Continua debate sobre prisão em 2ª instância

Foto Jota Camelo

Advogado rebate Moro: “nunca se mostrou acessível”

Por Tadeu Porto

16 de junho de 2019 : 12h48

A #vazajato atuou em diversas frentes e, timidamente, a mídia vai fazendo o papel de ir além das denúncias do Intercept.

Eu escrevi aqui na madruga (e fui ver O Grande Truque pela enésima vez depois) sobre como desde 2014 advogados já alertavam para o
“estado islâmico judicial” que a Lava Jata implementou para realizar suas operações.

Vale lembrar que Moro disse, em entrevista recente para o Estadão – repercutida no twitter do procurador Dallagnol – que conversava naturalmente com as partes, inclusive com advogados. “Acontece o tempo todo”.

O painel da Folha, no dia de hoje, faz (com timidez mas já um avanço) o que toda a mídia deveria estar fazendo: escutar e se debruçar sobre como as outras partes envolvidas na Lava Jato encaram a operação.

E o resultado, nós já sabemos, não poderia ser outro. Alguns advogados já desmentem Moro e escancaram o óbvio: apenas os procuradores, a acusação, tinha acesso irrestrito ao juiz.

“Ele nunca se mostrou acessível. Não era sujeito de sorrisos. As respostas eram secas e evasivas.”

Alberto Zacharias Toron, em Advogados dizem que nunca tiveram telefone ou abertura para pedir audiências a Moro

Como bem ilustrou o chargista Jota Camelo, autor da brilhante foto desse post, Moro foi o Herói da mentira.

A casa vai cair, já começou a desmoronar.

Tadeu Porto

Colunista do Cafezinho e diretor da Federação Única dos Petroleiros e do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »