Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

PEC 241: as mentiras que os homens contam – clipping analítico da grande imprensa

Por Eder Casagrande

10 de outubro de 2016 : 14h00

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]

Estômago de Aço – Clipping analítico da grande imprensa

Por Eder Casagrande, analista de mídia do Cafezinho

Boa tarde.

A grande imprensa está agitada com a votação da PEC 241 – que limita os gastos públicos, em pauta na Câmara. O plenário da Câmara, por maioria esmagadora, já decidiu que não haverá intervalo de duas sessões, ou seja, a PEC deverá ser aprovada hoje em primeiro turno.

Esta notícia é lamentável. É espantoso perceber o quanto boa parte da população não é capaz de discernir a mentira que o governo lhe conta sobre as implicações de limitar os gastos públicos. Aparentemente, segundo o que acredita uma grande parcela de brasileiros, as coisas vão melhorar a partir das medidas propostas pelo governo Temer.

Muito triste!

Até amanhã.

[/s2If]

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (no alto à direita). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho.[/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

  • Fantástico

Furacão Mathew deixa população haitiana desolada

A reportagem da Globo foi a primeira emissora de TV a chegar em Porto Salud, cidade turística por onde entrou o olho do furacão.

Matéria de 6 minutos mostrou a destruição ocorrida no local e a população tentando reconstruir suas vidas e cidade.

Aproximadamente 900 pessoas morreram.

Nós do Cafezinho prestamos reverência e sinceros sentimentos à população haitiana.

PEC 241 discutida em jantar

Era de conhecimento público o jantar que o presidente Temer fez ontem (09) a deputados e ministros com a intenção de garantir apoio à aprovação da PEC 241 que limita gastos públicos.

De Brasília, a repórter da Globo ressaltou que governo já teria aproximadamente 360 deputados para aprovação da proposta, número bem maior do que os 308 necessários, mas que a votação de hoje servirá como medidor da força política do presidente diante dos parlamentares.

Se aprovada hoje a noite, como previsto, a PEC 241 deixará boa parte da população brasileira sem acesso de qualidade à saúde e educação.

Desembargador supostamente vendia sentenças na justiça cearense

Matéria detalhou esquema de venda de sentenças feita por desembargadores e advogados a traficantes.

Em média eram cobrados R$ 150 mil por habeas corpus.

Mensagens de whats app entre os envolvidos foram usadas como referência na reportagem.

Parece-me que o poder judiciário pode ser mais parcial do que imagina-se. #ficaadica

Orquestra Sinfônica Brasileira está com dificuldades financeiras

No palco com os músicos, a repórter expôs o momento adverso que a orquestra enfrenta. Os repasses de verba dos patrocinadores diminuíram pela metade, e até o plano de saúde dos músicos está com pagamentos atrasados.

Matéria fez um pequeno retrospecto da OSB, com imagens do arquivo da Globo. Ressaltou sua importância histórico-cultural.

Atribui-se à crise o momento tenso por qual passa a orquestra.

Será?!

Eleições norte americanas

Hillary e Trump não se cumprimentaram com aperto de mão no início do debate.

Hillary disse que nunca concordou com as ideias do partido republicano, mas que Trump passa dos limites e nunca poderia governar os EUA. Também reforçou a acusação contra seu oponente baseando-se no vídeo vazado na última semana, em que ele aparece dizendo que poderia fazer qualquer o que quisesse com uma mulher por ser celebridade.

Trump rebateu dizendo que Bill Clinton estuprou mulheres, e que vai mandar prender Hillary caso seja eleito.

SUS: políticos furavam fila em benefício aos seus eleitores

Matéria enorme, mais de 13 minutos.

Reportagem investigativa, com uso de câmera escondida e repórter infiltrada.

Revelou um esquema de marcação de consulta pelo SUS numa central clandestina dentro da prefeitura de Caldas Novas – GO, e demais situações, como detalha a matéria.

Questiono: até que ponto essa matéria está comprometida com o usuário do SUS? Ao mostrar a insuficiência do sistema de saúde público brasileiro, não se está querendo convencer à população, ainda que falando ao inconsciente dela, de que a privatização é a melhor saída?

  • Folha de São Paulo

PEC 241 goela abaixo

A pauta mais indigesta do governo Temer até agora é a PEC 241, que limita os gastos públicos. Ontem (09), em jantar no Palácio da Alvorada, em Brasília, Temer contou com a presença de 245 congressistas, que lhe ouviram cobrá-los a aprovarem a proposta, quase em tom de ameaça.

O desejo do governo é aprovar ainda hoje, no mais tardar amanhã (11).

A obstinação em limitar os gastos públicos, vitimando boa parte da população, deixa bem claro o caráter desse (des) governo.

  • Estadão

Aprovação da PEC 241 é dada como certa pelo governo

Matéria contém a entrevista do presidente à radio Estadão.

Destaco fala de Temer que considero sintetizar as motivações governistas:”Não pensamos em plano B, apenas no plano A. Vamos esperar o que vai acontecer na votação, mas é perfeitamente possível aprová-la”.

A exoneração de dois ministros, visando aglutinar votos favoráveis, também é apresentada no texto.

Não há outra palavra que melhor defina o momento político na perspectiva do trabalhador: GOLPE!

  • Blog do Camarotti – G1

Conteúdo contemplado pela Folha e Estadão.

  • Blog do Noblat – O Globo

Crivella vencerá Freixo

Freixo sabe que não ganhará eleição para prefeito no Rio, mas sabidamente mantém sua força política com vistas nas eleições para governador em 2018.

Esse é o argumento sustentado pelo jornalista.

Eu não tenho tanta certeza como ele, acredito que as eleições no Rio estão indefinidas e que Freixo pode sim vencer.

  • Blog Reinaldo Azevedo – Veja

Cala a boca Haddad!

Azevedo classificou de vexatório o ato ocorrido neste domingo, onde o prefeito Haddad foi homenageado, numa espécie de ‘muito obrigado por sua gestão”.

O jornalista inverteu a lógica política dizendo que quem ‘perversamente privatizou’ a cidade, advogando em favor de Doria, foi o PT do prefeito. Citou a abertura da paulista aos domingos como exemplo.

Em suma: mesmo antes de assumir à prefeitura, João Doria já conta com o apoio da mídia conservadora, como é o caso deste blog.

Honestamente é difícil respeitar quem seja entusiasta de privatizações, seja “jornalista” da Veja ou “gestor-não-político”!

  • Blog O Antagonista

A votação da PEC 241 é destaque nas publicações de hoje. Como se há de supor, o blog é absolutamente favorável à aprovação da proposta.

 

Para sugestões, críticas, elogios ou um “oi”- redacaoestomago@gmail.com

[/s2If]

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fernando

11 de outubro de 2016 às 01h09

A que situação chegamos!!! Após anos e anos sob má administração do dinheiro público e bilhões roubados através de um escândalo após o outro, o país eternamente tido como o país do futuro, está a um passo da falência.

Hoje estamos com o maior histórico de despesa pública, com 20% do PIB. Queremos que continue crescendo ou quer que diminua ou estabilize? O país está à beira de uma crise fiscal. Se o governo não consegue aumentar a receita para pagar os juros de sua dívida nem cortar gastos, ele precisa pressionar o Banco Central a imprimir mais dinheiro – e a inflação sobe. Fato é que o ajuste fiscal é inevitável. Ou esse ajuste ocorre via inflação, ou com ajuste abrupto cortando várias despesas de imediato, ou ainda com o ajuste gradual, que é caso da PEC.

A PEC 241 visa sobretudo a busca por uma maior eficiência dos gastos. O Estado Brasileiro gasta muito e mal. Deve-se buscar eficiência. Quer contratar mais servidores? Vai ter de tirra de outro lugar. Quer comprar um carro? Reduz outros gastos. A PEC dá uma saída gradual para a atual situação do país, como fizeram economias fortes como Holanda, Noruega e Canadá. No entanto, pondera, lá tem um prazo de três ou quatro anos e é discutido nos ciclos eleitorais, promovendo debates frequentes sobre as contas públicas. Esse é um dos pontos que discordo da PEC. O prazo de 20 anos, podendo ser revisto daqui a 10 anos, é longo. Deve ser revisto em menor tempo.

Todas as áreas tem um teto e, saúde e educação, tem um piso, um mínimo. Quer gastar mais com isso? Basta gastar menos com outros. Saúde e educação receberam um tratamento especial, com o teto valendo a partir de 2018. Isso daria uma “folga inicial” na aplicação da regra. Mesmo se o dinheiro for insuficiente em algum ponto, os valores podem ser retirados de outros setores para cobrir essas necessidades.

Mais do que colocar as contas em ordem, o objetivo da PEC, é reconquistar a confiança dos investidores. O teto é uma referência de inovação e é aplicado em países como Holanda, Finlândia e Suécia. No entanto, pondera, lá tem um prazo de três ou quatro anos e é discutido nos ciclos eleitorais, promovendo debates frequentes sobre as contas públicas.

Responder

Alexandre Abreu

10 de outubro de 2016 às 16h30

Olhem o que o Silvio Costa fez!!!!!!!
http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/259680/Oposicionista-Silvio-Costa-declara-apoio-à-PEC-241.htm

Responder

RosLucc

10 de outubro de 2016 às 15h02

Ditadura financiada por fora, não é? Olha só, nem essas empresas na Holanda, nem nos EUA podem ficar financiando mudanças das Leis no Brasil, isso é indecente, em todos os níveis. Não há soberania nacional com isso. A Holanda não pode mandar mais no Brasil que o povo brasileiro, é o cúmulo da imoralidade, um paiseco que cresceu roubando as suas próprias colônias mandando no gigantão. Não vem nada de bom por aí. Isso tem que ser feito de forma correta, pensada, discutida e não correndo para ganhar propina, não na marra. Tem que pegar tudo de volta, para dar resposta. Pena que o povo seja tão babaca que não consiga ver um palmo à frente do rosto, fica brincando de gincana de quem já ganhou e não vê a realidade. Eu não me preocupo em ser esquerda ou direita, desde que seja coisa bem feita. Aqui é um dos poucos lugares onde se pode escrever isso, em todo canto tem aquelas mensagens pagas por empresas que atuam com o dinheiro do contribuinte ou um bando de fanáticos com medo de União Soviética, bando de alienados, precisando de psiquiatra ou um banco de escola. São todos corruptos querendo dar uma de santos. Muitas vezes não é o que se faz, mas como se faz, esse tipo de privatização foi feito de forma irregular, é só provar a rede de influências, lobbies e propinas. Tem que ter CPI. Cuidado que pode não haver eleições em 2018. Já fizeram muita coisa, não vão soltar a coisa fácil não, para voltar a ser Democracia. Ou para devolver a Petrobras para o povo. Justificar corrupção para vender… Então sempre vai ter corrupção, é bom para eles. Eles têm a obrigação de consertar o que fizeram, pois prejudicaram o povo, e todos eles, desde décadas atrás. Se tiver eleições, só vai se candidatar quem eles querem, quem o poder hegemônico do mundo permitir, resultado de eleição vai ser como eles querem. Fazem coisas erradas e apontam para os outros. Dão uma de santos e assim conseguem fazer mal. Não é mais democracia e o mundo está adorando, pois terá o lucro que sempre quis, à custa de mais pobreza do Brasil. É tudo uma grande hipocrisia. Estes todos envolvidos são corruptos, tem que derrubar o que estão fazendo, nem que seja para começar de novo. Um dia vão derrubar, pois não foi feito de modo correto, é uma coisa bizarra atrás da outra, pode demorar 20 anos ou mais, mas vai acontecer.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?