Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Portal do Senado abre consulta pública sobre antecipação de eleições para presidente

Por Miguel do Rosário

17 de maio de 2016 : 22h07

Foto: Mídia NINJA

Senado abre consulta pública sobre antecipação das eleições presidenciais

No IG

O portal e-Cidadania, do Senado Federal, abriu uma consulta pública sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que sugere a antecipação das eleições presidenciais para outubro deste ano – se aprovadas, as novas votações aconteceriam junto com as eleições municipais.

As pessoas que tiverem interesse em participar da discussão podem acessar o resumo da proposta e o texto completo, de seis páginas, além de opinar se são a favor ou contra a realização de novas eleições para presidente já em outubro.

A PEC de Novas Eleições foi proposta pelo senador baiano Walter Pinheiro (atualmente sem partido) e um conjunto de outros senadores que se declaram independentes ante a questão do impeachment. João Capiberibe (PSB-AP), Lídice da Mata (PSB-AP) e Cristovam Buarque (PPS-DF) são alguns dos parlamentares que compõem esse grupo e defendem que o impeachment não é a solução. Para eles, um governo só pode ter credibilidade se foi vitorioso nas urnas.

Para ir à sanção, a PEC precisa ser aprovada em dois turnos no Senado e na Câmara dos Deputados. A proposta passou a tramitar no Congresso em abril e está agora sob avaliação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, aguardando a designação de um relator.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Dimas Trindade

18 de maio de 2016 às 12h45

A probabilidade de Dilma retornar é, em minha opinião, quase nula. Por outro lado, aguardar o desfecho do processo para aí sim iniciar uma campanha pelas diretas, parecerá oportunismo.

Responder

Saul Vibranovski

18 de maio de 2016 às 11h57

Estão de brincadeirinha…. eleição para que? temos uma Presidente eleita em pleno execício do mandato. Qualquer outro movimento somente servirá a este golpistas. Aliás, como está caindo rápido a ficha dos que foram nas águas do PiG

Responder

Alan Cepile

18 de maio de 2016 às 09h27

Cristovam Buarque disse o que?????????????????
Tem que ter muita cara de pau esse sujeito…

Responder

Marcia

18 de maio de 2016 às 08h53

NÃOOOOOOOOOOOOOO! Eles querem usar esta tática para não entrarem para história como golpistas. Perceberam que Temer é um erro, porém não desistem da ideia de afastar o PT. As eleições seriam uma saída para eles.

Responder

    Alexandre Abreu

    18 de maio de 2016 às 14h23

    Respeito sua opinião, Marcia, mas também considero quase nula a chance da Dilma conseguir voltar… Veja como estão conduzindo as coisas. É de assustar. Parece que estão conseguindo legitimar o golpe contando com o alegre apoio de importantes setores que poderiam salvar o governo da Dilma.

    Responder

      Maat

      19 de maio de 2016 às 02h55

      E se é um golpe, por que ñ tira o Temer e sua gangue de la? Tinha que está enchendo o STF de ações, devido esses ministros envolvidos na Lava a jato, Temer, causando desordem no Estado, a câmara paralisada. Mas uma coisa, eu ñ posso negar, a coisa ñ está tão fácil como eles previam. A reação maior tinha que ter sido várias antes da votação do Senado. Ter interrompido aquela votação na madrugada.

      Responder

Fred Parente

18 de maio de 2016 às 07h53

So tem sentido se for eleições GERAIS PARA TODOS OS CARGOS DESDE VEREADOR ATÉ PRESIDENTE e SEM financiamento PRIVADO,

Responder

    Thila Rocha

    18 de maio de 2016 às 08h56

    E sem voto de legenda.Assim os sem votos não passarão.

    Responder

      Raimundo Nonato de Castro

      18 de maio de 2016 às 10h38

      Concordo sim

      Responder

      Dimas Trindade

      18 de maio de 2016 às 12h47

      Como assim sem voto de legenda. Se for por aí, seria admitir só candidaturas avulsas. O que é isso?

      Responder

    Raimundo Nonato de Castro

    18 de maio de 2016 às 10h38

    Concordo

    Responder

Antonio Serrão

18 de maio de 2016 às 06h45

Só de presidente e com as mesmas regrinhas eleitorais viciadas?

Piada!

Eleição geral mudando tudo, sim. Porque não uma assembléia nacional?

Redução de parlamentares inclusive nos municípios; reduz mandato de senador para 4 anos também…etc.

Nosso congresso custa 10 bi por ano. Nosso legislativo municipal (em todo o país) custam mais 10 bi! E pagamos essa festa para manter as oligarquias seculares….filhos, netos, descendantes….vem lá de Tomé de Souza.

Responder

    Maat

    19 de maio de 2016 às 02h57

    O Lupi do PDT já disse, que qlq presidente, c esse Congresso terá que barganhar, se quiser governar. Esse sistema político q mudar.

    Responder

Eisenheim

18 de maio de 2016 às 04h09

Novas eleições um cacete! Esses golpistas fizeram a cama. Então que deitem nela. Já estão jogando a toalha?

Dilma fica! Esse conversa que a presidenta não tem condições de governar é síndrome de mau perdedor.

Vamos derrubar esses canalhas. E degredá-los para a p* que os pariu (aka EE UU).

Responder

Richard Zimmermann

18 de maio de 2016 às 01h47

Li direito??? -> “e Cristovam Buarque (PPS-DF) são alguns dos parlamentares que compõem esse grupo e defendem que o impeachment não é a solução. Para eles, um governo só pode ter credibilidade se foi vitorioso nas urnas.

É piada?

Responder

    Thila Rocha

    18 de maio de 2016 às 08h58

    Hoje tudo mas tudo mesmo no Brasil é piada.

    Responder

YorkshireTea

18 de maio de 2016 às 00h59

Nem a pau! A Dilma tem de voltar e completar o mandato. Eleições presidenciais só em 2018!!! Qualquer outra coisa é GOLPE!

Responder

    Selma Campos

    18 de maio de 2016 às 02h18

    Apoiado!!!!
    Então, temos que votar em massa nessa pesquisa e inviabilizar novas eleições.

    Responder

    Alexandre Abreu

    18 de maio de 2016 às 14h25

    O problema é justamente ela conseguir voltar… Acha que ela ganha no Senado? No STF? Não se iluda…

    Responder

      Maat

      19 de maio de 2016 às 03h00

      Tenho essa preocupação tbm, pois eles perderam a vergonha, é tudo escancarado, ñ sei se essa tática de esperar eles mostrarem suas canalhices se dará resultado.

      Responder

Rachel

18 de maio de 2016 às 00h36

Eleições legitimariam os golpistas. Eleição presidencial só no fim do mandato da presidente Dilma. E não se iludam o candidato da direita deve ser no mínimo o Moro. Lula eles não vão deixar.

Responder

    Alexandre Abreu

    18 de maio de 2016 às 14h26

    O problema é justamente ela conseguir voltar… Acha que ela ganha no Senado? No STF? Não se iluda… Não tem chance.

    Responder

      Rachel

      20 de maio de 2016 às 13h58

      Não sei. E se voltar não se se consegue governar. Mas penso que o importante é não aceitar o golpe. Então os usurpadores façam o que fizerem serão ilegítimos até a eleição de 2018;

      Responder

Fabiana

17 de maio de 2016 às 22h57

Compartilhando o que andei lendo por aí:

Protestos são importantíssimos, mas já chegou a hora de parar, agora é hora de paralisar. Está na hora de causar impacto no bolso dos patrocinadores dos golpistas.
É preciso sufocar este golpe antes que ele sufoque a população. Já.

Responder

    Rachel

    18 de maio de 2016 às 00h36

    #invadeeocupa . Parte então para a ação….

    Responder

Deixe uma resposta