Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern. Foto: Bianca De Marchi / EFE - EPA

Após 102 dias sem casos, Nova Zelândia detecta infectados

Por Redação

12 de agosto de 2020 : 14h43

Jacinda Ardern, a primeira-ministra da Nova Zelândia, anunciou na terça (11) que o país registrou o primeiro caso de transmissão local de Covid-19 após 102 dias sem casos.

Quatro casos em uma família de Auckland, a principal cidade do país, foram detectados.

Ardern explicou que a fonte de transmissão do vírus é desconhecida, uma vez que os pacientes detectados não têm histórico de viagens nem tiveram contato direto com qualquer outro doente.

“Pedimos à população de Auckland que fique em casa para impedir a propagação”, pediu a primeira-ministra, que colocou a cidade em nível 3 de alerta.

Sob essa condição, apenas funcionários de áreas essenciais podem trabalhar fora de casa e restaurantes, bares e museus são fechados.

As pessoas também ficam obrigadas a usarem máscaras em locais onde a distância social não possa ser mantida, como em supermercados.

O resto do país fica em nível 2, que significa a proibição de aglomerações com mais de 100 pessoas e todos devem seguir normas de distanciamento.

As medidas entraram em vigor na quarta-feira (12) ao meio-dia do horário local e permanecerão ao menos até sexta-feira.

Até esses quatro casos serem localizados, a Nova Zelândia acompanhava apenas 23 casos importados da doença, de pessoas vindas do exterior que foram diagnosticadas ao chegarem ao país. Todas seguem em quarentena.

O país teve em torno de 1570 casos confirmados e conta com uma população de aproximadamente cinco milhões de habitantes, tendo apenas 22 mortes pela Covid-19.

No início da pandemia, a Nova Zelândia fechou suas fronteiras e impôs uma quarentena rígida de um mês de duração logo após o início do surto.

O primeiro caso no país fora detectado em 28 de fevereiro de 2020; o último antes dos atuais havia sido em 1° de maio de 2020.

As medidas surtiram efeito, e no início de junho os neozelandeses já podiam conviver sem medidas restritivas após o último paciente com Covid-19 do país receber alta.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta