Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

30% dos acusados na Lava Jato viraram delatores mas o dinheiro recuperado corresponde a apenas 3% do impacto negativo que a operação causou na economia em 2015

Por Pedro Breier

20 de julho de 2016 : 10h03

Charge: Kayser

por Pedro Breier, correspondente policial do Cafezinho

O Globo noticia que o número de delações premiadas no âmbito da Lava Jato aumentou quase 40% nos últimos quatro meses. No total são 66 acordos de colaboração premiada, sendo 61 com pessoas físicas e os demais com pessoas jurídicas, 216 pessoas acusadas e 106 condenações.

Temos então que 30% dos acusados na Lava Jato viraram delatores. Todos eles premiados com algum tipo de benefício, como redução da pena e possibilidade de cumprimento em regime domiciliar. Em janeiro a Folha informava que 13 desses delatores tiveram suas penas reduzidas de 283 para 6 anos. Alguns, como Pedro Barusco, Paulo Roberto Costa e Sergio Machado, estão cumprindo a pena em suas residências de luxo, aproveitando a parte do dinheiro que roubaram não devolvida aos cofres públicos.

Fica evidente mais um péssimo efeito colateral da delação premiada: o rompimento do princípio da proporcionalidade da pena. Isto é, pessoas envolvidas no mesmo fato e com o mesmo grau de participação nos crimes são punidas com penas diferentes, uma flagrante injustiça.

É só mais um dos graves problemas que envolvem a delação. Alguns outros: a possibilidade de o réu forjar indícios que se adequem à linha acusatória, inclusive podendo incriminar algum inocente, para obter as vantagens concedidas aos delatores; a diminuição do empenho dos acusadores em produzir provas para embasar as acusações, já que há um mar de delações para justificar quaisquer teorias do MP; a óbvia ausência da voluntariedade – exigida por lei – quando os acusados são submetidos às condições degradantes dos presídios brasileiros até que delatem.

A matéria do Globo informa ainda que o MPF estima que a Lava Jato recuperou R$ 5,3 bilhões desviados dos cofres públicos (muito embora somente R$ 569 milhões tenham sido repatriados até o momento). Segundo o texto “o resultado é animador”. Balela. Consultorias afirmam que a Lava Jato provocou um impacto negativo de  2,5% no PIB de 2015, sendo que a retração total da economia foi de 3,8% no mesmo ano. 2,5% do PIB representam R$ 142,6 bilhões. Comparando esse número com os R$ 5,3 bilhões recuperados pela Lava Jato fica claro porque em nenhum país do mudo se pune empresas envolvidas em corrupção paralisando setores essenciais para a economia nacional.

Pedro Breier

Pedro Breier nasceu no Rio Grande do Sul e hoje vive em São Paulo. É formado em direito e escreve n'O Cafezinho desde 2016, sendo atualmente um dos editores do blog.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

32 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rômulo Gabriel de Sá Rodrigues

20 de fevereiro de 2017 às 17h20

A Polícia Federal afirmou que sem a delação premiada, nunca teriam conseguido desvendar os esquemas de corrupção, já que envolve diversos setores de poder. Se todo procedimento está errado, qual seria a solução?

Responder

CARMEN FUSQUINE

31 de julho de 2016 às 18h23

fora a micharia, Moro e seus meninos ficaram com 10% a 20% de COMISSÃO DO DINHEIRO SUJO

Responder

Tânia

21 de julho de 2016 às 23h44

#SabeDeNadaInocente #OperaçãoLavaJato #PreludioDaSinfoniaDeGrandeDestruição #daSoberaniaNacional #ForaMoroTraidorDaSoberaniaNacional #ForaSerraArticuladorDaVendaDoPréSal #ForaRedeGolpista #ForaTemer #VoltaQuerida

Responder

Comedor de coxinha

21 de julho de 2016 às 09h23

O cara rouba 100 milhões, faz um delação premiada incriminando quem o juiz quer que incrimine e devolve 10 milhões. Um bom negócio desse o cara entrega até a mãe mesmo se não tiver culpa no cartório.

Responder

hb cwb

20 de julho de 2016 às 22h45

Quase a totalidade do dinheiro recuperado foi devolvido pelos caguetas premiados, mas não representa nada do total roubado pelos próprios caguetas, estes dedos duros, com os magníficos acordos de caguetagem que envolverem as pessoas as quais o Moro, equipes e cia estão buscando incriminar (uma caçada insana), ficaram com praticamente todo o dinheiro que roubaram, além de
serem perdoados pela (in) justiça do Moro e cia e poderem desfrutar em liberdade todas as fortunas que lhes restaram dos crimes que cometeram!

Responder

    Octavio Filho

    21 de julho de 2016 às 10h20

    Esta é a cara do PSDB! FHC do PSDB legalizou a corrupção quando “vendeu” as estatais. Desta forma, os seus aliados foram colocados nas diretorias destas empresas privatizadas, garantindo que elas iriam comprar produtos e serviços de pessoas ligadas ao PSDB. Se não levaram propina também com a venda abaixo do valor real da empresa. Moro do PSDB legaliza a lavagem de dinheiro. O delator recebe propina, delata, devolve uma parte e fica bem para o resto da vida com a uma parte que sobrou. Dinheiro lavado!! E de quebra, ele ainda quebra o País!

    Responder

Maria Thereza G. de Freitas

20 de julho de 2016 às 17h52

Até que enfim as contas começam a ser feitas. O estrago que essa operação infindável, com suas milhões de fases é imensurável. Desacreditou as instituições, as próximas investigações, empresas, causou desemprego, e recuperou uma merreca. Se tivesse sido séria, seria um marco na contenção da corrupção.

Responder

Messias Franca de Macedo

20 de julho de 2016 às 12h51

… E falando em crimes hediondos de lesa-pátria…

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

QUEM COMPRA A GLOBO?
E o que a Globo e a Folha venderam?
20/07/2016
https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=TlDrfV4ctWQ

Responder

Pinheiro -

20 de julho de 2016 às 11h13

Eu entendi mal ou este blog preferia a impunidade aos corruptos? Prefiro todos os corruptos pagando pelo erro do que mamando na teta do governo. Não tem cabimento esta matéria. O errado agora é o certo. Vai entender….

Responder

    Ricardo Oliveira

    20 de julho de 2016 às 11h29

    Sim, voce entendeu mal.

    Responder

    Gilmar Antunes Miranda

    20 de julho de 2016 às 12h39

    Não há no texto a defesa de impunidade aos corruptos. Ao contrário, o qe se denuncia é a leniência com qe estão sendo tratados. Os referidos larápios da Petrobras estão praticamente sendo perdoados em vista do quanto locupletaram em suas vultosas quantias recebidas. A meu ver, os investigadores são muito dóceis com estes bandidos, mas com pessoas ligadas ao PT mudam completamente o rigor nas punições, muitas vzs baseadas em simples ilações. É nítido qe a finalidade da lavajato é atingir a reputação do partido e de pessoas ligadas a ele. Qdo as denúncias envolvem gente do PSDB ou do PMDB vinculado ao Temer, aí, como diz o Paulo Henrique Amorim, NÃO VEM AO CASO. Já passou da hora de dizer: A LAVA JATO É UMA VERGONHA!

    Responder

      Gilmar Antunes Miranda

      20 de julho de 2016 às 12h50

      A proposito do qe acabei de escrever, da pra perceber pq tanta leniência com esses corruptos qe os procuradores e o juiz da lavajato tratam a pão de ló: foram em sua maioria nomeados antes do governo Lula, ligados aos golpistas do PMDB e PSDB. Esta é qe é a verdade. Fora golpistas, achacadores do Brasil!

      Responder

      Pinheiro -

      20 de julho de 2016 às 14h13

      Porque os envolvidos CORRUPTOS do PT também não delatam para diminuir a pena. Lembre que se a delação não houver prova e for comprovado mentira posteriormente, o delator se complica ainda mais. Pelo que lembro os indiciados do PT ficam quetinhos, nem se defender defende, FICAM EM SILENCIO. “Quem cala consente “

      Responder

        Gilmar Antunes Miranda

        20 de julho de 2016 às 16h35

        Pinheiro, o qe eu quis dizer foi qe, para os diretores corruptos, o simples fato de delatarem foi suficiente para a redução de suas penas e isto, ao qe parece, sem uma apuração séria. Já os dirigentes petistas estão presos por não delatarem. Ora, se alguém for preso por suposto envolvimento num crime e não tiver a quem delatar este fato por si só não é suficiente para condena-lo, é preciso qe haja outro meio de prova. A alegação é de qe o PT recebeu dinheiro das empreiteiras envolvidas no esquema dé propinas na Petrbs. Todavia, as mesmas empresas doaram tb ao PSDB, PMDB, DEM etc., só políticos petistas foram presos. É nisto qe consiste a operação fraudulenta da lavajato: clara perseguição ao PT. Enquanto isto, contra os políticos daqueles partidos, embora denunciados, nada acontece.

        Responder

    Maria Thereza G. de Freitas

    20 de julho de 2016 às 17h56

    entendeu mal.

    Responder

    Sérgio Silveira

    20 de julho de 2016 às 18h13

    O Obtuso, voce sabe o que é relação custo/benefício?
    !) moro só caça petistas, quem os financiou e bagrinhos de menor expressão
    2) A cúpula toda do PSDB e do PMDB, o medroso moro nem toca e nem chama para inquérito..
    Cunha e familia não nos deixa mentir
    3) Quebrar mega empresas dos ramos que mais empregam em QUALQUER pais, construção civil e petróleo e deixar a economia de um pais afundar, em troca apenas de receber alguns trocados, rapidamente livrar delatores (mentindo ou não!) e deixar os grandes ladrões (cunha, serras, aécios e afins) sem serem importunados é criminoso!
    4) isto tudo sem tocar no crime de Atentado á Segurança Nacional de QUALQUER país que seria a gravação e divulgação de conversa de Presidente da República… Quero ver o moro fazer o que faz nos EUA… Prisão ou até pena de morte! Para não citar o caso exemplar da Turquia. Dilma deve fazer o mesmo: CADEIA para golpistas, de politicos à juizinhos de nenhuma instância
    4) Cunha, aécio e afins mega delatados, soltos e nem são chamados a depor; Lula, nenhuma acusação formal apenas distorções de fatos, é caçado por pedalinhos ou apartamentos que nunca teve..
    E por aí vai. moro é uma desgraça para o país e para o sistema judiciário
    De bom a vaza a jato só tem a intenção… O resto joga no lixo!

    Responder

    cuticuladepeixe

    20 de julho de 2016 às 21h53

    que corrupto pagou o quê? E que vantagem tem prender corruptos que vc coloca o país na miséria?

    Responder

      Rômulo Gabriel de Sá Rodrigues

      20 de fevereiro de 2017 às 17h22

      que vantagem tem em deixa-los roubando?

      Responder

    Rômulo Gabriel de Sá Rodrigues

    20 de fevereiro de 2017 às 17h21

    O texto diz exatamente isso

    Responder

Saul Abbad

20 de julho de 2016 às 11h11

Em qualquer país do mundo se pune empresas que institucionalmente são corruptas!!!! Cite um país democrático e sério que isso não acontece!!!! E qual seria a alternativa? Não punir as empresas que assumiram ROUBO como parte integrante dos seus negócios? Para finalizar, criticar é fácil, dar soluções é sempre mais difícil… Assim fica fácil ser repórter e blogueiro….

Responder

    Ricardo Oliveira

    20 de julho de 2016 às 11h30

    United States of America. Conhece?

    Responder

      Saul Abbad

      20 de julho de 2016 às 12h04

      Cite um caso de empresa que não foi punida. Publique aqui o link para a reportagem ou artigo mostrando a leniência lá. Falar sempre é fácil… ;-)

      Responder

        Ricardo Oliveira

        20 de julho de 2016 às 12h42

        Qual empresa da crise do subprime de 2008, que abalou o mundo todo foi punida? Lehman Brothers? Citybank? Cite uma. Porém algumas pessoas foram punidas. “Too big to fail”, já ouviu falar?

        Responder

          Saul Abbad

          20 de julho de 2016 às 13h13

          Imoralidades e decisões erradas de governo não configuram ilegalidade! Estamos falando de CRIME, ROUBO. E não de legislações que favoreceram essas ocorrências. Fizemos o mesmo no Brasil, se chamou REFIS… E não foi crime, apenas uma imoralidade! Continuo aguardando citar empresas que cometeram CRIME e fizeram acordo de leniência em países sérios.

          Ricardo Oliveira

          20 de julho de 2016 às 14h39

          Parece que terei que desenhar. Sabe a diferença entre Pessoa física e Pessoa jurídica? A pessoa física vai em cana, mas a Pessoa Jurídica continua. Tente por aí…

          Saul Abbad

          20 de julho de 2016 às 15h00

          REFIS é PJ. Acordos de leniência são para PJ. Ainda aguardo informações acordos de leniência em países sérios para empresas que juridicamente cometeram CRIME. Pode desenhar se não conseguir escrever o endereço de sites com essas informações divulgadas.

          Norberto dos Anjos

          20 de julho de 2016 às 18h53

          “Poderia dar alguns exemplos de acordos fechados lá fora?
          Podemos citar a alemã Siemens, a francesa Alstom e a americana Lockheed Martin. O caso mais antigo é o do Lockheed Martin, nos EUA, na década de 70, que foi investigada por prática de corrupção generalizada. Ele chegou a um acordo final e foi punida com uma multa astronômica. Nem por isso ela parou de fornecedor para o Estado americano.”

          http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/negocios/20160115/mesmo-apos-acordos-leniencia-executivos-podem-ser-condenados/334389

          Norberto dos Anjos

          20 de julho de 2016 às 19h03

          Poderia dar alguns exemplos de acordos fechados lá fora?
          Podemos citar a alemã Siemens, a francesa Alstom e a americana Lockheed Martin. O caso mais antigo é o do Lockheed Martin, nos EUA, na década de 70, que foi investigada por prática de corrupção generalizada. Ele chegou a um acordo final e foi punida com uma multa astronômica. Nem por isso ela parou de fornecedor para o Estado americano.

          http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/negocios/20160115/mesmo-apos-acordos-leniencia-executivos-podem-ser-condenados/334389

          João Luiz Brandão Costa

          20 de julho de 2016 às 18h56

          Volkswagen. Mentiu sobre as especificações de filtragem de poluentes, afetando milhares de carros em diversos países. Foi estabelecida multa. Pagou. Mudaram o Presidente, que vai responder perante a justiça e parte das diretoria. Simples assim. Os alemães não são doidos de acabar com uma empresa como a Volks. Não têm a sanha assassina desses Procuradores midiáticos sedentos de holofotes. E nem a natureza masoquista autodestrutiva que assola essa classe de iluminados. No fundo um bando de complexados de vira-latas. Quer mais? Crédit Lyonnais. Arcelor Mittal, Alsthon. Por ações aqui, na África e Oriente Médio. Todas enquadradas e se resolvendo junto às autoridades. Nenhuma, destroçada, esmagada. Com entraves que possam atingir suas capacidades técnicas e produtividade.
          Porquê ninguém é burro.

          Saul Abbad

          21 de julho de 2016 às 13h15

          E explica (pode desenhar se quiser) o que isso é diferente do que está acontecendo aqui? Está faltando pagar a multa astronômica e alterar as práticas para que possa novamente ser contratada pelo governo (como aconteceu lá fora). Agora, perdoar, fazer um “acordão” e voltar a negociar com o governo, não né! Que ingenuidade…

Jose Junior Santos

20 de julho de 2016 às 11h45

Eu sou muito lento mesmo! Só agora entendi que Lava Jato é um novo método de lavar dinheiro. (a jato).

Responder

Deixe um comentário