Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Sergio Moro e Rodrigo Janot são recebidos em NY com protestos

Por Miguel do Rosário

02 de março de 2018 : 12h59

O Cafezinho acaba de receber, em primeira mão, do grupo Defend Democracy in Brazil, criado em 2016 por brasileiros contrário ao golpe, uma série de fotos e textos sobre protesto sendo realizado hoje, em Nova York, contra a presença do agente norte-americano (infiltrado no judiciário brasileiro) Sergio Moro e do ex-procurador geral Rodrigo Janot, num regabofe bancado pela escória imperialista.

Esse evento é mais uma propina oficial.

Uma propina que está sendo paga aos golpistas pelas mesmas empresas que estão lucrando com o golpe em curso no Brasil.

A Lava Jato é uma associação de corruptos, bancada por corruptos, que usou métodos autoritários e violentos para destruir empresas e reputações, e que foi a principal responsável pela entrega do país a um governo que vai muito além da corrupção: um governo entreguista.

A Lava Jato jamais combateu a corrupção.

A Lava Jato foi a vingança dos corruptos contra o regime democrático que, gradualmente, vinha desenvolvendo instrumentos para reduzir a desigualdade e promover o desenvolvimento.

***

Ver mais imagens do protesto neste post.

Abaixo, o texto distribuído pelos manifestantes a quem entrava no evento:

2 de março de 2018

Caro Participante da Conferência Americas Society / COA,

O Comitê Defend Democracy in Brazil, que em 2017 expôs pela primeira vez * nos Estados Unidos a falácia do juiz Sérgio Moro com a operação Lava Jato, agora expõe as imoralidades e ilegalidades do mesmo juiz Sérgio Moro e do ex-procurador-geral Rodrigo Janot, e denuncia o apoio da Americas Society/ / Conselho das Américas à destruição da democracia no Brasil. Favor ler mais informações no final do texto. **

A Americas Society/COA desempenhou um papel fundamental na manipulação do judiciário e da política no Brasil e na América do Sul e agora está oferecendo uma conferência para promover sua agenda sob o disfarce de uma “Batalha da América Latina contra a Corrupção”, também chamada de “cruzada anti-corrupção “. A conferência de 2017 na Universidade de Columbia desejava abordar os “efeitos da Operação Lava Jato no Brasil, quadro jurídico atual e futuro”, assim como a conferência de hoje, ambos tendo a Lava Jato com um resultado positivo.

Bem, os efeitos reais agora são claramente vistos: e eles são devastadores. Mais de 24,5 milhões de pessoas caíram para abaixo da linha de pobreza desde que a legítima Presidente Rousseff foi retirada, como parte desta Operação; a atual intervenção militar no Rio de Janeiro está visando a população negra mais pobre, sem nenhum motivo; e Lula, o candidato presidencial brasileiro favorito na eleição de 2018, foi condenado pelo juiz Sérgio Moro em um dos piores julgamentos politicamente motivados a serem registrados na história judicial, fazendo uso de Lawfare e sem qualquer evidência contra o réu. Estes são para mencionar apenas algumas, principais, conseqüências desta cruzada falsa.

Em 2017, já assinalamos que as ações do juiz Sergio Moro foram denunciadas tanto no Brasil quanto em todo o mundo em 2016, 2017. Agora em 2018. Legisladores americanos se dirigiram ao embaixador do Brasil para os EUA, em 2017 e 2018 denunciando os perigos e graves consequências de suas ações.

O atual governo no poder no Brasil é ilegítimo e assumiu o poder através de forças econômicas que os membros do AS / COA representam, e não através de meios democráticos. Sem um governo democrático sólido, não há possibilidade de estabilidade econômica ou sustentabilidade e prosperidade para todos os brasileiros. O gabinete ilegítimo foi responsável por cortes de programas sociais, assalto aos direitos humanos, rescisão de programas da saúde e de habitação mais necessários, uma taxa de desemprego que atingiu 12,7%, para mencionar apenas alguns, não tendo portanto interesse no crescimento econômico real.

Seja qual for o investimento que os grupos representados pela AS/COA façam, será insustentável e contribuirá para aumentar as violações dos direitos humanos, que já são um escândalo mundial. A história já nos ensinou o suficiente.

Anexamos alguma literatura para fornecer uma pequena vista desses cenários, com exemplos do que está descrito acima. Também incluímos algumas perguntas para ajudá-los a imaginar ainda o que os defensores desta falsa luta antidemocrática, que vem sendo chamada de “luta contra a corrupção” estão realmente objetivando. Nós dizemos “imaginar” porque nenhuma resposta real, plausível, social e democraticamente aceitável dessas questões sairá dos palestrantes ou moderadores desta conferência. O juiz Sérgio Moro, Rodrigo Janot, entre outros, juntamente com AS/COA, não podem representar uma luta contra a corrupção. Eles são corrupção.

A principal questão para você, participante, é:
“Como pessoas extremamente corrompidas liderariam uma batalha anticorrupção? ”

Pense de novo. Escolha o que é certo. Desenvolvimento sustentável e mudanças positivas podem coexistir.

Sinceramente,

Defend Democracy in Brazil
Email: defenddemocracyinbrazil@gmail.com

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Messias Franca de Macedo

02 de março de 2018 às 16h45

BOMBA!
Paulo Andrade Castro achou o “italiano”!
URGENTE: POR PERSEGUIÇÃO A LULA, LAVA JATO E MORO CONDENAM PALOCCI POR CRIMES DE OUTRO ITALIANO.
https://www.youtube.com/watch?v=QRaIwJC1XJk

ACIMA
Há muito tempo o matuto velho já afirmava na blogosfera:
O ‘Italiano’ é o Eduardo Cunha, e não o Antonio Palocci!

Eduardo Cosentino da Cunha, nascido no Rio de Janeiro em 20 de setembro de 1958, é filho de Elcy Teixeira da Cunha e Elza Cosentino, descendente de imigrantes italianos oriundos de Castelluccio Inferiore na região da Basilicata. Devido à ascendência italiana, Cunha é também cidadão italiano
(…)

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Eduardo_Cunha

Responder

César

02 de março de 2018 às 15h52

Onde estão os protestos ? Onde estão os manifestantes ?

Responder

jose carlos vieira filho

02 de março de 2018 às 13h42

Passaram por Delaware?

Responder

    carlos

    04 de março de 2018 às 07h58

    Os protestos, foram idealiasados pelos empresários com apoio de uma classe de ladrões, da política, usando o povo incauto como Massa de manobra.

    Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro