Boulos em Recife

Bolsonaro negocia reforma da Previdência com parlamentares

Por Miguel do Rosário

08 de novembro de 2018 : 08h41

Presidente eleito tenta aprovar medidas consensuais ainda este ano

Publicado em 08/11/2018 – 06:15
Por Agência Brasil Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro se reúne hoje (8), pela manhã, com parlamentares no apartamento funcional dele em Brasília, para negociar a parte da reforma da Previdência. A finalidade é garantir a aprovação ainda este ano de algumas propostas de tramitação mais simples no Congresso Nacional.

Em meio a dificuldades pela falta de consenso no Congresso Nacional, Bolsonaro indicou ontem (7) que a negociação passa por buscar a aprovação de medidas que não alterem a Constituição.

Segundo o presidente eleito, a aprovação da reforma da reforma da Previdência é um avanço também para buscar soluções para as contas públicas. “O que queremos é votar alguma coisa o quanto antes”, ressaltou Bolsonaro em entrevista ontem.

Pontos
A aprovação de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) depende do apoio de dois terços dos 513 deputados e 81 senadores, em dois turnos de votação em cada Casa, antecedida por um processo de negociação. A demora é certa pela tradição do Congresso.

Portanto, a equipe de Bolsonaro pode deixar para uma segunda etapa eventuais mudanças sobre a fixação da idade mínima. O presidente eleito afirmou em várias ocasiões ser favorável à definição de idade mínima para aposentadoria para o setor público, consideradas as exceções.

A reforma da Previdência é tema constante das reuniões de Bolsonaro e sua equipe. Também nas conversas que manteve ontem (7) com os presidentes Michel Temer e Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), o assunto veio à tona.

Agricultura
Também pela manhã, Bolsonaro vai se reunir com a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) confirmada como a primeira mulher ministra do seu governo. Ontem (7) ele mesmo confirmou o nome dela para o Ministério da Agricultura.

Tereza Cristina teve o nome indicado pela bancada ruralista no Congresso Nacional reúne aproximadamente 260 parlamentares.

Engenheira agrônoma e empresária, Tereza Cristina é presidente da Frente Parlamentar de Agropecuária (FPA) e tem uma longa trajetória no setor. Ela foi secretária de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul durante o governo de André Puccinelli (MDB).

Retorno

Após as reuniões com os parlamentares em Brasília, Bolsonaro retorna ainda hoje para o Rio de Janeiro. A previsão é que na próxima semana ele desembarque novamente na capital federal.

Na quarta-feira (14), o presidente eleito deve se reunir com os 27 governadores – eleitos e reeleitos – em Brasília. A disposição é para fechar o chamado pacto federativo.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Afrânio

10 de novembro de 2018 às 00h26

A reforma da previdência

NÃO SE ILUDAM: Não existe nenhum desacordo entre o que Bolsonaro, Paulo Guedes e o general Mourão pensam em fazer com a PREVIDÊNCIA, por exemplo, durante a reforma a ser implementada a partir de janeiro de 2019. O que os três propõem é o regime de CAPITALIZAÇÃO que foi implementado no Chile pelo general PInochet e que levou vários aposentados ao suicídio. Isso mesmo que vocês estão lendo: ao SUICÍDIO.

A equipe de Bolsonaro usa de uma tática militar para confundir o inimigo (o povo brasileiro), que consiste em alguns membros de tal equipe externarem pontos de vista aparentemente discordantes com relação a temas relevantes e impactantes na vida das pessoas. A reforma da previdência é um desses temas, não é? Agora, veja no vídeo abaixo como eles estão pensando em privatizar a previdência. Se eles conseguirem, nós estaremos fodidos.

[video:https://youtu.be/J6H7Xn7VOlo%5D

Responder

Paulo

08 de novembro de 2018 às 19h55

Vamos ver, se, com essa “Reforma”, Bolsonaro pretende apenas dar uma satisfação à imprensa e ao “Deus Mercado”, aprovando uma reforma bem mitigada, com regras de transição minimamente aceitáveis, ou se vai comer o couro do servidor (tão demonizado pela imprensa) e do cidadão comum!

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com