Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Nova pesquisa: candidato de Evo continua sendo o favorito nas eleições presidenciais da Bolívia

Por Tulio Ribeiro

17 de março de 2020 : 02h38

O candidato à presidência da Bolívia pelo Movimento para o Socialismo (MAS), Luis Arce, permanece como o favorito de acordo com a pesquisa mais recente realizada pelo instituto de pesquisa Ciesmori em março, segundo uma mídia oficial venezuelana.

Segundo informações divulgadas pela empresa de pesquisas de opinião, a intenção de votar a favor de Arce é de 33,3%, o que representa um aumento de dois pontos no último mês em sua candidatura.

Por sua vez, o ex-presidente boliviano Carlos Mesa e a atual presidente do governo de fato da Bolívia, Jeanine Áñez, registraram 18 e 16%, respectivamente, na pesquisa.

Ainda continuam na lista da pesquisa Luis Fernando Camacho, do partido Creemos, com 7,1% da intenção de votar; depois Chi Hyun Chung, da Frente da Vitória, com 3,8; então Feliciano Mamani, do Partido Nacional de Ação, com 1,9 e o ex-presidente boliviano, Jorge Quiroga, do partido Free 21, com 1,7% da intenção dos bolivianos de votar.

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alan C

17 de março de 2020 às 12h57

A Bolívia não é a bozolândia…

Responder

chichano goncalvez

17 de março de 2020 às 11h04

Se o povo boliviano fosse que nem o da Sardogna, o candidato do Evo Morales, teria, entre 80 a 90 %, mesmo tendo mais do que todos os outros somados, ele que se prepare, que a direita não vai aceitar os resultados, só metendo bala neles.Como disse o Ivan Pinheiro: Só se muda um pais para melhor com Revolução.

Responder

Karla

17 de março de 2020 às 09h08

Evo agiu coerentemente.
Exilou-se temporariamente na Argentina e asilou-se politicamente em Buenos Aires, donde orienta o processo sucessório boliviano, sem se render aos golpistas e ao Judiciário da Casa Grande do Cone Sul.
Lula rendeu-se à Curitiba e foi totalmente incoerente.
O acerto de Morales é a melhor prova do erro crasso de Lula, que se tornou refém da Casa Grande e dividiu o espectro político do centro à esquerda brasileira.

Responder

    Alan C

    17 de março de 2020 às 16h55

    Comentário PERFEITO!

    Responder

Lagartixa Doida

17 de março de 2020 às 08h26

Aí é pra cair o ku da bunda

Responder

Deixe um comentário