Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Ex-presidente do PSDB-MG é preso por corrupção; na sessão do impeachment na Câmara, ele foi homenageado em um dos votos

Por Miguel do Rosário

30 de maio de 2016 : 14h09

Charge: Diego Novaes

Operação da PF prende ex-presidente do PSDB em Minas

No Yahoo

A Polícia Federal e o Ministério Público de Minas Gerais deflagraram na manhã desta segunda-feira (30) uma série de prisões e apreensões na cidade de Belo Horizonte (MG), em parceria com a Polícia Militar e o batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam).

Segundo o portal O Tempo, entre os seis detidos pela PF está o ex-deputado federal Nárcio Rodrigues (PSDB), ex-presidente do PSDB no estado e ex-secretário de Estado de Antônio Anastasia. Ele também foi um dos coordenadores da campanha do tucano ao governo de Minas.

Nárcio foi conduzido ao prédio da Promotoria de Combate ao Crime Organizado do MP-MG, onde foi ouvido pelos investigadores nesta manhã.

De acordo com a publicação, a assessoria de imprensa do MP confirmou a operação, mas ainda não divulgou o nome dos detidos. A Polícia Federal, por sua vez, não se manifestou.

O deputado preso foi presidente do PSDB de Minas Gerais em três oportunidades (2004/2006, 2006/2007 e também 2009/2011) e candidatou-se pela última vez em 2010, quando se elegeu deputado federal. Atualmente senador, Anastasia é relator do impeachment de Dilma Rousseff no Senado.

******************************************************************************************

O jornal O Estado de Minas complementa as informações:

(…) a operação desta segunda-feira investiga desvios de recursos na construção do complexo batizado de Hidroex, instalado em Frutal. As autoridades não confirmam o valor do dinheiro que teria sido desviado. Policiais militares estiveram nesta segunda-feira na sede da Secretaria de Ciência e Tecnologia, na Cidade Administrativa, no Bairro Serra Verde, em Venda Nova. Os policiais tinham mandados de busca e apreensão no escritório da Hidroex mantido na sede da secretaria.

No fim de abril, uma auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE) concluiu que houve um dano de R$ 18 milhões aos cofres públicos na obra do Hidroex. Foi analisada uma mostra de R$ 37,7 milhões do projeto, que equivale a 16% do total.

A Fundação Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Água (Hidroex) foi criada na gestão do então secretário de Ciência e Tecnologia Nárcio Rodrigues, em 2007. Para as obras iniciadas em março de 2012 foram licitadas empreiteiras ao custo de R$ 200 milhões. Até hoje o conjunto de prédios está inconcluso. As obras foram paralisadas em setembro de 2014 e retomadas há dois meses.

(…)

******************************************************************************************

P.S.: No fatídico dia 17 de abril, durante a votação do processo de impeachment da presidenta Dilma na Câmara, o deputado Caio Nárcio, filho de Nárcio Rodrigues, proferiu seu voto da seguinte forma: Por um Brasil aonde (sic) meu pai e meu avô diziam que decência e honestidade não era possibilidade, era obrigação. Por um Brasil aonde (sic) os brasileiros tenham decência e honestidade”.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jandui Tupinambás

31 de maio de 2016 às 08h53

O que precisa de ser dito, repetido e dito novamente por Glesi, Lindenberg e demais senadores que não tem medo da Lava-Jato:

uma das empresas beneficiadas com o super-faturamento é a CWP – empresa de parentes de Anastasia. Sim, este mesmo: o relator que defende que uma presidenta que pediu emprestado dinheiro do banco do brasil e já pagou deva ser afastada.

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2016/04/auditoria-aponta-irregularidades-em-obra-de-mg-no-governo-anastasia.html

Responder

JOHN J.

30 de maio de 2016 às 23h12

Um a um, todos bandidos da QUADRILHA TUCANALHA do FHC, e da QUADRILHA GOLPISTA do Michel Temer, estão caindo vítimados por suas próprias corrupções e canalhices.

Responder

gilberto

30 de maio de 2016 às 17h00

Bem bolada a charge do Diego Novaes, parabéns!

Responder

Beth Andrade

30 de maio de 2016 às 15h02

#ForaTemer #VazaTirano #VoltaDilma #VoltaQuerida #FimSTF #FimPolíticoProfissional

#OcupaTudo #TemLuta #FimDaGlobo #CadêMeuVoto? #VotarPorque? #SemEleições

#PRISÃOPARAJUCÁ #FORATEMER #CONTRAOAJUSTEFISCAL #DefendDemocracyinBrazil

Responder

    Alexandre Moreira

    30 de maio de 2016 às 15h28

    #DelendaAecio

    #MorreAnastasia

    Responder

Deixe um comentário