Cafezinho 5 minutos: o conceito de autocrítica

A entrevista de Ciro a Roberto D’Ávila

Por Miguel do Rosário

10 de novembro de 2018 : 09h20

Não entre na pilha dos novos “profetas de entrevista”, que criticam algo que nem viram ainda. Assista a entrevista de Ciro a Globonews. Julgue por si mesmo! E depois dê sua opinião por aqui.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

52 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Lenise Motta

13 de novembro de 2018 às 09h53

Não creio que ele pense que as Instituições estão funcionando normalmente. Não creio que ele pense que a Dilma se deixou impedir, ele sabe bem ( O irmão era Ministro da Educação da Dilma) que o jogo de interesses para a eleição do presidente da Câmara, significava uma espada no pescoço dela. Não creio que ele ache que a condenação do Lula não foi jogo político. Não creio que ele pense que esta eleição não foi a Democracia contra a barbárie. Ele é um homem inteligente (embora a entrevista, na minha opinião, foi jogar a bola para ele bater no peito) e está fazendo o jogo político do momento, pois acredita que bater no PT ainda é viável, pois tentou de todas as formas se aproximar do centrão. Mas por mais grosseiro que ele seja, as vezes, não consegue chegar perto da barbárie que é o candidato eleito. Uma coisa é certa, ele conseguiu arregimentar jovens, até mais do que o Psol, mas penso que isso é volátil, pois o partido que se encontra (entre tantos que já esteve) não possui movimento de rua capaz de permanecer com os ideais dos jovens e a não participação efetiva no segundo turno demonstrou para esses jovens uma covardia que a juventude não aceita.

Responder

José Policarpo Jr

12 de novembro de 2018 às 14h38

Dei-me ao trabalho de ouvir a íntegra desta entrevista, apenas porque Miguel do Rosário nos sugeriu.

A despeito da inteligência de Ciro – a qual nunca esteve em questão – permanecem algumas faltas graves que revelam traços pessoais.

Criticar e acusar o PT, tudo bem, é do jogo e da democracia. Acusar uma pessoa que não está livre para se defender é covardia.

Por fim, não achar que errou ao chamar Leonardo Boff de “bosta” é de uma selvageria é arrogância imensas.

Acho que Ciro já definiu o seu caminho. Ele ruma para a direita. Creio que pode ser um pouco mais bem sucedido que Marina, porque é muito mais habilidoso. Conhecendo entretanto a secular classe dirigente brasileira, não tenho grandes dúvidas de que, a despeito de sua inteligência, seu plano também será derrotado.

Responder

moisesdossantos

12 de novembro de 2018 às 11h49

Ciro não tem paciencia nem com ele mesmo , grosseiro com o povo como que ter voto ? não é a primeira vez que Ciro concorre a eleição presidencial , fugiu na hora que mais se precizava dele coisa que o brizola não fez mesmo com divergencias , fala uma coia agora daqui apouco fala outra , PDT em varios lugares fazendo campanha para o Bozo para depois fazer oposição a ele em Brasilia ? teve até deputado do PDT votando a favor da reforma trabalhista , que PDT é este , este não é o PDT de Brizola , Ciro deixou a banda passar ficou para tras , vai montar sua cabana politica mais não vai ter apoio dos segmentos sociais da sociedade .

Responder

Ultra Mario

12 de novembro de 2018 às 08h14

Bem, mais um blog de esquerda aonde opiniões contrárias não são toleradas?

Aos poucos me sinto empurrado para a direita.

Responder

Sidnei

11 de novembro de 2018 às 21h07

Ciro G.
G de golpista…ele está desesperado pra ser presidente e aí faz uma mistureba de coisas, comete equívocos e principalmente divide muito mais do que une.
Defende Sérgio monstro, digo, moro, etc. Não quer o PT ao seu lado, mas quer o centrão…complicado….
Ele é um fajuto. O próximo “líder” presidente será ou o gofake Dória, ou o agente Moro.
O brasileiro merece o sofrimento que nos aguarda. Permitimos que a grande mídia fizesse uma lavagem cerebral e a eleição de um sem-noção que fez a campanha à base de fake news, daquelas que chegam, me desculpem a palavra, a dar “caganeira” de tão ruim…
Congresso velho é péssimo, mas o próximo é bem pior…

Responder

    CezarR

    11 de novembro de 2018 às 22h02

    Defendeu o direito de nomear Moro e não o Moro. Faz isso para que aberrações como a que aconteceram com Lula ao ser anunciado Ministro não aconteçam mais. Nem impeachment fajutos. Difícil discutir com as pós-verdades fabricadas por vocês diante de um vídeo cristalino como esse.

    Responder

      Jaide

      12 de novembro de 2018 às 09h52

      Quando das aberrações que impediram a nomeação de Lula como ministro, não recordo de qq manifestação do Ciro em defesa da abortada nomeação. Salvo engano, ficou quietinho, caladinho. Ou não?

      Responder

Luciana

11 de novembro de 2018 às 21h06

Vejo muitas pessoas aqui e em outros locais criticando o Ciro, dizendo que nunca mais votam nele e inclusive deturpando o que ele diz …pois bem, eu votei no Ciro e fiquei decepcionada quando ele não participou do segundo turno. Mas olhando as coisas depois de um tempo e refletindo, tudo parece fazer algum sentido. O Ciro tem uma carreira política interessante, mas é destemperado. No entanto, quando optei por ele no 1o turno fiz isso não pela pessoa, mas por um projeto de país. Se fosse para escolher a pessoa, teria escolhido o Haddad, que é uma pessoa que admiro também. Mas, embora reconheça as melhorias realizadas nos 12 anos de governo do PT, elas não foram suficientes …mudanças mais profundas precisavam ser realizadas e o partido não fez isso …e se o PT voltasse ao poder, teríamos mais do mesmo, o que não acredito fosse o suficiente para nos tirar do buraco no qual estamos. Então hoje vejo o rompimento brusco do Ciro como uma tentativa de criar sua própria militância, atrair pessoas que compartilhem desse projeto de país …ele sabe que não terá lugar no PT e nem com os petistas mais fanáticos. Não sei se vai dar certo, mas acho interessante …e também acho que bater muito no PT agora significa deixar claro o rompimento. Acredito que esse discurso se amenize com o tempo …além disso, o brasileiro tem que parar de votar com o coração, e pensar no quadro mais geral, o que quer para o país. Não sei o que será de nós, mas se chegarmos a 2022 sem nenhum projeto de país interessante por aí, o Ciro, apesar dos seus defeitos, provavelmente terá meu voto novamente.

Responder

Luciana

11 de novembro de 2018 às 20h21

Vejo muitas pessoas aqui e em outros locais criticando o Ciro, dizendo que nunca mais votam nele e inclusive deturpando o que ele diz …pois bem, eu votei no Ciro e fique decepcionada quando ele não participou do segundo turno. Mas olhando as coisas depois de um tempo e refletindo, tudo parece fazer algum sentido. O Ciro tem uma carreira política interessante, mas é destemperado. No entanto, quando optei por ele no 1o turno fiz isso não pela pessoa, mas por um projeto de país. Se fosse para escolher a pessoa, teria escolhido o Haddad, que é uma pessoa que admiro também. Mas, embora reconheça as melhorias realizadas nos 12 anos de governo do PT, elas não foram suficientes …mudanças mais profundas precisavam ser realizadas e o partido não fez isso …e se o PT voltasse ao poder, teríamos mais do mesmo, o que não acredito fosse o suficiente para nos tirar do buraco no qual estamos. Então hoje vejo o rompimento brusco do Ciro como uma tentativa de criar sua própria militância, atrair pessoas que compartilhem desse projeto de país …ele sabe que não terá lugar no PT e nem com os petistas mais fanáticos. Não sei se vai dar certo, mas acho interessante …e também acho que bater muito no PT agora significa deixar claro o rompimento. Acredito que esse discurso se amenize com o tempo …além disso, o brasileiro tem que parar de votar com o coração, e pensar no quadro mais geral, o que quer para o país. Não sei o que será de nós, mas se chegarmos a 2022 sem nenhum projeto de país interessante por aí, o Ciro, apesar dos seus defeitos, provavelmente terá meu voto novamente.

Responder

Leonardo Pinheiro

11 de novembro de 2018 às 19h41

Ciro percorreu quase todos os programas possíveis e deu centenas de entrevistas denunciando o complô contra a presidente Dilma. Um dos únicos a chamar o então vice-presidente Temer de ladrao, juntamente com o então presidente da câmara Eduardo Cunha. Tem sido coerente há muito. Por outro lado, falar de hegemonia da esquerda a cargo do Lula e do PT é fanatismo puro e simples.

Responder

TRAZIBULO MEIRELES DE SOUSA

11 de novembro de 2018 às 19h19

Miguel, Ciro mostra quem é, um cara com comportamento figadal contra o PT antes, durante e pós campanha. Portanto acho que você errou enormemente ao fazer aquelas análises em favor do coronel do nordeste.

Responder

    marco

    14 de novembro de 2018 às 10h41

    Lembra da lápidar e definitiva frase ” Ciro , nem com reza-brava “.
    Idiota seria o Ciro se permacesse nessa companhia onde seria ” ad-eternum” um coadjuvante de cada novo “Poste” do pt.
    De agora em diante , caminharemos com nossas próprias idéias.

    Responder

Alan Cepile

11 de novembro de 2018 às 15h50

Nada de novo, Ciro continua sendo o mais preparado e aquele que tem a visão mais lúcida dos problemas brasileiros e da conjuntura política.

Responder

    Carlos Lima

    12 de novembro de 2018 às 11h23

    Inclusive sobre problemas felantes…realmente tem uma língua preparada para lamber botas…

    Responder

darcy cruz

11 de novembro de 2018 às 10h12

O pior cego é aquele que quer ver. É óbvio que todo mundo quer tirar seu sarro no PT, quer esquerda, quer direita. A tal história de chutar cachorro morto, quer dizer, o Ciro et caterva pensam assim, pois eles “acham” assim e “querem assim”. Mas esquecem do óbvio: o PT está aí, mesmo aos escombros, disputou a eleição para presidente, tem a maior representatividade na Câmara e governadores estaduais. E mais um detalhe, como todo lugar-comum (lugar-comum é memória, nunca sentimento) ele, a aversão que virou modismo, tende a se esgotar: até quando vão usar o ódio ao PT como plataforma política?É desesperador constatar-se que um político como se espera do Ciro, estar se valendo como o carro chefe de uma campanha ainda no começo dessa artimanha que vai se esgotar mais cedo ou mais tarde e é pouco provável que chegue a 2022.

Responder

De Bourbon

11 de novembro de 2018 às 05h17

Algumas coisas após essas eleições ficaram muito claras. Ou pelo menos deveriam ter ficado, sobretudo para a esquerda; a resistência é mais que legítima mas querer enfiar pauta identitária goela abaixo em um país majoritariamente conservador é insistir no erro, derrota outra vez. Isso sem falar no estigma de corrupção, entrelaçado até o último ao PT. Eu acredito que se quisermos vencer as próximas temos que dar um passo atrás em alguns pontos. Ciro pode ser isso e aquilo, é cheio de contradições, por enquanto é quem mais representa uma oposição contra a extrema direita. Quanto a Haddad, que eu apoiei no 2o turno, vai desaparecer. É um quadro excelente, poderia ser melhor presidente que Ciro Gomes, mas a conjuntura não é pra ele. Gostaria de parabenizar Miguel pela lucidez que vem enxergando o palco político nos últimos meses.

Responder

Brasileiro da Silva

10 de novembro de 2018 às 23h32

A entrevista teria sido ótima, ele acertou em quase tudo. Pena que tenha cometido o erro de ter acreditado na fake news do “Falha de São Paulo” . Será que ele não tem assessoria que o informe que o Paulo Guedes nunca falou isso? Lamentável.

Responder

Andre Luiz Correa Pio

10 de novembro de 2018 às 17h52

Parabéns ao Miguel pela isenção.Tenho afirmado que para o PT o verdadeiro inimigo não é o Bolsonaro, mas sim o Ciro Gomes. Ao Lula interessa manter a hegemonia no campo da esquerda e, em um nível mais profundo, a sua própria representatividade como o único líder de oposição. É desnecessário lembrar que, mesmo dentro do PT, em todos estes anos , jamais floresceu nenhuma liderança, digna deste nome, que não fosse subserviente ao Lula.O Ciro, pelo seu preparo intelectual e político e pela sua própria estatura, amedronta o Lula que, afinal, está sendo destruído pelas suas próprias contradições e erros. As armas usadas pelo PT para impedir esta nova liderança de centro esquerda tem sido as usuais da covardia, mentira e da traição. É o medo de que este velho caudilhismo populista seja superado por uma liderança mais informada e arejada, uma construção mais racional dos pressupostos da política. O protofascismo do Bolsonaro é a antítese ideal do personalismo, falsamente democrático, petista. A oposição moderna e consequente, baseada na razão e não nas emoções baratas, começa a se desenhar com Ciro Gomes.

Responder

    marco

    11 de novembro de 2018 às 17h01

    Isso.

    Responder

    Carlos Lima

    12 de novembro de 2018 às 11h27

    A diferença do Ciro Gomes para o bolzónaro, é só a língua, o Ciro não representa nada e nem ninguém, só ele mesmo e sua felante língua.

    Responder

    marco

    14 de novembro de 2018 às 10h43

    Isso

    Responder

Andre Luiz Correa Pio

10 de novembro de 2018 às 17h47

Caro Miguel, parabéns pelo espaço isento que você concede ao Ciro (diferentemente de outros blogs progressistas). Dito isso, percebe-se com clareza a diferença de preparo do Ciro (com todos o seus defeitos) de todos os outros políticos que se candidataram a presidência.Era o melhor tecnicamente preparado e com as posições políticas mais avançadas. Mas o PT não quis.Tenho afirmado que para o PT o verdadeiro inimigo não é o Bolsonaro, mas sim o Ciro Gomes. Ao Lula interessa manter a hegemonia no campo da esquerda e, em um nível mais profundo, a sua própria representatividade como o único líder de oposição. É desnecessário lembrar que, mesmo dentro do PT, em todos estes anos , jamais floresceu nenhuma liderança, digna deste nome, que não fosse subserviente ao Lula.O Ciro, pelo seu preparo intelectual e político e pela sua própria estatura, amedronta o Lula que, afinal, está sendo destruído pelas suas próprias contradições e erros. As armas usadas pelo PT para impedir esta nova liderança de centro esquerda tem sido as usuais da covardia, mentira e da traição. É o medo de que este velho caudilhismo populista seja superado por uma liderança mais informada e arejada, uma construção mais racional dos pressupostos da política. O protofascismo do Bolsonaro é a antítese ideal do personalismo, falsamente democrático, petista. A oposição moderna e consequente, baseada na razão e não nas emoções baratas, começa a se desenhar com Ciro Gomes.

Responder

Cláudio Márcio

10 de novembro de 2018 às 17h13

Esta será a tática de Ciro para tentar ocupar um lugar ao sol nas próximas eleições, caso haja eleições. Atacar Lula e o PT, tetando amealhar alguma adesão por parte dos anti-petistas que ajudaram a eleger Bolsonaro. Ciro sendo Ciro. Nada confiável.

Responder

    marco

    14 de novembro de 2018 às 10h47

    Confiável prá quem ?
    Confiável para o pt é certamente, Palocci, Dulcidio, Renan, Eunício.

    Responder

BALTAZAR

10 de novembro de 2018 às 15h47

Ciro Gomes,a nova Heloísa helena,supera em muito, Marina silva,é um piolho ou seja um carrapato dos mais patogênicos possíveis,o ódio dele pelo PT, é patológico,ele acha que na sua estreita avaliação, que falando mal do partido dos trabalhadores,ele crescerá na opinião pública,como ele é burro,quero que ele observe o comportamento do traíra Cristovam Buarque,o que aconteceu com sua metamorfose,de borboleta para lagarta se ela aconteceu,eles acham que as pessoas são bobas ou que ainda estão no século IX,ledo engano,seu coroné,o Lula MEU eterno presidente possibilitou as pessoas a educação,aos meios de comunicação,coisa que você jamais faria pelo povo do nordeste em especial os meus conterrâneos cearenses,que são gratos ao melhor de todos os presidentes que já se elegeu nesse pais,o seu discurso é repetitivo e cansativo,sabe o que você falou de Leonardo BOFE,É QUE VOCÊ É.

Responder

    Oblivion

    10 de novembro de 2018 às 18h52

    Caro Baltazar, Heloísa Helena foi expulsa por pessoas do naipe de Palocci, Delúbio e Silvinho da Land Rover. Sempre se mostrou uma pessoa íntegra e era uma parlamentar progressista, assim como Marina Silva; á se o nosso parlamento tivesse o padrão ético de ambas. Agora comparar Ciro com CB? Cara, que falta de reconhecimento pela luta amarga que o Ciro teve ao lado dos governos Lula e Dilma. Não se esqueça que ele estava na linha de frente para barrar o golpe depois do mensalão, fez campanha para as 4 eleições petistas (mesmo que ele tenha discordado da escolha para suceder Lula), lutou bravamente para impedir o golpeachment (muito mais que muito petista), brigou sozinho contra a aberração no 1º turno. Porém, a burrada que a burocracia do pt e que teu meu eterno presidente fizeram atinge a todos nós, observe os primeiros passos desse novo governo e me diz se não assusta tanta ignorância em tão pouco tempo. Agora as frasezinhas prontas para fazer feliz uma horda de analfabetos políticos e ao mesmo tempo balançar o rabinho para os eua (como a mudança da embaixada para jerusalem – coisa que não tem nada a ver conosco) pode causar prejuízos bilionários ao país. E a briga com a China então? Coitado!
    E isso tudo, gostes ou não, é culpa também do pt e de teu eterno presidente. No momento que eles poderiam ter agido de forma republicana e compromissada conosco (o povo), eles, envaidecidos, acharam que poderiam eleger quem eles quisessem (acho que só eles não viam as pesquisas de rejeição) e ignoraram o que muita gente estava alertando, inclusive importantes políticos da esquerda, como Jacques Wagner e Flavio Dino. O caminho era Ciro.
    Para aqueles que elegeram JB para “acabar com a corrupção”, que belas notícias em uma só semana né? Agora corrupto basta pedir desculpas que vira ministro; e a mais espetacular de todas… o temer vai virar embaixador na Itália e assim manter foro privilegiado e se escapar da cadeia… sim ninguém menos que o temer. A rede arrastão pelo jeito já tá começando bem furada….

    Responder

Ivanise alves

10 de novembro de 2018 às 14h45

Ciro diz que o PT não faz autocrítica, e ele faz? Sabe quantas vezes eles chegar no primeiro colocado ? Com essa atitude, nunca!! Uma pena pois é bom quadro. Ele é deselegante, arrogante e acha que copiando Bolsonaro. Chega lá.. coitado!!

Responder

sempre Voltaço

10 de novembro de 2018 às 14h09

Essa entrevista foi concedida em Paris ?
Esse Miguel enxerga longe…Ministro da educação e seu assessor prof. Wanderley.

Responder

Antonio Morais

10 de novembro de 2018 às 13h36

Foi uma boa entrevista. Ciro é muito franco e direto. Estou doido para ver uma entrevista com Ciro e Haddad juntos.

Responder

Dario

10 de novembro de 2018 às 13h35

é inacreditável que o Blog anuncie a entrevista como exemplo de bom senso, uma vez que na apresentação critica os ““profetas de entrevista”, que criticam algo que nem viram ainda.”

pra resumir, na entrevista Ciro avaliza a história do “Kit Gay” na medida em que afirma que “(o PT) explorar a tolerância nos costumes que nosso povo tem com políticas públicas para firmar um identitarismo de minorias que são mais próximas do pensamento progressista é falta de respeito.”

Puta que pariu… e pra melhorar ainda criminaliza o MST…

honestamente, não entendi a introdução feita pelo blog…

Responder

    Miguel do Rosário

    10 de novembro de 2018 às 15h13

    Que introdução é essa que eu não vi rs?

    Responder

    Marcos Videira

    10 de novembro de 2018 às 15h52

    Dario afirma:” Ciro avaliza a história do Kit Gay”.
    Esta afirmação é falsa. No vídeo Ciro afirma:
    “O Bolsonaro inventa, é uma mentira, é uma cédula de 3 reais, que tentou se implantar um Kit Gay nas escolas”. (vide a partir do tempo 14:00 do vídeo).
    É impossível debater quando a verdade factual é substituída por uma falsidade.

    Responder

    Luciana

    11 de novembro de 2018 às 19h58

    Acho que você não entendeu o que ele disse …

    Responder

Alex

10 de novembro de 2018 às 12h50

Não acredito mais no Ciro. Na minha casa foram 4 votos pra esse ignorante. Na família, segundo cálculos meus e da minha mulher, mais 5.. no puro convencimento. Na unha. Pro cara ir pra Paris de biquinho, voltar gostosão, e xingar um padre idoso. Vai se catar Ciro. Em 2022, se eu tiver vivo, prometo arrancar-lhe os 9 votos. Sei que não é porra nenhuma pra vc, mas para mim é muito!

Responder

    Luciana

    11 de novembro de 2018 às 19h53

    Alex, entendo sua frustração, pois como eleitora do Ciro também esperava que ele se manifestasse no segundo turno …mas depois de um tempo e alguma reflexão, vejo as coisas de maneira diferente. Embora eu tenha admiração pela trajetória política do Ciro, ele não era o meu “candidato favorito”. Se fosse pela pessoa, teria votado no Haddad, que também respeito e admiro. Mas votei no Ciro por um projeto de país. E faria isso novamente, apesar dos rompantes dele …depois de 12 anos de governo do PT, embora eu reconheça as melhorias promovidas por Lula e Dilma, também reconheço que mudanças mais profundas, que deveriam ter sido feitas, não o foram …os projetos para a economia no plano de governo do Haddad eram mais do mesmo, nada que nos fosse tirar da situação que vivemos. O brasileiro costuma votar com o coração, mas cada vez mais acho que temos que deixar isso de lado e olhar para o projeto que aquele político representa …afinal, todos eles já cometeram erros, posso citar vários aqui do Lula, do FHC e outros. E nessa eleição, o melhor projeto era o do Ciro, a meu ver. Hoje vejo que o rompimento brusco com o PT veio numa tentativa de criar sua própria militância, gente que queira compartilhar desse projeto …afinal ele sabe que nunca será a 1a opção do partido e dos petistas. Sendo assim, não sei o que o futuro nos reserva …mas se não aparecer mais ninguém com um projeto interessante de país nas próximas eleições e o Ciro estiver lá, terá meu voto novamente.

    Responder

      Alex

      12 de novembro de 2018 às 11h19

      Luciana… Olha além de grosso, mal educado e com aquela pinta de “vou quebrar sua cara”, Ciro deixa a gente na dúvida. Embaralha a cabeça do eleitor! O sujeito bate e assopra o tempo todo! Diz que o PT é fominha, que não ter personalidade etc. Mas pergunto: Ciro tem? O Cid tem? São dois malucos… Aqueles impropérios desnessarios que o irmão soltou.. alí, sim, diria, que é “coisa de babaca”. E vc acha que o Ciro lá em Paris não estava sabendo da novela? Tanto que ele chegou com o discurso pronto! Então, sou uma formiguinha doceira, daquelas que andam na pia do cozinha e vc não vê, mas igual a está formiguinha tem milhares que se sentiram idiotas em fazer campanha para este senhor. Portanto, estas formiguinhas daqui a 4 anos têm o direito de fazer campanha contra. O que Ciro fez, Luciana, foi um assinte!

      Responder

Justiceiro

10 de novembro de 2018 às 12h17

E o coronel continua chutando Lula e o PT. Será que Ciro já está se cacifando para disputar 2022?? Mas ele disse que se o coiso fosse eleito, ele abandonaria a política.
Quando for questionado, daqui a quatro anos, dirá que não disse isso. Igual quando negou que disse que receberia a turma de Sérgio Moro à bala, ou quando prometeu que se Lula fosse preso ia resgatá-lo e entregar numa Embaixada.

Responder

Ferrnando Lamanna

10 de novembro de 2018 às 11h56

Uai … no minuto 3, a fala do sujeito é “o PT fez muito mal ao Brasil” … que vontade eu tenho pra ver os 25 minutos restantes ? Sem comentários.

Responder

    Ronaldoxxx

    10 de novembro de 2018 às 12h17

    Veja e vc entendera o que ele esta falando, e ai sim, podera fazer juizo ou critica sobre!!!

    Responder

    Alberto

    11 de novembro de 2018 às 12h34

    Pra desfazer essa mentira o lula tinha de seguir como candidato até o fim. Olha o tanto de merda eles fizeram pra tirar o Lula das eleições. Por isto eles odeiam tanto o PT, por que o PT é forte e só trapaceando eles conseguem vencer. Faltou apoio do povo, de políticos, de artistas, jornalistas, etc… Tirando a blogosfera maravilhosa e uns colunistas de jornais claro. É tipo ”Olha gente, estamos dando visibilidade das safadezas desse povo, estão vendo?” Tá tudo no preto e branco, bora porra!!! Mas o Ciro e o irmãozinho dele insiste nessa de falar merda do PT, parecendo coxinha carai… Ai chego no serviço tçao falando do mano brown que xingou o PT, do lula tá preso babaca, ahhhhh porra!!!!!

    Responder

    marco

    14 de novembro de 2018 às 10h55

    Por acaso insistir na candidatura de um terceiro ” poste” goela a baixo sofrido povo brasileiro, ignorando totalmente as evidências não foi um tiro no peito do Povo brasileiro?
    Burrice ou má fé?

    Responder

Tamosai

10 de novembro de 2018 às 11h26

Infelizmente não dá para acreditar no Ciro. Ele é uma espécie de Marina. Individualista, matreiro, egocêntrico. Está claro que não consegue agregar e formar uma base ampla, se ele não estiver no topo dessa base. Acaba ficando como Marina: um cometa individualista que passa de 4 em 4 anos.

Responder

ronaldoxxx

10 de novembro de 2018 às 11h13

O problema do pt com ciro gomes e que, o pt nao aceita ouvir que errou e que levou Brasil pra situacao politica em que se encontra hoje!! Quando alguem de direita fala algo que o pt nao quer ouvir,nao como contestar sem eles podem esbravejar, xingar, tripudiar encima, porem quando o Ciro que e conhecedor e participante ativo da politica da esquerda dos ultimos anos diz algo(principalmente sobre a ditadura petista), nao ha como contestar !!! Isso deixa o pt e os petistas furiosos….porque sao quase que obrigados a aceitar o obvio ,que toda a nacao e os 57 milhoes de eleitores de bolsonaro ja enxergaram!!!

Responder

Roberto Batista

10 de novembro de 2018 às 10h43

Ciro tem estratégia clara, quer se colocar como o próximo Bolsonaro, o anti PT. Mas, como diz o ditado:”a política ama a traição, mas não perdoa o traidor”. Infelizmente, mostrou se um traidor do país, e agora um oportunista. A maior parte da juventude colocou seu sonho no que se mostrou um canalha e covarde em atacar quem não pode se defender, sua ambição acima do país, e isso não será esquecido. E permanecemos na dúvida se haverá eleição em 2022…

Responder

    Lucas Almeida

    10 de novembro de 2018 às 10h47

    Cada um tem uma estratégia.

    Ciro sabe que mesmo se juntar ao PT, não terá espaço. Afinal, o PT preferiu coadunar com os “golpistas” ao invés de apoiá-lo ou ao menos não atrapalhá-lo. Acredita que pós fracasso Bolsonaro, o eleitorado buscará uma alternativa de centro.

    O PT acredita que pós fracasso bolsonaro, o eleitorado se arrependerá e pedirá de volta o partido.

    O PSDB acredita que pós fracasso, o eleitorado buscará uma alternativa de centro-direita.

    Saberemos quem tá certo daqui a 4 anos. Infelizmente, o único que acertou a estratégia esse ano foi o Bolsonaro.

    Responder

      Marcos Videira

      10 de novembro de 2018 às 11h19

      Cuidado Lucas. Ao afirmar que somente o Bolsonaro acertou na estratégia, está implícito que a estratégia de Lula foi errada. Essa afirmação é intolerável pra alguns que não querem reconhecer a verdade escancarada pela realidade. Vão te chamar de canalha, fascista, cirista, filhodaputa etc… Isto porque Lula não é tratado como um ser humano, sujeito a acertos e erros. Por que será que Haddad está refletindo profundamente ?

      Responder

    Saint

    10 de novembro de 2018 às 13h37

    Traidor do País?
    Não seja tão leviano e superficial.
    Abs

    Responder

Paulo

10 de novembro de 2018 às 10h34

É impressionante o preparo intelectual do Ciro, a diferença dele pros demais (ex) candidatos. A abordagem adequada das questões (pelo menos no meu universo de opinião). Não fossem alguns rompantes, como “vou colocar o MP na caixinha”, ameaçar que, se eleito, “delegados da polícia federal deverão se reportar a mim, perderão o protagonismo”, ter sustentado a inocência do Lula, enquanto ainda tinha esperança de uma união com o PT (o que passa a impressão de oportunismo), dentre outros arroubos retóricos e histriônicos, e comportamentos algo contraditórios, seria o presidente perfeito…

Responder

Daniel

10 de novembro de 2018 às 09h48

Miguel, já se preparando para a campanha do Ciro 2022? Ciro não. O tempo não muda um traidor.

Responder

    Miguel do Rosário

    10 de novembro de 2018 às 10h13

    Amigo, critique o Ciro quando quiser, mas tente fazê-lo sem me misturar nessa história, ok? Estou reproduzindo uma entrevista, assim como reproduzo entrevistas de petistas e até de Bolsonaro.

    Responder

      Marcos Videira

      10 de novembro de 2018 às 11h09

      MIGUEL: esse pessoal incapaz de construir um argumento que conteste as ideias apresentadas diz muito sobre a mediocridade dessas pessoas e a repulsa crescente da qual são objeto. O ataque pessoal a você e ao Ciro é o tosco recurso daquele que reconhece que perdeu o debate (aquilo que na Lógica é chamado de falácia ad hominem).

      Responder

        Domingos Sávio

        10 de novembro de 2018 às 19h50

        Marcos,
        no meu ponto de vista o campo da esquerda foi dividida por escolha das partes. Ciro disse que foi convidado para vice de Lula e não aceitou porque considerou que seria enganar o eleitor. Acho que ele não aceitou porque viu o grau de desgaste do PT, durante muitos anos a mídia plantou todo tipo de notícia falsa construindo vagarosamente a narrativa. Miguel cansou de avisar e sugerir as mais variadas estratégias de comunicação. Porém, o Governo, o Partido dos Trabalhadores e os demais Partidos de esquerda ignoraram.
        Ciro é um homem inteligente, viu que teria chances de ir para o segundo turno e até ganhar por causa dos desgastes da direita e do PT. E eu concordo com isso. Entretanto, sofremos um meticuloso e poderoso Golpe. Muito dinheiro, inteligência profissional, fraude eleitoral e chantagem do STF para a eleição do J B. Por isso, perdemos. As críticas são válidas e devem ser feitas. Entretanto, a causa está nos erros do passado, na perda da Narrativa. E enquanto a direção do PT não mudar a estratégia será refém da mentira.
        E aqui também critico o Ciro, Explico: para que o Campo das esquerdas volte com força junto a massa é necessário desvelar a mentira de Lula ladrão. Enquanto isto ficar de pé todos da oposição ao projeto de Brasil Colônia estarão ameaçados. Precisamos mostra a maioria expressiva dos brasileiros que a acusação de PT corrupto é falsa, hipócrita, totalmente hipócrita. Para depois debatermos os erro reais do PT no Governo.
        Por isto. discordo da estratégia do Ciro. Deixar de defender a inocência e Lula é reforçar a ferramenta que a Casa Grande sempre usou contra os representantes da Classe Trabalhadora (a senzala).
        Eu acredito que perderíamos essa eleição de todo jeito. A instituições demonstraram uma disposição ímpar para atacar nosso lado. Mas, se estivéssemos todos juntos nossa bancada no Congresso seria muito melhor.
        Agora eu defendo que reconquistemos a narrativa desfazendo a mentira principal. Mostrando que Lula é inocente e os verdadeiros corruptos estão no poder.
        O que você acha?

        Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com