CCJ discute prisão em 2ª instância

Falta de demanda preocupa industriais

Por Redação

22 de julho de 2019 : 18h10

A Confederação Nacional da Indústri (CNI) divulgou hoje a edição de junho de sua Sondagem Industrial, que traz uma série de indicadores sobre a situação atual das indústrias e suas expectativas para o futuro.

Um dos indicadores que sofreu alta expressiva é o da preocupação dos empresários com a falta de demanda.

Eu separei alguns gráficos interessantes.

    CNI

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Lib.

23 de julho de 2019 às 02h53

Claramente o culpado pela crise é o nosso próprio governo que só pensa em explorar o trabalhador com mais e mais impostos. Um empresario se mata para conseguir 10% de lucro no fim do mes e chamam de “exploracao”. O governo vem e arranca 60% do que o trabalhador ganha e os malucos dizem que é justica.

Responder

Marcio

22 de julho de 2019 às 20h21

Ninguem sai imune de 20 anos de socialismo temperado com assaltos bilionarios a cofres e empresas publicas.

O Brasil è um cadaver ambulante.

Responder

    Alan C

    22 de julho de 2019 às 23h20

    Miguel, não bloqueie os pobres de direita, as pessoas precisam ver isso.

    Responder

Pedro Pulha

22 de julho de 2019 às 20h13

Esse idiotas não sabem somar dois mais dois.
Se esforçaram tanto em retirar direitos trabalhistas que esqueceram que estavam tirando dinheiro dos seus próprios consumidores.
Quando os efeitos da reforma da previdência vierem a situação vai piorar.

Responder

Luis Campinas

22 de julho de 2019 às 19h51

Eles chamam equivocadamente a esquerda brasileira de comunista. Na verdade, quem tem o poder por aqui, nunca se aventurou a sequer adentrarem ao mundo capitalista. Sim, sociedade escravagista e predadora da terra, do ar, do mar e de tudo que é patrimônio dessa nossa terra. A esquerda brasileira nunca se atreveu a socializar as coisas, ousou apenas adentrar ao capitalismo. Sim, onde distribuir renda e poder de compra as pessoas, dar lhes acesso a educação e saúde nada mais era do que fortalecer os consumidores e assim, nossas empresas lucrarem. Nem isso somos capazes de fazer. Pior, nenhuma instituição gosta do capitalismo. Assim é melhor!

Responder

Alan C

22 de julho de 2019 às 19h21

Quem?? CNI?! Aquele do pato amarelo que apoiou o golpe, o #ForaTemer e o bozo?? kkkkk

VAI BOZOLÂNDIAAAA!!!!

Responder

Moyses Ferreira Nunes

22 de julho de 2019 às 18h50

Ué, não são estas mesmas industrias que encheram os bolsos com financiamentos do BNDES, esfaquearam a Dilma e “contribuíram” para eleger o lixo?
Não são estes também que estão apoiando todo o desmonte das legislações de proteção trabalhista e social?
A nós, já sabemos o quanto estamos fdds… à eles: que consumam e apreciem o fruto da arvore que plantaram!

Que quebrem, mas antes faz arminha pra ver se passa!

Responder

Paulo

22 de julho de 2019 às 18h49

Ué, mas a Reforma da Previdência, o placebo universal, não está encaminhada? E, por conta disso, não estaria provocando uma “espiral positiva de expectativas”, no empresariado?

Responder

Bernardo Galheiro Poças

22 de julho de 2019 às 18h31

E o que faz, na sua opinião, esses industriais apoiarem o governo mesmo com essa agenda totalmente restritiva financeiramente do Paulo Guedes?

Responder

Deixe uma resposta