Despolarizando: pesquisa Datafolha neutraliza a terceira via?

Globo propõe novo golpe à sociedade – Roupinha verde e coturno voltam à moda?

Por Wellington Calasans

23 de setembro de 2017 : 10h39

Por Wellington Calasans, Colunista do Cafezinho

O descaramento da Globo é um poço sem fundo. Depois de ter mergulhado o país na lama ao derrubar do poder uma mulher honesta e ter como sócios Temer, Cunha, Geddel e todos os outros quadrilheiros que trabalharam para encher os cofres dos irmãos Marinho, esta fábrica de mentiras e golpes tenta enganar a sociedade com mais uma manobra antidemocrática, o golpe militar.

Precisamos saber qual a disposição das Forças Armadas para mergulhar nesse novo plano de fuga da Globo. Será que os militares jogam outra vez na lama a imagem da instituição que menos lucrou com o golpe de 1964? Irá esta instituição atuar como “testa de ferro” da Globo? O que pensam esses militares do comando sobre nacionalismo e reconstrução democrática?

Está cada vez mais explícito que fora dos trilhos democráticos nenhum governo terá legitimidade. Nenhuma economia irá crescer em um ambiente de instabilidade política e social. Apostar no “golpe militar” como salvação do fracassado “golpe jurídico-midiático” é atirar no próprio pé. Os militares iriam apenas sepultar de uma vez por todas a possibilidade de serem vistos pela sociedade como quadros de uma instituição capaz de defender os interesses do Brasil e dos brasileiros.

Aos olhos do mundo seria a completa destruição da imagem do Brasil. Nenhum país minimamente sério daria credibilidade a uma ditadura militar. A Globo apostou tudo na ilusão de que a sociedade não veria a chegada de Temer ao poder como um golpe. Perdeu a narrativa e tenta resgatar a moda do verde e coturno. Um devaneio de irmãos que são apenas herdeiros de um milionário patrimônio, construído com o sangue de brasileiros.

Aqueles que foram “enganados pela Globo” têm agora a chance de se vingar dessa inimiga dos brasileiros. Clamor por democracia, referendo revogatório e punição dos verdadeiros corruptos formam um conjunto de aspirações coletivas. Nada fora disso será capaz de devolver ao Brasil o ambiente de paz e estabilidade, indispensável para a necessária retomada econômica.

Também os empresários que foram enganados pela Globo devem engrossar o coro por democracia. A crise na qual foram jogados é fruto das sementes de descompromisso dessa empresa de comunicação que usa uma concessão pública como uma ferramenta de disseminação do ódio, discórdia e destruição do presente e futuro do Brasil.

A sociedade que acreditou nas instituições e foi às urnas votar em Dilma ou nos adversários derrotados também precisa repudiar o golpe verde e de coturno da Globo. É um abuso renovado ter banalizada a única chance de participação ativa no processo político (o voto). A Globo e a democracia são incompatíveis e qualquer coisa que ela apoie é ruim para o Brasil e o seu povo.

Os políticos e representações coletivas verdadeiramente democráticos precisam agir como líderes e não como chorões. Despertar a sociedade para os riscos imediatos e pensar menos em um 2018 que poderá não acontecer se a omissão de hoje predominar.

Não podemos dar novos cinquenta anos à Globo para que ela peça desculpas aos brasileiros. Democracia sempre, pois somente ela garante, de alguma forma, o povo no poder.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

gustavo

24 de setembro de 2017 às 21h52

Enquanto a GLOBO seguir manipulando, o país não se livrará de seus males. Todos os agentes políticos querem ficar bem na mídia monopolista. Por esse motivo, GLOBO dita as regras, lamentavelmente.
Insisto que nosso programa tem que ser a cobrança para que a concessão da TV GLOBO seja cassada. Uma vez livres da TV, todos os outros veículos das ORGANIZAÇÕES GLOBO iriam a pique.

Responder

Gilbert

23 de setembro de 2017 às 16h51

Quem manda os brasileiros da audiência a rede esgoto? Sigam o exemplo e simplesmente deixem de assistir aos programas, a comprar produtos dessa marca, até que mudem a forma de condução da informação ou mudem de direção e dono.

Capitalista se combate no bolso e no lucro. Já que não arrancam as antenas de transmissão, não gastem um único tostão alimentando o poder econômico dessa emissora. Deixa falir mesmo essa tranqueira!

Responder

LUCIANO ANTONIO FRAGA

23 de setembro de 2017 às 15h32

É ISSO AÍ, WC. É ISSO AÍ…

Responder

Clá

23 de setembro de 2017 às 14h17

Para Wellington Calasans.
Prezado Wellington: não sei se a sociedade, como um todo, já percebeu que a chegada de Temer no poder foi um golpe. Acredito que apenas uma pequena parcela do campo social – considerando a extensão do país – está ciente do golpe de Estado. Digo isso com base em minha convivência diária com pessoas do seguinte perfil: classe média, com diploma universitário, emprego ou pequeno/médio negócio, carro novo, casa própria, morando em região nobre da Costa Sul do Estado de São Paulo. Posso afirmar que, com certeza, 95% desse contingente apoia a reforma trabalhista, da previdência e as privatizações, para “acabar com os privilégios (sic)” e também porque, segundo eles “é melhor que seja cada um por si (sic).” É de arrepiar a alma, mas é isso. Não adianta frequentar a escola. A escola muitos frequentam, mas poucos aprendem a pensar. Neste momento tão brutal de nossa História, o nosso principal inimigo não é aquele que pensa diferente de nós, mas aquele que não pensa. Este ser a-pensante é uma grande ameaça porque, como ele não pensa, ele assimila o pensamento do outro que ocupa um suposto lugar de destaque como, por exemplo, a mídia, ou qualquer outro veículo/pessoa que seja investido de valor sócio-econômico e que tenha visibilidade. Uma vez assimilado, mecanicamente, o pensamento vindo de fora, o ser a-pensante não faz qualquer tipo de revisão e desconsidera tudo o que for diferente daquilo que foi, por ele, mecanicamente assimilado. O campo social está absolutamente anestesiado.

Responder

    Mirtes

    25 de setembro de 2017 às 17h02

    Ando por bairros pobres e de classe média e a opinião de que todos são corruptos prevalece. É o recado da Rede Globo.

    Wellington, leu?

    Responder

Marcio Antonio de Souza

23 de setembro de 2017 às 11h51

Fermento pra massa ‘Lula’, qnto mais bate mais cresce

Responder

LUIZ TAVE

23 de setembro de 2017 às 11h00

MORO E ROSANGELA MORO , RECEBERAM PROPINA ; CASAL DE SAFADOS , GOLPISTAS ; FORJAR DOCUMENTOS E O DESEMBARGADOR QUE NAO LEU O PROCESSO DIZ QUE A SENTENÇA E` IRRETOCAVEL ! CANALHA , GOLPISTA , SAFADO !

Responder

Deixe uma resposta