Cafezinho 5 minutos: o conceito de autocrítica

Estardalhaço da PF se deu com apenas 1 teste em 2 anos de investigação

Por Miguel do Rosário

20 de março de 2017 : 21h40

Cada vez fica mais evidente que a operação Carne Fraca foi a maior barriga da história da Polícia Federal.

Um ministro desse governo estimou que o prejuízo, em termos de emprego, poderá ser ainda pior que o causado pela Lava Jato.

O pior é ver o povo falando em “carne podre”, “papelão”, mesmo depois de todas essas acusações terem sido desmentidas.

Agora, a grande mídia vai fingir que não tem culpa.

Tem sim.

É a principal culpada. Foi ela que, em nome do golpe, deu holofotes para a PF, e não é de hoje, brincar de destruir empresas e derrubar governos, de maneira leviana, inconsequente e, sobretudo, incompetente.

***

Do R7

Nos dois anos de investigação da Operação Carne Fraca, deflagrada na última sexta-feira (17), a Polícia Federal periciou amostra de alimentos produzidos por frigoríficos em apenas um caso. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, só produtos da Peccin Agro Industrial, responsável pela marca Italli, foram para testes em laboratórios.

(…)

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

94 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sidnei Justino

22 de março de 2017 às 15h41

Eu colocaria o delegado Mosca de Padaria e seus trapalhões, o chefe deles, o Romário, os promotores e o juiz federal que autorizou as invasões e coerções baseadas nessas investigações furadas numa das áreas de fronteira para correr atrás de traficantes dos cartéis da Colômbia. Esses FDP midiáticos estão conseguindo desmoralizar a instituição desde o início da Lava Jato. Agora, as trapalhadas da tal Carne Fraca têm o significado de uma cereja colocada em cima de um monte fezes!!!

Responder

Arlete Nieviadomski

21 de março de 2017 às 21h29

Toni deve estar “adorando” pousar de garoto propaganda nessa nova exposição da Friboi. Quem mandou pousar na primeira! Quenta!!! Nessa não deve ter dividendos.

Responder

Lúcia Rangel

21 de março de 2017 às 16h22

Será que a Polícia Federal chega a esse ponto de incompetência e irresponsabilidade? Não, eu não posso acreditar nisso. Deve haver uma outra explicação para essa operação.
Má fé? Síndrome do pequeno poder? Disputa interna pelo poder dentro da Polícia? Grandes interesses econômicos de outros países? Tem que haver uma explicação mais plausível para tamanho despropósito cometido por uma entidade teoricamente séria!
Onde está o Ministro da Justiça? Ele é o responsável pelo trabalho da Polícia Federal. Ou ele não sabia de nada? Se as investigações estão acontecendo há dois anos… Que governo é esse?
A grande mídia, não vai se explicar? Ela não vem respaldando todas as ações da PF há vários anos, mesmo quando há relevantes indícios para dúvidas?
E Toni Ramos, Fátima Bernardes, “nada a declarar”? Afinal, de que lado estão?
Gente, eu estou perplexa!!!

Responder

Beatriz Tedesco

21 de março de 2017 às 18h13

NOTA APCF – OPERAÇÃO CARNE FRACA

Sobre os últimos acontecimentos, relacionados à “Operação Carne Fraca” e seus desdobramentos, a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF) esclarece que:

1. Reconhece o valor da “Operação Carne Fraca” como mais uma das inúmeras ações de combate à corrupção por parte da Polícia Federal, mas lamenta profundamente que a participação dos especialistas da corporação em análise de fraudes alimentares não tenha sido devidamente empregada durante a condução das investigações. A abordagem quase exclusiva de provas contingenciais deu aos responsáveis pelo comando da operação a equivocada impressão de que tudo poderia ser concluído de imediato e sem qualquer dúvida, apenas com aquilo que se chama circunstancial. Contudo, por sua repercussão e polêmica, a “operação Carne Fraca” tornou-se uma clara demonstração de como o conhecimento técnico e o saber científico, em todas as etapas da investigação, não podem ser deixados de lado em favorecimento dos aspectos subjetivos da investigação criminal. A atuação adequada dos Peritos Criminais Federais nas demais etapas do procedimento investigatório, e não apenas no seu início e na sua deflagração, teria propiciado a correta interpretação dos dados técnicos em apuração, assim como a definição dos procedimentos técnico-científicos necessários para a materialização de crimes de fraude alimentar eventualmente cometidos pelas indústrias sob suspeição. Além disso, sem sombra de dúvida, teria poupado o país de tão graves prejuízos comerciais e econômicos.

2. Importa destacar, ademais, que a Polícia Federal conta atualmente com 27 Peritos Criminais Federais com formação em Medicina Veterinária, muitos dos quais com vasta experiência profissional na área de fiscalização e de análise sanitária; além de dezenas de outros especialistas nas áreas de Química, Farmácia/Bioquímica, Medicina, Agronomia e Biologia; todos aptos a compor equipes multidisciplinares de investigação técnico-científica de fraudes alimentares em investigações policiais e processos criminais na esfera federal, a exemplo do que já ocorreu com as operações “Ouro Branco” (sobre fraude em leite, deflagrada em 2007) e “Vaca Atolada” (sobre fraude em carnes, desencadeada em 2012), e assim como ocorre na própria “Operação Lava Jato”, sustentada por mais de 1.000 Laudos Periciais em diversas áreas do conhecimento, como engenharia, informática e contabilidade. Em todos os casos descritos, esses inúmeros Laudos Periciais Oficiais embasaram solidamente decisões e mandados judiciais, denúncias no Ministério Público Federal e outras medidas jurídico-penais.

3. Diante do exposto, a APCF tem o dever de esclarecer publicamente que as afirmações relativas ao dano agudo à saúde pública, divulgadas por ocasião da deflagração da “Operação Carne Fraca”, não se encontram lastreadas pelo trabalho científico dos Peritos Criminais da Polícia Federal, sendo que apenas um Laudo Pericial da Corporação, hábil a avaliar tal risco, foi demandado durante os trabalhos de investigação, sem que se chegasse, no entanto, a essa conclusão.

4. Por fim, vale ressaltar que à atuação da Perícia Criminal Federal deve ser garantida a devida autonomia técnica, científica e funcional, assegurada pelo ordenamento jurídico brasileiro. Trata-se de uma importante conquista democrática de nosso país. Assim sendo, a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais garante à sociedade brasileira que os Peritos Criminais Federais permanecem de prontidão para atuar de maneira isenta, técnica e desvencilhada de eventuais excessos acusatórios, utilizando o conhecimento científico, de forma imparcial, para a promoção da Justiça e tendo a certeza de que a maior valorização do método científico será o correto caminho para o combate às diversas formas de crimes e suas decorrências.

Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais – APCF

Responder

    claudia Cristina bastos

    22 de março de 2017 às 12h10

    Tá. se estão a disposição para realizar seu trabalho da forma técnica que tem de ser. Exatamente porque não o fizeram na operação carne fraca? Detalhe a ser visto. Ou vocês fizeram seu trabalho corretamente e acertaram o coração dos incautos e os mesmos vão ser punidos, ou, acertaram no que não viram, não deu para esconder, o governo atual é parceiro destes trastes e esta os obrigando a camuflar as provas. Mas ainda a questão da interversão internacional, frigoríficos estrangeiros querendo o mercado de carne nacional e seus clientes pelo mundo. Neste caso vocês form usados e não percebera. Qual é a verdadeira situação?

    Responder

Karoline Magalhães

21 de março de 2017 às 17h37

A PF é uma piada nacional!!! Cadê os testes???? Cadê as provas???

Responder

Ismael Luiz de Campos

21 de março de 2017 às 17h26

POLÍCIA FEDERAL SEMPRE FAZENDO MERDA

Responder

Lâmpada

21 de março de 2017 às 12h37

O empresário brasileiro É MUITO BURRO !!!
ELES SE ALIARAM AO SETOR FINANCEIRO NO GOLPE, SÓ QUE O SETOR PRODUTIVO EM UMA CRISE CRIADA PELOS CAPACHOS DO CAPITAL ESTRANGEIRO ESQUECERAM DE FALAR PARA OS EMPRESÁRIOS BRASILEIROS QUE QUEM SÃO O LADO FRACO DA HISTÓRIA GOLPISTA !!!!

Responder

Cacilda Galiotto

21 de março de 2017 às 14h56

Se há inverdades da PF nesse caso, é preciso rever tos os casos onde ela está metida, começando pelos juízes!

Responder

Cleiton do Prado Pereira

21 de março de 2017 às 11h09

Depois do assassinato de reputação, praticado pela grande mídia, eles tentam, embelezar o defunto, tapando alguns buracos das balas calibre .50, usada no assassinato. É como a funerária trabalha os defuntos para o velório.
O JN de ontem foi quase todo tomado, pela “maquiagem do defunto”.

Responder

Carrapa-VK

21 de março de 2017 às 08h43

Todo o respeito internacional construido pelo PT, está sendo destruido pelos golpistas.

Responder

Jonathan Thomsen

21 de março de 2017 às 11h34

Renan Bicudo Ferrari

Responder

André

21 de março de 2017 às 08h03

Essa Polícia Federal virou a casa da Maria Joana! Uma fogueira de vaidades aliada à total falta de ética, pois misturam interesses políticos para favorecer aqueles que alguns da corporação apoiam com parcialidade para prejudicar outros! A sociedade brasileira deve “premiar” alguns delegados da PF com o Troféu Pavão!

Responder

Sergio Helber

21 de março de 2017 às 10h31

O Poder Imbeciliza disse Nietzsche… a polícia federal está se lambuzando de poder com seus delegados “imparciais”.

E eu pergunto: Quando na história desse país a PF e o MP se preocupou ou investigou denúncias sobre a fabricação de alimentos?

Se lembra do leite com água oxigenada… do caso do Todinho… e aquele do rato dentro da coca cola… o que aconteceram com essas empresas?? NADA.

Eu tô começando a achar que esses delegados e procuradores estão é procurando olofotes assim como Moro e Dallagnol.

Responder

    Roberto

    21 de março de 2017 às 11h45

    holofotes com muitos $$$$, pois eles são pagos, ganham cursos em inglês nos EUA e passagens pra Miami.

    É o coxinato norte americano fazendo escola, como sempre!

    Responder

Roberto Moore

21 de março de 2017 às 10h29

Ja vi meganhas irresponsáveis mas iguais estes…Eles não perceberam a merda que fizeram

Responder

Al

21 de março de 2017 às 07h09

Gol contra da PF, Brasil não exporta mais carne.

Responder

Marcelo Souza

21 de março de 2017 às 09h51

Pare de ficar tentando jogar uma pá de cal no assunto. Que se foda a industria da carne passou da hora da casa cair para essa turma

Responder

Jose Manoel Martins

21 de março de 2017 às 06h50

Será de bom tom, que a Polícia Federal apresente a sociedade o custo desta operação, afinal de contas é dinheiro público e merecemos explicações.

Responder

Jose Manoel Martins

21 de março de 2017 às 06h44

O equivoco do delegado encarregado desta operação, colocou em risco a credibilidade de empresas e da própria Polícia Federal, sua atuação também foi criticada pelo Sindicato da Polícia Federal, mesmo que apresente novas provas de supostas irregularidades, ficará difícil serem aceitas.

Responder

    Sidnei Justino

    22 de março de 2017 às 15h45

    Isso não pode ser chamado de equivoco. É má fé mesmo, esses caras só podem estar levando um por fora da Gringolândia para jogar o Brasil na lama!!!

    Responder

waltet pastori

21 de março de 2017 às 05h59

COM ESSA OPERACAO CARNE FRACA DESCOBRI POR QUE OS COXINHAS SAO TAO AMARGOS E OFENSIVOS O PROBLENA TA NO RECHEIO

Responder

Lise Mendes

21 de março de 2017 às 08h40

Tô começando a achar que o Lulinha é dono da Friboi, como acha a grande parte dos paneleiros. Tá uma vergonha essas páginas de esquerda defendendo o indefensável.

Responder

Walter Pastori da Fonseca

21 de março de 2017 às 05h14

Enquanto nao enquadrar esses procuradores dentro da lei como eles se gabam de fazer isso volta e meia teremos essas pantominas, se eles tivessem conciencia do estragam que fizeram e agora se nao provarem tudo que colocaram na imprensa, volto a afirmar policia federal ministerio publico federal e juizes nao deveriam da entrevista pra midia nefasta enquanto o processo todo nao estivessem pronto.Uma sujestao aos donos das empresas que estao sendo investigados nao façam mas propaganda na grande midia eles tao sem credibilida façam em canais locais radios locais e principalmente em blogs independentes e o que eu faço hoje e estou percebendo que muita gente fazendo acredito muito mas nas noticias publicadas nesses blogs independentes do que nas emissoras e jornaloes a anos comprometidadas com os governos da vez que tem na maioria de seus jornalistas comprometidos certos jornalistas me lem bra uma brincadeira da minha infancia TUDO QUE O DONO MANDAR FALAREMOS TODOS.

Responder

Alcindo de Holanda

21 de março de 2017 às 06h45

Ian Napoleon, Gustavo Henrique

Responder

Mariza Souza

21 de março de 2017 às 04h58

Deixaram a gente comendo a carne podre,com bactéria,papel..por DOIS Anos?? Pq não fecharam as empresas? Sei não!!

Responder

Lucyene Garcia de Araújo

21 de março de 2017 às 04h56

Curitiba vai acabar com o Brasil mas n?o acaba com a corrupção.

Responder

Marcia Pozenato

21 de março de 2017 às 03h47

não ví nenhuma notícia na TV durante estes 2 anos de investigações, que as pessoas estão intoxicadas ou morrendo após comerem carne de boi, porco, frango …… que zona tá este Brasil!

Responder

Thiago Moreira Rodrigues

21 de março de 2017 às 03h46

O Cafezinho outro lixo da internet, para defender ideologias inúteis vale até polemizar e fazer sensacionalismo com temas que envolvem a saúde dos cidadãos!
Pagina ridícula!!!!!!

Responder

Alexandre Barthonelli

21 de março de 2017 às 03h43

É.muita competência……

Responder

Danilo Santos

21 de março de 2017 às 03h28

Que pouca vergonha a pagina defender a turma do Ronaldo Caiado. Para que ta feio.

Responder

Elves Rego Soares

21 de março de 2017 às 02h47

Carne podre sim , as maiores máfias no Brasil está em empreiteiras e frigorífico.

Responder

Elizabeth Dene

21 de março de 2017 às 02h36

Maria Celeste Freire Corrêa Maria Inês Pereira Luciane Castello Branco

Responder

Marlon Lopes

21 de março de 2017 às 02h32

E uma raça de vagabundos mesmo ne !!! Os filhas da puta vendem merda pro povo brasileiro e vem com historinha pra boi dormir . Seus lixos !!! O povo brasileiro ta acordado e nao engole mas vagabundo contando historiazinhas . Apoio total a policia federal !!! Estão tirando o Brasil da mão dessa mafia de politicos e empresarios vagabundos .

Responder

Aparecida Grolla

21 de março de 2017 às 02h23

Tony vc está defendendo o seu Bolsos…, É um absurdo como as pessoas mudam os seus valores pra ficar do lado das bandidagem…não tão nem aí pra saúde dos Brasileiros; que pagam muito caro pela Carnes Podre….nos Bastidores estamos em um Barco a deriva

Responder

Janete Ramos

21 de março de 2017 às 02h16

Meu Deus!

Responder

Marcelo Bessa Freitas

21 de março de 2017 às 02h08

The Truth is Out There…

Responder

Francisco

20 de março de 2017 às 23h01

Muito simples de resolver…

Assim como eu, ou qualquer outro mortal, se forem feitas acusações sem prova, tem que pagar criminal e civilmente.

Além das punições de caráter administrativo, claro.

Ou seja, se os agentes da PF não tiverem provas sólidas em 48 horas, que sejam demitidos, presos e PAGUEM o prejuízo.

Sinto muito dizer: quem deixou essa ruma de irresponsáveis mal acostumada foi o PT que não puniu no ovo essa prática da PF.

O nome da prática? Birra de adolescente!

Responder

Leandro Bustamante

21 de março de 2017 às 01h53

Sem o estardalhaço deles vcs estariam comendo cocô daqui a uns anos, se é que já não comem. Talvez até seja esse o motivo de tanta ignorância, já devem estar se alimentando assim.

Responder

    Josemar Silva Dos Santos

    21 de março de 2017 às 02h14

    Exatamente! TODO ESQUERDOCOMUNOPETRALHA , come bosta e se lambuza, em nome do partido.

    Responder

    Miguel

    20 de março de 2017 às 23h55

    Fale por si mesmo. Eu escolho muito bem p que eu como.

    Responder

    Leandro Bustamante

    21 de março de 2017 às 03h06

    Uma lista enorme de insanidades sendo defecadas o tempo inteiro

    Responder

Silvio Martins Ferreira

21 de março de 2017 às 01h50

Quando a dose transforma o remédio em veneno.

Responder

Sandra rota

20 de março de 2017 às 22h40

Notei que a espetacularizacao da operação carne fraca aconteceu exatamente no dia em que a lavajato completou três anos? Será que esse numero é cabalístico ou muito especial para PF? Pergunta que nao quer calar: quem gosta do número 3?

Responder

Thiago Chini

21 de março de 2017 às 01h38

Diestéfano

Responder

Rogério Bittencourt

20 de março de 2017 às 22h25

Ainda se vê pessoas falando em golpe. Isso é terrorismo em sua pior forma. Não se pode ter nada grande neste país, tem que se destruir e o pior, são os da própria terra.

Responder

Rosane Barnard Ferreira

21 de março de 2017 às 01h24

Enquanto isso a delação do Aécio de R$ 50 milhões foi esquecida… Ele agradece!!

Responder

Van Melo

21 de março de 2017 às 01h19

Ou querem que acreditemos que só a PECCIN infringiu a lei… De uma hora pra outra a PF falhou! Ahã!

Responder

    Miguel

    20 de março de 2017 às 23h57

    De uma hora para outra?

    E a Lava Jato, que destruiu 10 milhões de empregos?

    Responder

Beatriz Gonçalves Alkmim

20 de março de 2017 às 22h19

O estrago no mundo foi grande, mas a culpa não é só dessa mídia golpista, O PATO foi construído pela FIESP, que agora descobriu que galinha que anda com pato, morre afogada na lagoa

Responder

Miguel Candia

20 de março de 2017 às 22h14

ótimo…como diz o ditado. Mirou num peixe e acertou um tubarao que certamente era inatingível. Agora aguentem as consequencias. O que nao se pode negar sao as irregularidades , pois elas existem e por menor que queiram fazer parecer , trata-se de uma falta grave pois estamos lidando com a nossa alimentaçao. Vai ver que isso nao tem importancia alguma aos olhos dos milhoes de toneladas que este mercado movimenta. A sua saúde …? ora…besteira.

Responder

Paulo Cesar de Oliveira

21 de março de 2017 às 01h03

A PF ficou indignada porque os frigoríficos não pagou a propina !!!

Responder

Mauricea Saraiva

21 de março de 2017 às 01h02

A PF está certíssima

Responder

Janier Dias

21 de março de 2017 às 01h01

a pf já deu tanto imovel ao lula , a pf agora é senhor da verdade , doa quem doer , pra falar a verdade a seara já estava boicotada na minha casa

Responder

Coria

20 de março de 2017 às 21h58

Sumiram com a delação do aecim.

Responder

Vir Muniz

21 de março de 2017 às 00h56

FBI propinou PF comandou

Responder

Simone Dos Santos

21 de março de 2017 às 00h54

Mais uma trapalhada da PF

Responder

    Claudia Gabriotti

    21 de março de 2017 às 01h02

    Com o respaldo do (des) governo federal.

    Responder

    Simone Dos Santos

    21 de março de 2017 às 01h05

    Claudia Gabriotti mais uma ação pirotécnica e sem provas, só convicção, após 2 anos de investigações, eles querem holofotes

    Responder

    Claudia Gabriotti

    21 de março de 2017 às 01h09

    Segue o golpe, conforme o script. Só não vê quem não quer, tá escancarado.

    Responder

Sérgio Marinho Marques Cavalcanti

21 de março de 2017 às 00h50

Acaba de chegar no Brasil a Carne Americana, é muita coincidência, vcs. não acham. Os coxinhas vão se deliciar .

Responder

Sérgio Marinho Marques Cavalcanti

21 de março de 2017 às 00h48

Temer no restaurante o garção lhe garantiu que não trabalhavam com carne Brasileira, deu no Estadão Política.

Responder

Wbirajara Santos

21 de março de 2017 às 00h48

Esse blog ta realmente junto com a Globo na defesa dessas empresas corruptas e desse governo golpista né! Enquanto isso a reforma trabalhista passando na Câmara de boa!!!

Responder

    Simone Dos Santos

    21 de março de 2017 às 00h55

    Não temos culpa se você não consegue usar seu Tico e teco

    Responder

    O Cafezinho

    21 de março de 2017 às 01h04

    Globo tá correndo atrás do prejuízo. A merda inicial foi dela. E essa PF é cria dela também.

    Responder

    Wbirajara Santos

    21 de março de 2017 às 01h06

    Não filha simplesmente leio Marx.

    Responder

    Simone Dos Santos

    21 de março de 2017 às 01h23

    Você lê Marx e não olha a realidade

    Responder

    Mateus Estevão

    21 de março de 2017 às 01h30

    Wbirajara, efetivamente houve um esquema de propina com um numero consideravel de fiscais e inclusive congressistas. Isso sim tem que ser investigado. Entretanto, o lance do papelão, da substancia cancerigena, isso tudo quase que certamente é lorota. Tão blefando que tem prova em sigilo, mas eu não acredito. Se tivessem, teriam vazado também. Considerando tudo isso, essa operação causou um prejuízo incalculável e, pior, uma humilhação a nosso pais.

    Responder

    Antonio Carlos

    21 de março de 2017 às 02h03

    Muito irresponsável, como a notícia foi dada, agora que os fatos vão sendo divulgados, tudo dá a entender que foram fatos isolados em 21 frigoríficos em um total de aproximadamente 4.800 existentes. Se a polícia federal tem mais provas de envolvimentos maiores é melhor apresentar, porque Se não vai ficar ruim para eles, pois o prejuízo para a economia nacional será muito grande, a repercussão está matando nosso produto tanto no mercado interno, quando no externo.

    Responder

    Mateus Estevão

    21 de março de 2017 às 02h34

    Antonio, exatamente. Agora que fizeram a merda, eles não podem invocar o sigilo para ocultar provas. De qualquer forma, o pior que pode acontecer agora é a operação ser anulada. Se ela for inteiramente anulada, nenhum dos funcionarios, congressistas e o ministro envolvidos poderão ser denunciados.

    Responder

    Roberto Moore

    21 de março de 2017 às 10h32

    Vai mais um montão de gente pra rua, desempregado e vamos chorar juntos a morte da bezerra.

    Responder

Arthur Rocha

21 de março de 2017 às 00h46

Porra! Esse governo não defende as suas indústrias, a sua soberania! O que falta para que o se meta o pé nesses porras?

Responder

Alceone Santos

21 de março de 2017 às 00h45

Só pra constar.

Responder

Eg Silva

21 de março de 2017 às 00h43

Li uma reportagem da BBC e assisti a um vídeo do ‘Fantástico’, e cheguei à seguinte conclusão: O Brasil da ‘pós-verdade’ vai destruir o Brasil de fato, o Brasil que, apesar dos pesares, deu certo. Não estou dizendo que não há irregularidades no setor… Certamente, depois de um bom ‘pente fino’, encontraremos situações muito piores em muitas outras empresas. Agora, vi nessas reportagens que a PF encontrou e provou irregularidades em dois, ou três, frigoríficos e que a JBS e BRF (as duas grandes exportadoras brasileiras) estão sob investigações, mas que nada foi encontrado até o momento que comprove irregularidades nas duas empresas… Então por que expor à degradação pública um setor que gera milhões de empregos diretos e bilhões de reais para a nossa economia? Será só o exibicionismo exacerbado de agentes da PF e do Ministério Público, ou existe, como alguns dizem, mais uma conspiração visando atingir outro setor forte de nossa economia? Bom, se há uma conspiração, devo dizer que ela está atingindo a sua meta, pois o mundo inteiro já está cancelando a importação da nossa carne… Mesmo assim, mesmo que estejamos sob ataque de grandes conglomerados e/ou governos estrangeiros, que visam abocanhar o espaço que o Brasil conquistou na economia mundial nos últimos anos, a PF e o MPF poderiam ser mais criteriosos em suas revelações, abandonar o cabotinismo de sempre e apresentar a denúncia somente após a conclusão do inquérito… Penso que isso ajudaria muito e evitaria um escândalo que, certamente, trará muitos prejuízos para o Brasil.

Responder

    Jaderson B. de Oliveira

    21 de março de 2017 às 08h25

    Essa operação concertesa era de conhecimento do governo Temer, esse Delegadosinho foi escolhido por ter saido nas amarelas da veja, um deslumbrado obsessivo por incriminar Lula.
    Em sua mente a “fraca” ideia de ligação do filho de Lula com a friboi, a tv globo tambem com sua “sanha” saiu ganhando muito $$$$$ pois de todo heito a propaganda tem que ser feita,so que não foi contabilizado pelo governo o estrago econômico e o poder da bancada rural, os fazendeiros engordam e vende seu gago é para os frigoríficos.
    Deu merda, agora para concertar so

    Responder

Clovis eDos Santos

21 de março de 2017 às 00h43

jah ki vai sobrar carne podre, to dentro,porra vc quer fuder mesmo neh, aki o povo tah comendo ovo depois que caiu a dilma, se a cartela da carne podre friboi custar 12 reais, ate eu comu essa carne podre e pode mandar 250 kg de picanha podre friboi pra minha casa..vai ter churras o dia todo 3x por dia, todavia o brasil c torna a cada dia, um povo de carne fraca ou como dizem, de carne podre kkkk o brasil eh um povo friboi, um escarnio ? ;)

Responder

Arthur Rocha

21 de março de 2017 às 00h42

pois é! e essa putada ainda apoia o golpe! tem mesmo que se fuder

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com