Debate entre presidenciáveis na RedeTV! 22 horas

Picaretas do regime de exceção dão palestra em centro acadêmico nos EUA

Por Miguel do Rosário

19 de abril de 2018 : 10h04

Em plena segunda-feira de trabalho, um ministro do STF, a procuradora-geral da república, e dois juízes que, supostamente, comandam a “maior operação contra corrupção do mundo”, estavam nos Estados Unidos, num seminário estudantil organizado pela filha do ministro do STF convidado…

Quer dizer, seminário estudantil mas repleto de patrocínios privados, cujos organizadores ganham um bom dinheiro!

Dallagnol já passou pelo centro acadêmico também, em abril deste ano.

É muita bananice, pelo amor de Deus!

Ao mesmo tempo, é tão emblemático! Os picaretas símbolo do regime de exceção, esse arremedo patético e sinistro da ditadura militar, viajando juntinhos, às nossas custas, para um seminário de centro acadêmico nos Estados Unidos!

E a imprensa no Brasil, mentirosa como de praxe, dando notícia de um grande evento em Harvard!

O juiz Marcelo Bretas, que acumula dois auxílio-moradia, apesar de ter quase 7 milhões em imóveis no Rio de Janeiro (fora os de sua família), foi falar sobre “combate à corrupção”.

Não foi perguntado sobre sua sentença nazista contra o almirante Othon Pinheiro, o cientista nuclear brasileiro octagenário condenado (sem provas) a 40 anos de prisão, cuja pena foi ampliada em cinco anos por causa (sic) de seus “bons antecedentes”.

Estava lá Sergio Moro, que condenou Lula sem provas. Tanto os alegres participantes do Seminário, como o juiz, parecem ignorar as pesadas críticas que sua sentença recebeu de juristas do mundo inteiro, entre eles Luigi Ferrajoli. A prisão de Lula produziu comoção mundial, inclusive nos EUA. O presidente do maior sindicato industrial dos EUA, Dennis Willians, assinou um protesto fortíssimo, e ao mesmo tempo embasado em críticas juridicamente fundamentadas, que ele mesmo mandou traduzir para o português, contra a sentença de Sergio Moro. Ou seja, a sentença de Moro virou uma espécie de clássico da indigência jurídica desse momento sombrio vivido pelo Brasil.

Moro se tornou, assim como Joaquim Barbosa durante a Ação Penal 470 (hoje candidato a presidente da república), uma espécie de liderança política da ultradireita. O núcleo social que mais gosta de Moro são os eleitores de Bolsonaro.

Cafona e ignorante, num inglês paupérrimo, Moro citou Theodore Roosevelt como liderança anticorrupção nos EUA: o magistrado conhece ainda menos história do que direito e inglês. Theo Roosevelt ficou conhecido pelo combate ao monopólio da Standard Oil, de John Rockfeller, mas jamais destruiu empregos e empresas. Ao contrário, assim como o segundo Roosevelt, que seria presidente algumas décadas mais tarde, Theo era um progressista (embora apenas para dentro dos EUA, como todos os presidentes progressistas norte-americanos) que tinha planos para gerar empregos dentro dos EUA. Após anos de guerra judicial, a Standard foi dividida em várias grandes empresas, que se transformariam em companhias como Exxon, a Chevron, a Mobil, a Amoco, entre outras, as quais, por sua vez, se tornariam membros do cartel mundial do petróleo, o mesmo cartel que hoje faz a festa no Brasil pós-Lava Jato.

No artigo reproduzido abaixo, de André Araújo, vê-se ainda que Roosevelt praticou uma política externa para beneficiar empresas americanas, ao contrário de Moro, que liderou uma cruzada norte-americana para destruir empresas brasileiras (não é por outra razão que é tão paparicado pelo Tio Sam).

Tínhamos por lá Raquel Dodge, a combativa protetora de tucanos. Se o Brasil tem problemas tão graves de corrupção, como a procuradora geral da república tem tempo para dar seminários em centro acadêmicos dos… Estados Unidos?

Por fim, lá estava o papai Luis Roberto Barroso, o demagogo mais cínico da história da magistratura brasileira! Enquanto protege os ricos, os rentistas, os barões da mídia, Barroso faz o jogo sórdido do populismo penal, que é lavar as mãos para o avanço do golpe judicial sobre a democracia brasileira, usando um discurso do punitivismo fascistóide, que agrada o populacho manipulado pela mídia.

A filha de Barroso é uma das lideranças do centro acadêmico que organizou o seminário.

Barroso é uma figura. Num dia, defende a redução do direito ao habeas corpus e aos recursos antiprisionais, dizendo que o STF não aguenta tanto trabalho. Daí viaja, em plena segunda-feira, para o centésimo seminário de que participa, dessa vez para um organizado pelo centro acadêmico onde sua filha atua. Há pouco, Barroso foi flagrado recebendo quase R$ 50 mil por uma hora de palestra em Rondônia, pagos pelos contribuintes do estado, via TCE. Confrontado pela imprensa, negou. Mas era mentirinha… de Barroso. Não só o pixuleco foi confirmado em documento oficial do TCE, publicado no Diário Oficial do estado, como se descobriu que, em 2017, ele recebeu a mesma quantia pela mesma hora de seminário.

Em sua palestra no centro acadêmico de Harvard, Barroso dedicou-se às suas especialidades como palestrante: falar mal do Brasil e repetir clichês idiotas. Dentre suas sacadas geniais, está a frase que repete qual papagaio: “não dá para não ter vergonha do Brasil”. Frase melancólica, cuja repercussão irônica o ministro não parece perceber: sim, Barroso, dá vergonha ser de um país que tem um ministro do STF como você!

Barroso é mais um moralista sem moral, um eunuco servil ao golpe, um lacaio da Globo (e do imperialismo, embora talvez ele nem se aperceba disso). Membro destacado do regime de exceção e mandarim imperial, leva uma vida sossegada, sem trabalhar, dando seminários em centros acadêmicos e instituições estatais de estados pobres, enquanto Lula, vítima de sua demagogia fascista, mofa numa cadeia em Curitiba.

***

No Jornal GGN

Sobre o oba-oba dos seminários de Harvard

por André Araújo

Moro e o Ministro Luis Roberto Barroso aparecem na imprensa brasileira de hoje como palestrantes em um seminário na Harvard Law Wchool, a Escola de Direito da Universidade de Harvard. Em toda a mídia apareceu essa notícia para demonstrar a importância dos palestrantes.

Não é bem assim. O Simpósio onde eles palestraram é na Associação dos Estudantes Brasileiros da Harvard Law School, um centro acadêmico criado por brasileiros entre as quais Luna van Brussell Barroso, filha do Ministro Barroso. Trata-se, portanto, de evento bem menor do que algum patrocinado pela própria Escola de Direito de Harvard como foi divulgado na mídia brasileira. A Escola tem muitos eventos diariamente, há dias com mais de 30 eventos, mas esse Simpósio não é da Escola e sim da Associação, é palco bem diferente porque não é de responsabilidade institucional da Escola.

Nessa entrevista de hoje Sergio Moro mencionou, como referência ao combate à corrupção, o Presidente Theodore Roosevelt. Vamos refrescar a memória. Esse presidente foi o mais imperialista entre os Presidentes americanos do Século XX, criou a política do Big Stick, ou seja, do porrete, para intervir na América Latina protegendo interesse de empresas americanas, invadiu e ocupou a República Dominicana em 1905 e Cuba em 1906. Mas o grande feito dele foi financiar com dinheiro a rodo os secessionistas do Istmo, província colombiana, para que eles se separassem da Colômbia e criassem um novo País, na realidade uma colônia americana, com bandeira americana nos dois lados do Canal, mais de cem edifícios e quarteis, base aérea e naval, a chamada “Zona do Canal ” para lá construir o Canal do Panamá inteiramente controlado pelos EUA, sendo que o dolar americano é até hoje a moeda oficial do Panamá.

Esse Theodore Roosevelt é para o juiz Moro o exemplo na luta contra a corrupção, citado por ele ontem na entrevista a propósito desse Simpósio.

Provavelmente o Presidente americano combatia as gorjetas para a polícia de Nova York, notoriamente corrupta naquele tempo, e no andar de cima operava para as grandes empresas americanas na América Latina, Sergio Moro citou um exemplo infeliz, Theo Roosevelt nunca foi um santo nem para seus patrícios, tomá-lo como paladino da moral é uma piada até para os gringos.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

35 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Ivaneida Xavier

21 de abril de 2018 às 19h53

Da série “Simplesmente Inacreditável”!!! Nojento!!! Quanta safadeza!!!

Responder

El Bartho

20 de abril de 2018 às 15h19

Fora do tópico: Gostaria de sugerir aos partidos progressista que quando começar a campanha eleitoral ou até antes não perdessem seu tempo na mídia com programas mostrando o que foi feito (ninguém mais acredita em promessa de campanha) etc, nessa eleição (se houver), tem que ir para o esclarecimento curto o objetivo “LULA está preso sem crime” mostrar o apto sem reforma (ou seja desmentir a mídia tradicional), que sem um congresso de progressista não vai mudar nada e tudo mais que for possível mostrar visualmente a esquerda tem que FALAR A LÍNGUA DO POVO, repetindo a mesma mensagem o tempo todo. Para isso não é necessário muito dinheiro. Em tempo, ou a esquerda acorda e se une ou vão uni-la na cadeia….

Responder

Julio Cezar Menta

20 de abril de 2018 às 11h48

Eu fico indignado vendo estes funcionários públicos de 5ª categoria, que durante o ano viajam, principalmente para os EUA, gastando dinheiro do contribuinte, fora os auxílios imorais, palestrando sobre imoralidade jurídica. É uma pena que o povo brasileiro é muito “pacífico”, com relação aos corruptos de colarinho branco, porque estes vermes já ultrapassaram os limites da nossa paciência, seria bom que os patriotas recordassem o que o nosso herói latino-americano “Che Guevara”procedia com traidores da pátria!

Responder

evlaldo ciríaco

20 de abril de 2018 às 10h27

picaretas, é pouco.
O da foto, um advogado farsante.

Responder

ADELSON

20 de abril de 2018 às 09h35

Pelo andar da carruagem aindo os veremos andar com espanador de plumas fingindo serem pavões!

Responder

Adalberto

20 de abril de 2018 às 08h32

Como funcionários públicos federais, eles simplesmente preenchem um documento dizendo que estão viajando para um “evento internacional” correlacionado com seu trabalho. Pronto, eles estão legalmente cobertos.
Moro é uma fraude como juiz e até como bonequinho do Tio Sam. Ele nem sabe falar direito a língua de seus patrões. O inglês dele é péssimo. Qualquer estudante de CCAA ou Kumon tem uma pronuncia melhor e, principalmente,sabe que não deve ficar usando a forma base dos verbos para todo tipo de sujeito nas frases no presente simples.

Responder

Cláudio

20 de abril de 2018 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: Poesia contra a distopia ( = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários (?!??!!!) em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/distopia [consultado em 13-10-2016].). Para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

LULA 2018 ! ! ! ! !

.:. ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * * | * * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! ! * * * * | * * * * * * * * * * * * * ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

Gama

20 de abril de 2018 às 02h16

O texto acima faz menção a criação do canal do panama
e para isso os US fizeram toda uma engenharia de golpe de estado no território colombiano na época. Após o golpe e a divisão territorial o panamá passou a ser controlado pelos estados unidos. US financiando oposição para dar golpe de estado para depois obter os lucros.
Os livros de história no Brasil não contam as verdadeiras histórias da america latina. Até mesmo a história brasileira é negada ao seu povo.
Deputados , senadores, agentes do estado, que não conhecem absolutamente nada nem de Brasil, nem do continente americano. Nada. Vivem intoxicado com propaganda midiática, imperialistas . hollywoodiana / globo. O que se passa no Brasil é gravíssimo com este golpe de estado.

Responder

Roberson JÚNIOR

20 de abril de 2018 às 00h42

Campeã BBB GRITA LULA LIVRE Compartilhem: https://youtu.be/kEVF9-6lNXI

Responder

    Adalberto

    20 de abril de 2018 às 09h18

    Compartilhar? A Globo é o inimigo. Nada que vem de lá merece credibilidade. Como você sabe se ela não foi orientada para falar aquilo para dar um ar de isenção para a emissora? Estamos aceitando o trocadilho daquela infame musiquinha dos “100 milhões de uns”? Até a presidente Dilma caiu nessa bravata.

    Responder

Trazibulo Zibim Meireles

20 de abril de 2018 às 00h14

A palavra é canalhas, canalhas, canalhas!

Responder

Régis

19 de abril de 2018 às 23h57

O golpe de 2016 e esse com Lula visa um grande objetivo: Pré Sal do Brasil. Tendo o dólar como moeda de reserva, e para que continue assim, os EUA, mais precisamente o Federal Reserve, que de Federal não tem nada, afinal é uma instituição privada, necessita que várias jazidas de petróleo no mundo fique sob o controle dos banqueiros anglo americanos, através de suas petroleiras privadas Chevron, Exxon, Mobil, Amoco etc; e desta forma eles podem continuar a imprimir papel dólar a vontade, já que o produto (petróleo) só será vendido por dólar.
É tipo gângster a aliança dos EUA e Arábia Saudita: vocês têm o petróleo e nós tecnologia militar e força, vocês vendem esse petróleo somente em dólar é nós (EUA) protegemos vocês vendendo nossas armas mas sem transferência de tecnologia. Caso contrário, Saddam Hussein e Muamar Kadafi é o destino da família Saud.
Aqui é a mesma coisa, Lula com seu projeto de partilha e conteúdo local na extração do Petróleo iria não so fortalecer a Petrobrás como transformar o Brasil mais soberano, deixando de depender de altas taxas de juros como até quem sabe entrar para a OPEP. Nesse caso o risco de o Brasil se tornar uma potência regional e talvez deixar de vender somente em dólar, seria uma tragédia para esses banqueiros financistas. Por isso a guerra frequente pelo mundo, para garantir que esses Mestres do dinheiro nunca percam a primazia do poder. E Lula na cadeia é uma garantia que ele não volte e atrapalhe os interesses anglo americanos.
Pobre Brasil onde uma grande parcela da população recebe uma educação colonial, sem senso crítico e que só se orienta pela grande mídia corporativa controladas ocultamente por essas famílias banqueiras do exterior.

Responder

Daniel

19 de abril de 2018 às 23h20

Sofrivel retrato de um Pais atrasado com uma elite selvagem e medieval. Filhos de papai endinheirados pagando high fees in Harvard com dinheiro publico, pois sao either empregados publicos criminosos lesa-patria ou da elite privada que suga o estado por seculos. Cazuza estava certo, vamos tomar o dinheiro roubado da burguesia.
E nao esquecer nunca:
This magistrate Moro has committed a crime against national security. Moro tapped a phone call between President Dilma and former President Lula without the High Court authorization. This is a crime in any democratic and civilized society. It’s a crime against fundamental law of the state, therefore, Moro should be in jail for committed crime against Brazil’s national security.

Responder

    A.C.Rangel

    21 de abril de 2018 às 10h46

    O Brasil nunca fedeu tanto…

    Responder

HOCUS POCUS

19 de abril de 2018 às 20h25

CANALHAS PICARETAS ,ELES OBSERVAM-SE TRANQUILOS E SORRIDENTES .
A TRANQUILIDADE DE CONTROLAR TODOS OS MECANISMOS DE PUNIÇÃO ,A IMPUNIDADE É A ORIGEM DESSES SORRISOS DESCONTRAÍDOS.
ELES SÓ NÃO CONTROLAM O MEDO QUANDO COMEÇAM A SANGRAR.AÍ QUE ELES VOLTAM A REALIDADE.
MAS NESTE MEU BRASIL ATUAL,ISSO ESTÁ MUITO LONGE DE ACONTECER.
PENA.

Responder

Helio

19 de abril de 2018 às 20h24

Breno Altman deu uma entrevista muito boa no Brasil 247.

Responder

Carlos

19 de abril de 2018 às 17h50

E o centro de inteligencia Leonel Brizola? Morreu?

Responder

    Miguel do Rosário

    19 de abril de 2018 às 21h55

    não, ele está por trás de tudo. mas voce tem razão, tenho que melhorar a comunicação do instituto.

    Responder

Carlos Monteiro

19 de abril de 2018 às 16h34

Servidor público recebendo um dinheiro para dar palestras, cursos? Isso pode? Não será, talvez, peculato? Quando se refere aos outros essa prática é crime, é corrupção não é mesmo? Ah Brasil, o que fizeram com você? Cade os generais de pijama ou os generais da banda? Como conseguimos, como fomos tão baixo?

Responder

Carlos Rogério

19 de abril de 2018 às 16h30

O brasileiro gosta de cair nessas dessas autoridades antes pediam Joaquim Barbosa presidente agora moro mas já não falam nele vamos deixar de ser babaca agora vamos vasculhar as contas deles são riquíssimos e intocáveis moro breta Joaquim etc

Responder

JOHN JAHNES

19 de abril de 2018 às 16h20

Um bandio de aproveitadores, que deveriam ser investigados, pois viajam e comem, passeiam, têm direito a diárias e outras benesses, PAGAS COM DINHEIRO PÚBLIUCO e consequentemente, LESANDO O ERÁRIO NACIONAL.
ESSES FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CONCURSADOS, TÊM QUE SEREM INVESTIGADOS COM MUITO CUIDADO E SE O FATO FOI DE INTERESSE PESSOAL E NÃO DE INTERESSE DO GOVERNO, TUDOS PODERÁ SER CONSIDERADO CRIME, E TERÁ A DEVIDA CONSEQUENCIA.

Responder

    Ivaneida Xavier

    21 de abril de 2018 às 19h56

    Muito bem ! Aplaudo a sua idéia!

    Responder

odorico nilo

19 de abril de 2018 às 15h20

Que fique bem esclarecido. Theodore Roosevelt não foi Frankin Delano Roosevelt

O grande Presidente norte-americano foi FRANKIN DELANO ROOSELT. Governou o país de 1933 a 1945, reeleito por 4 vezes. Não foi eleito a 5a. vez porque faleceu ainda como Presidente dos EUA. Frankin Roosevelt foi vítima de poliomelite e usava uma cadeira de rodas. Dele diz o seu maior biógrafo: ROOSEVELT SE LEVANTOU DE UMA CADEIRA DE RODAS PARA ERGUER UMA NAÇÃO QUE ESTAVA DE JOELHOS”. Frankin Roosevelt através de politicas sociais tirou os EUA da Grande Recessão e o transformou numa grande polência econômica. Progessista, taxado de comunista, foi acusado de corrupção e perseguido, sofrendo processo de impechement no Congresso sem sucesso. Enfrentou a Suprema Corte defendendo sua política social e econômica. Fortaleceu o Estado e interviu na ecomonia (New Deal; investiu fortemente na criação de empregos; aprovou a Lei Nacional de Recuperação Industrial que lhe deu o poder de intervir na economia; Regulou bancos e transportes; criou a Lei de Securidade Social; etc). Em fim, deixou um legado de reformas sociais e econômicas invejáveis. Frankin Roosevelt se dizia fã de Getúlio Vargas e foi um dos inspiradores da criação da Petrobras….

THEODORE ROOSEVELT – seu primo distante – foi o 26 Presidente dos EUA (1901-1909). Ex-ajudante de xerife, militar, naturalista, autor e militarista (dizia que uma guerra era bem vinda pois testaria o exército norte-americano). Sua política externa ficou conhecida como “Big Strick” (grande porrete): “fale com suavidade e tenha na mão um grande porrete”. Apoiava a doutrina Moore que permitia a intervenção em outros países…

Responder

Gustavo Horta

19 de abril de 2018 às 15h09

MENTIRAS. VOCÊS ANDAM ENGOLINDO MENTIRAS COMO SE FOSSE SOPA. NÃO É A MESMA COISA. ACORDEM, ABRAM OS OLHOS, ACORDEM ANTES QUE TARDIE
> https://gustavohorta.wordpress.com/2018/04/19/mentiras-voces-andam-engolindo-mentiras-como-se-fosse-sopa-nao-e-a-mesma-coisa-acordem-abram-os-olhos-acordem-antes-que-tardie/

Mentiras, muitas mentiras.

Nestes dias soubemos, graças ao MTST/MST que o apartamento, que não é do Lula, mas que dizem ser (MENTIRA), também não teve as benfeitorias de milhões relatadas (MENTIRA) pelo juízo iMOROal como dizem ter recebido (MENTIRA, FRAUDE JUDICIAL, PERJÚRIO, CRIME).

O citado apartamento, a cobertura triplex do Guarujá, que não é nem nunca foi do Lula, mas que dizem ser (MENTIRA), não tem elevador privativo como o juiz imoral bandido da CIA afirmou que tinha em seus autos do processo contra o #LULALIVRE (MENTIRA, FRAUDE, CRIME)….

MENTIRAS, MENTIRAS E MAIS MENTIRAS.

TROUXAS A ACREDITAR. IDIOTAS IDIOTIZADOS. MENTES E CORAÇÕES MANIPULADOS.

SINGELAMENTE E SINCERAMENTE, SE VOCÊS CONTINUAREM A ACREDITAR E PORQUE VOCÊS TÊM MAIS É QUE SE FUDER, EM VERDE E AMARELO, COM OS CABOS DAS PANELAS ENFIADOS ATÉ NO TALO. …

Responder

Ricardo G Ramos

19 de abril de 2018 às 14h07

The Bundas nos Esteites!

Responder

Francisco

19 de abril de 2018 às 14h07

Nos Estados Unidos, não existe propina. Lá, os grandes grupos fazem grandes doações para institutos e universidades, que, então, direcionam esse dinheiro para o “bem público dos doadores”.

Responder

Dejavu

19 de abril de 2018 às 13h27

Um centro acadêmico em hardvard sendo utilizado para promover um golpe de estado fascista.

Responder

luiz gonzaga

19 de abril de 2018 às 13h17

Como nao foi publicado meu comentario, tentarei novamente. Nao serao estes os estudantes escolhidos pelo projeto do Luciano huck ( subentende-se rede globosta) obviamente escolhidos a dedo, os que serao escolados ( treinados) a futuros pretendentes a cargos eletivos políticos para decidirem ( manterem ) o futuro do Brasil?

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

19 de abril de 2018 às 13h06

Alguém entendia aquilo? Ele falou várias vezes e eu não entendi. Ele falava “godfather” ou “grandfather”? Ele queria se referir à quem? Ao avô ou ao padrinho? Que horror.

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

19 de abril de 2018 às 13h01

Ouvir o Moro falando em inglês macarrônico para estudantes brasileiros de Havard não tem preço. É esse o “grande evento de Direito” que a imprensa golpista vendeu aos coxinhas? PQP. Sei não, mas tenho a impressão que a burrice dessa gente piora a cada dia

Responder

Alice

19 de abril de 2018 às 12h58

Picaretas.
Moro ignorante, não sabe nada de tio sam.
Lambe botas de imperialista.

Responder

Luiz

19 de abril de 2018 às 12h42

Os ignorantes de sempre estão se especializando em passar vergonha. Não adianta exigir de quem tem alma pequena algum tipo de grandiosidade. Uma pergunta apenas: esses funcionários públicos tiveram seus dias de folga descontados de seus gordos salários?

Responder

Walter Rodrigues

19 de abril de 2018 às 12h17

Ora, o resultado da mistura de Moro com capim, é a bosta do burro!

Responder

Hilto

19 de abril de 2018 às 12h05

Protestos contra reforma golpista neoliberal
https://youtu.be/Jy_Zf99mmsU

Responder

luiz gonzaga

19 de abril de 2018 às 11h55

Nao serao estes ” estudantes” os escolhidos para serem escolados os futuros políticos do Brasil, projeto sugerido pelo luciano huck ( entende-se rede globo)?

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com