunião da
FRENTE BRASIL POPULAR…para aglutinar..
Afinal suas palavras são um dom..
SIM …é um pedido..
e VAI CAIR no meu e-mail…

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina