Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Reuters/Pilar Olivares/ Direitos Reservados

Covid-19: Brasil passa da marca de mil mortes registradas por dia

Por Redação

19 de maio de 2020 : 20h11

No total, 271.628 pessoas foram infectadas; 39% estão recuperadas

Publicado em 19/05/2020 – 19:46

Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

Agência Brasil — O Brasil bateu recorde de mortes registradas em um dia em razão da covid-19, com 1.179. No total, 17.971 pessoas já perderam a vida em por causa da doença. O resultado representou um aumento de 7% em relação a ontem (18), quando foram contabilizados 16.792 mil falecimentos pela covid-19. A letalidade (número de mortes por quantidade de casos confirmados) ficou em 6,6% e a mortalidade (número de óbitos pela quantidade da população) foi de 8,6%.

O balanço diário do Ministério da Saúde registrou também recorde de novos casos confirmado em 24 horas, com 17.408. No total, 271.628 pessoas foram infectadas. O resultado marcou um acréscimo de 6,8% em relação a ontem, quando o número de pessoas infectadas estava em 254.220.

Do total de casos confirmados, 146.863 (54%) estão em acompanhamento e 106.794 (39,3%) foram recuperados. Há ainda 3.319 mortes em investigação. O número marca um aumento em relação aos últimos números para este indicador, que davam entre 2.000 e 2.300 falecimentos em investigação.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (5.147). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (3.079), Ceará (1.856), Pernambuco (1.741) e Amazonas (1.491).

Além disso, foram registradas mortes no Pará (1.519), Maranhão (604), Bahia (326), Espírito Santo (325), Alagoas (231), Paraíba (219), Minas Gerais (167), Rio Grande do Norte (160), Rio Grande do Sul (151), Amapá (136), Paraná (129), Santa Catarina (91), Piauí (85), Rondônia (87), Goiás (73), Acre (72), Distrito Federal (72), Sergipe (63), Roraima (61), Tocantins (38), Mato Grosso (32) e Mato Grosso do Sul (16).

Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (65.995), Ceará (28.112), Rio de Janeiro (27.805), Amazonas (22.132) e Pernambuco (21.242). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Pará (16.295), Maranhão (14.198), Bahia (11.013), Espírito Santo (7693) e Santa Catarina (5.413).

Edição: Liliane Farias

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

20 de maio de 2020 às 12h26

É muito fácil saber por que estamos nessa situação desalentadora, mais de mil mortos em um dia enquanto o presidente faz piadinha ignominiosa. Nem no segundo turno contra a pessoa mais nefasta que já disputou uma eleição à presidência conseguimos nos unir. Flavio Dino, um dos grandes nomes que temos que mostra competência para nos liderar, defende uma frente antifascismo. Por mais respeito que ele mereça, acho que antes deveríamos selar um núcleo duro de uma frente progressista. Com todo o respeito, não dá pra nos unirmos primeiro com Doria, Huck, Maia ou mesmo Moro. Mas como fazer isso se os progressistas ficam digladiando entre si, um segmento tem como maior inimigo outra parte do campo democrático e popular? Entrementes, temos que nos contentar com a Internacional Progressista, com membros do mais alto quilate: Chomsky, Sanders, Varoufakis, Celso Amorim, a primeira-ministra da Islândia (não sei escrever o nome), Naomi Klein, Mujica, Rafael Correa, Galo Garcia Bernal etc.

Responder

Edgar

20 de maio de 2020 às 10h44

F
O
R
A

B
O
L
S
O
N
A
R
O
S

Responder

chichano goncalvez

19 de maio de 2020 às 20h39

Eu não sou advinho, mas previ que o Brazil iria em busca do primeiro lugar no podium, esta a caminho, com o desgoverno que temos,

Responder

Deixe uma resposta