Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

A liquefação do governo Temer: terceira semana, terceiro ministro a cair

Por Miguel do Rosário

04 de junho de 2016 : 09h18

E cai por comportamento totalmente incompatível com o cargo!

Michel Temer está seguindo a teoria de Ali Kamel e “testando hipóteses”?

***

CAI O TERCEIRO MINISTRO DE TEMER: OSÓRIO, DA AGU

Demissão de Fábio Medina Osório, nomeado para a Advocacia-Geral da União, foi anunciada neste sábado pelo jornalista Jorge Bastos Moreno, colunista do Globo e porta-voz informal do governo provisório de Michel Temer; são dois os motivos: (1) na base área de Brasília, ele tentou dar uma carteirada para conseguir um jato da Força Aérea Brasileira para viajar a Curitiba; (2) o governo o responsabiliza pela lambança ocorrida na EBC, com a demissão ilegal do presidente Ricardo Melo e a nomeação também ilegal do jornalista Laerte Rimoli, que iniciou um desmonte na empresa, interrompido por decisão do ministro Dias Toffoli; além disso, Osório também se indispôs com a advocacia ao abrir sindicância contra o antecessor José Eduardo Cardozo; com sua degola, ele se soma ao senador Romero Jucá (PMDB-RR) e a Fabiano Silveira, demitidos do Planejamento e da Transparência.

4 DE JUNHO DE 2016 ÀS 07:55

247 – Mantendo a média de um demitido por semana, o governo provisório de Michel Temer perde, neste sábado, seu terceiro ministro, que se soma aos já degolados Romero Jucá (PMDB-RR), do Planejamneto, e Fabiano Silveira, da Transparência.

Trata-se de Fábio Medina Osório, nomeado para a Advocacia-Geral da União, e cuja demissão foi anunciada neste sábado pelo jornalista Jorge Bastos Moreno, colunista do Globo e porta-voz informal do governo provisório de Michel Temer.

São dois os motivos: (1) na base área de Brasília, ele tentou dar uma carteirada para conseguir um jato da Força Aérea Brasileira para viajar a Curitiba num jatinho da FAB; (2) o governo o responsabiliza pela lambança ocorrida na EBC, com a demissão ilegal do presidente Ricardo Melo e a nomeação também ilegal do jornalista Laerte Rimoli, que iniciou um desmonte na empresa, interrompido por decisão do ministro Dias Toffoli.

Além disso, Osório também se indispôs com a advocacia ao abrir sindicância contra o antecessor José Eduardo Cardozo; com sua degola, ele se soma ao senador Romero Jucá (PMDB-RR) e a Fabiano Silveira, demitidos do Planejamento e da Transparência.

Leia, abaixo, a nota de Moreno:

Queda a jato

Há ministros caindo por causa da Lava-Jato. Mas tem um que deverá cair nas próximas horas por causa de um jato. Isto mesmo: um jato.

Trata-se de Fábio Osório, advogado-geral da União, que provocou um fuzuê ao tentar embarcar esta semana para Curitiba, na Base Aérea. Negado o pedido, Osório deu uma carteirada nos oficiais da Aeronáutica, dizendo ter status de ministro de Estado.

A confusão chegou ao gabinete do presidente.

Para complicar ainda mais a situação de Osório, Temer descobriu que Tóffoli só revogou a decisão de demitir o presidente da EBC nomeado por Dilma porque o advogado-geral da União, que deveria fazer a defesa do governo, estava nessa fatídica viagem a Curitiba.

Agora, até o padrinho do advogado, o ministro Eliseu Padilha está pedindo sua cabeça ao presidente.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Veira

05 de junho de 2016 às 16h53

Entre cair mais um “pseudoministro” e deixar rolar, vai ser mais lucrativo deixar rolar. Por enquanto, acho que esse nao cai.

Responder

Janeto Bobo

04 de junho de 2016 às 23h12

É rotativide dos ratos. Trista saber que o Tofolino poderia aprovar a manobra golpista na EBC se esse prócer tivesse dado as caras naquele supremo.

Responder

João Luiz Brandão Costa

04 de junho de 2016 às 18h46

É quase São João. O espírito Junino invade minh’alma. Cantigas de roda, há que se as cantar.
Fá-lo-ei, (é também tempo de mesóclises) com a devida vênia e perdão do Bardo-mor das arcadas…

Cai, cai, bobão/ (bis)
de tanta confusão/
Temer aqui, Temer cá, Temer lá/
ninguém vai te segurar.

Cai a chuva no telhado/
cai ministro pelo chão/
teu governo tá cagado/
não tem mais é solução.

Responder

Alvaro M Cunha

04 de junho de 2016 às 12h27

Demitido poderá ir novamente fazer a defesa do “impichim” na Comissão; sendo Ministro ficaria difícil,por interesse pessoal. Mas isso vem ao caso?

Responder

Roberto Machado Cassucci

04 de junho de 2016 às 11h31

Sem querer desmerecer, nem faltar com o devido respeito á ¨Residência da Matriarca Progenitora Joana¨…

Responder

Marcia

04 de junho de 2016 às 11h05

Este país virou a casa da mãe Joana.

Responder

Dizian

04 de junho de 2016 às 10h41

Temos que nos organizar para irmos às ruas… A árvore do governo golpista é podre mas não cairá sozinha.

Responder

    Alexandre Moreira

    04 de junho de 2016 às 11h40

    Está marcado, 10/06 dia da virada.

    Responder

      Vanilse Jesus

      04 de junho de 2016 às 11h44

      Falta mais divulgação.

      Responder

        Fatima Carneiro da Silva

        04 de junho de 2016 às 15h28

        é mesmo.

        Responder

Deixe um comentário