Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

As voltas que o mundo dá

Por Miguel do Rosário

22 de junho de 2016 : 21h03

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]
Análise Diária de Conjuntura – 22/06/2016

Eis que o misterioso jatinho no qual voava a ex-candidata à presidência da república, Marina Silva, pertencia ao empresário João Carlos Lyra de Melo e a Eduardo Campos, também ex-candidato, morto em acidente com o mesmo jatinho pouco antes do segundo turno das eleições presidenciais de 2014.[/s2If]

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]

***

Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante: clique aqui ou procure o campo de login na coluna da direita ou no pé do blog).

Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho. Qualquer dúvida, entre em contato com a Thamyres, no assineocafezinho@gmail.com ou +5521967749911 (de preferência por zap, telegram ou torpedo). [/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

Marina Silva já foi acusada por um delator de ter participado de esquemas de caixa 2 nas eleições do mesmo ano.

As acusações de corrupção agora sujam o inteiro espectro político. Não sobra ninguém.

Aconteceu o que se esperava: as conspirações estão implodindo. Mas isso não tem mais tanta importância para os golpistas, porque o golpe já foi dado.

No entanto, teremos agora alguns anos de instabilidade política até que o regime reencontre um equilíbrio entre os poderes.

A solução, porém, tem de vir da democracia, porque é a única maneira de conferir legitimidade a qualquer avanço no combate à corrupção.

O que se viu até o momento foi um desastre: o golpe elevou, em muito, o risco de corrupção, pela simples razão de que foi conduzido por corruptos e promoveu corruptos a cargos importantes.

Aliás, as razões para os terremotos atuais – em especial a batalha entre a Procuradoria Geral da União e o Executivo – residem justamente no sentimento de humilhação do Ministério Público diante dos fatos: dois anos de Lava Jato e o governo que emerge do golpe nomeia sete ministros indiciados… pela Lava Jato.

O novo governo, porém, ainda não se consolidou. Após a votação no Senado que determinará ou não o afastamento definitivo da presidenta, é bem possível que essa guerra de gigantes se acentue: os corruptos do Executivo contra os autoritários da PGR.

Um leitor me pede, contudo, para sair da análise das desgraças já ocorridas e iniciar um debate sobre as perspectivas de saída da crise.

Como sair do buraco em que nos metemos?

Discutiremos saídas para a crise nas próximas análises. O leitor tem razão. O que podemos adiantar hoje é que a saída passa, necessariamente, pela política, no sentido mais nobre do termo.

A saída, portanto, está nas eleições municipais deste ano e de 2018. É preciso que a gente desenvolva técnicas criativas de combate político e eleitoral.

Mais do que nenhuma outra eleição da nossa história, a deste ano precisará ser qualificada politicamente.

Os candidatos da esquerda não precisam necessariamente estarem unidos, em chapas iguais. As eleições legislativas, proporcionais, permitirão o lançamento de várias candidaturas interessantes.

O mais importante é que esses candidatos se qualifiquem para o debate, e que ofereçam um debate qualificado.

A qualidade me parece, este ano, mais importante do que a quantidade. Até porque, se for qualificada, ela poderá se tornar quantidade em 2018.

***

Voltando à análise da conjuntura, temos vivido uma situação interessante. A postura truculenta de Michel Temer, suas orientações fanaticamente ideológicas, adotando políticas econômicas criticadas hoje até mesmo pelo FMI, sua comunicação provinciana (ele consegue ser pior que Dilma), a sua imagem, enfim, horrível, de ditador corrupto de república de banana, está desmoralizando rapidamente a direita brasileira.

Na imprensa internacional, cresce o horror contra Michel Temer e tudo que ele representa de atraso em termos políticos e sociais.

Durante as Olimpíadas, os erros e vícios do governo interino, as falcatruas das artimanhas golpistas, tudo será posto numa lupa pela imprensa mundial, enquanto Dilma Rousseff será vista, cada vez mais, como uma vítima de um golpe dado por bandidos contra uma mulher honesta, elegante e esforçada. [/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paula Lacerda

23 de junho de 2016 às 16h49

FORA DITADURA PROVISÓRIA dos GOLPISTAS CORRUPTOS ENTREGUISTAS !!!
YANKEES GO HOME !!!
Obs:
1) Este é apenas um beijo TÉCNICO, e não de língua …
2) A osMARINA é o plano B dos gringos !!!

Responder

Canhoto

23 de junho de 2016 às 01h31

Não sou careta, homofóbico, direitista, reacionário, ou mesmo moralista, como se conceitua, mas não acho produtivas charges como esta acima. Os jornalistas, blogueiros e demais manifestações, deveriam manter uma certa postura, para evitar reações e rejeições. Não cabem excessos para ser contra. É indescritível o que aconteceu no jornal francês que desencadeou aquela barbárie. Mas carece ser ser tão escrachado? Lembrem se que temos pessoas com mesma opinião mais conservadores e isto afasta os mais antigos. A evolução é necessária, mas os velhos ainda tem poder de influência. As mudanças carecem de tempo pra que todos assimilem e temos muitos cidadãos ainda com ideias caretas, de um e outro lado. Mudança e cultural, não imposta.

Responder

Under_Siege@SAGGIO_2

22 de junho de 2016 às 23h47

Alguém consegue, sendo ASSINANTE, acessar, após o LOGIN, as colunas do Miguel do Rosário completas?
Quando conseguirei ler? Ou minha assinatura expirou e não fui informado – DESAPONTADO com o desinteresse do ditio em resolver esta questao que se arrasta por várias semanas já… :(

Responder

    Carlos Eduardo Vieira

    23 de junho de 2016 às 06h24

    Já mandou e-mail para a Thamyres? Ela quem cuida das assinaturas.
    Qualquer dúvida, mande entre em contato no assineocafezinho@gmail.com ou um zap ou telegram ou torpedo para nosso depto.comercial: +5521967749911. Falar com Thamyres Santana. Abs

    Responder

    Luís Ribeiro

    23 de junho de 2016 às 06h44

    Idem

    Responder

    Maria Thereza G. de Freitas

    23 de junho de 2016 às 08h41

    o meu começou ontem à noite. Também pensei em assinatura expirada, mas se for isso merecemos um aviso, pelo menos. Mandei whats app agora. Vamos ver o que acontece

    Responder

Biana

22 de junho de 2016 às 21h43

Que bagunça !!!

– ator pornô dando conselhos pedagógicos no MEC
– super star da PF preso por favorecer o contra-bando
– ministro da transparência varrido pelos funcionário devido as suas falcatruas
– inelegível na presidência de um país
– deputado fazendo apologia ao crime de estupro e tortura
– deputada, homenageando em votação, marido exemplar preso no dia seguinte
-presidente da Câmara afastado respondendo como réu no STF
– ministro do esporte dono do “helicoca”
-ministro do turismo delatado por propina
-ministro do planejamento delatado por propina
-diretor da TV Câmara demitido por transmitir entrevista do presidente afastado
– ministro da justiça advogado de fação criminosa
– ministro do STF que deu liminar a réu condenado por mais de 40 estupros
– juiz partidarizado
– no estado mais rico o governo estadual é investigado por roubar merenda escolar
– o 2º estado de melhor economia, doa 185 bi em isenções, decreta calamidade, recebe 3 bi e não vai pagar os funcionários, gastará pagando empreiteira
– e ..chega !!!!!

Isso é inadmissível em qualquer país decente .

Responder

    Maria Thereza G. de Freitas

    22 de junho de 2016 às 23h09

    levando

    Responder

    josecarloslima

    23 de junho de 2016 às 05h51

    Uma destruição na base da Doutrina do Choque e Pavor….tudo muito rápido e múltiplas ações de desmonte para deixar a resistencia desnorteada e sem condições de reagir: melhor perguntar o que não está sendo desmontado. Como pode sobreviver um pais que volta e meia está sendo descontinuado, ao contrário de países desenvolvidos, que atravessam séculos com suas políticas e ao inves de golpes aprofundam a democracia.

    Responder

Deixe um comentário